Array

Jovem enfermeiro escolheu profissão por gratidão a cuidados recebidos após acidente

Às vezes, para algumas pessoas, o ditado “há males que vêm para o bem” acaba fazendo sentido muitos anos depois. O “mal” na vida do jovem enfermeiro mineiro Victor Ramos foi um acidente que ele sofreu aos 14 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já o bem, é representado pelo seu desejo de se transformar em um enfermeiro por gratidão aos cuidados que recebeu na ocasião.

“O cuidado que eu recebi da equipe de enfermagem foi tão grande, que decidi me dedicar a essa área tão linda que é a enfermagem. Assim, eu poderia cuidar do próximo com toda dedicação”, diz ele hoje grato por ter superado aquela situação.

selfie enfermeiro máscara pano rosto
Foto: Arquivo pessoal

O tempo passou, mas o propósito continuou. Atualmente, aos 23 anos, Victor é um dos vários profissionais de saúde que estão na batalha para conter o novo coronavírus no Brasil, mais precisamente na cidade de Rodeiro, em Minas Gerais, local em que trabalha como técnico em enfermagem em um posto de saúde.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E esse ainda é só o início de uma carreira que tende a ser bastante bonita. Apaixonado pela área, ele está no terceiro período da graduação em Enfermagem na UNIPAC, onde estuda com o auxílio de uma bolsa de estudo do Educa Mais Brasil.

enfermeiro vestindo equipamentos proteção covid-19
Foto: Arquivo pessoal

Na linha de frente no combate ao coronavírus

Dividindo o tempo entre os estudos do curso de Enfermagem e o trabalho no posto de saúde, Victor sentiu a mudança da rotina após a chegada da pandemia do coronavírus.

“Minha rotina está um pouco mudada, tive algumas alterações na minha carga horária. O cenário que estamos vivendo é outro, a forma de atendimento está diferente. As cobranças são muitas, mas vamos vencendo com profissionalismo e dedicação”, afirma ele.

Em Rodeiro, até a última quarta-feira, 17, o boletim epidemiológico publicado pela prefeitura indicava 15 pacientes detectados com o vírus e um óbito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Embora a situação do município, diferente de outras cidades brasileiras, com poucos casos, o jovem enfermeiro sente a tensão que é estar na linha de frente da doença.

“Nunca passei por uma pandemia antes. No início, senti medo mas agora tenho segurança naquilo que faço e dou o melhor de mim para ajudar o próximo. Na região em que trabalho, a situação está “controlada”, mas a gente vem trabalhando com firmeza contra a Covid-19”, afirma.

Mesmo nesse cenário adverso, o que não muda é a certeza do jovem enfermeiro em ter feito a escolha certa da profissão que resolveu seguir em sua vida. Ele não pensa duas vezes ao ser questionado se hoje tivesse que escolher uma profissão qual seria.

“Pra mim enfermagem sempre foi a melhor escolha. Com essa pandemia pude ver ainda mais que somos essenciais na vida das pessoas. Mesmo que o mundo esteja em colapso, precisamos estar lá, dando força e lutando contra as doenças. Sem dúvida, escolheria enfermagem, eu gosto demais do que faço”, conclui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por Roberto Paim – Agência Educa Mais Brasil

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM





Jovem enfermeiro escolheu profissão por gratidão a cuidados recebidos após acidente 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,987,420SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Gatinha leva filhote doente até emergência de hospital em busca de ajuda

Fotos de uma gatinha levando seu filhote para a sala de emergência de um hospital em Istambul, na Turquia, viralizaram nas redes sociais devido...

Jovem com paralisia arrecada 1 tonelada de tampinhas para comprar cadeiras de rodas, em Rio Claro (SP)

Luiz Guilherme da Silva, 23 anos, é um grande exemplo de superação e inspiração. Ele tem paralisia cerebral, mas isso nunca foi obstáculo para...

Homem mais alto do Brasil, que está sem andar, ganha cadeira de rodas especial

Joelison Fernandes da Silva, o “Ninão”, mora no interior da Paraíba. O homem mais alto do Brasil tem 2,37 m e 193 kg e,...

Menino sem braço ganha prótese 114 vezes mais barata graças a impressora 3D

Alunos de pós-graduação usaram uma impressora 3D para fazer um membro para um menino de seis anos de idade nascido sem o braço direito....

Empreendedores no Chile criam saco plástico que se dilui na água

Roberto Astete e Cristian Olivares, dois empreendedores chilenos, encontraram uma solução que transforma a fórmula do plástico e faz com que sacolas plásticas fiquem...

Instagram

Jovem enfermeiro escolheu profissão por gratidão a cuidados recebidos após acidente 3