Formatura de comunidades ribeirinhas é tudo que você precisa ver hoje!

Por mais que tenha sido um ano atípico para os estudantes devido à pandemia, alguns rituais não podem ser esquecidos. E um bom exemplo é a maneira que duas professoras do norte do Brasil encontraram para celebrar a formatura de seus alunos. Ao ar livre e com mini capelos, estes ensaios fotográficos são tudo o que você precisa para alegrar o coração! 😍

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

formatura ribeirinha
Formatura da Escola da Ilha da Várzea. Foto: Neto D’Ippolito

Uma das escolas atende os filhos de ribeirinhos da comunidade Tabuleiro e fica às margens do Rio Juruá, e está encantando o Brasil desde que resolveu compartilhar as fotos do ensaio nas redes sociais na última quinta-feira (17). No fim de 2020, estas imagens era tudo que a gente precisava!

formatura ribeirinha 1
Formatura da Escola da Ilha da Várzea. Foto: Neto D’Ippolito

Engana-se quem pensa que a educação se fez somente com livros e regras, um dos fundamentos básicos e mais fundamentais é o amor, sentimento claramente presente no coração da professora responsável por organizar a formatura. Laura Viviane Almeida da Silva ainda é jovem, mas está dando um show de talento e amor à profissão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já a outra, é a Escola da Ilha da Várzea, localizada no município de Rio do Aurá, no Maranhão. A formatura da turma das pequenas crianças foi organizada pela professora Eliana e foi mais fofa impossível!

formatura ribeirinha 4
Formatura da Escola da Ilha da Várzea. Foto: Neto D’Ippolito

Juntando pais, alunos e os próprios professores, estas formaturas não poderiam ter sido mais originais e brasileiras. Vestidos com seus uniformes azuis, de sorriso no rosto e canudos com diplomas, estas crianças reunidas representam tudo o que precisamos para o ano novo prestes a se iniciar: esperança, união e amor!

formatura ribeirinha 1
Formatura da escola da comunidade Tabuleiro. Foto: Laura Viviane Almeida

O norte do Brasil foi duramente afetado pela pandemia, que acometeu os povos indígenas e ribeirinhos. Especialistas afirmam que uma das maneiras mais evidentes de propagação do vírus foi justamente através das viagens de barco, que normalmente carregam mais pessoas do que o recomendado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Formatura da escola da comunidade Tabuleiro. Foto: Laura Viviane Almeida

formatura ribeirinha 3
Formatura da escola da comunidade Tabuleiro. Foto: Laura Viviane Almeida

formatura ribeirinha 4
Formatura da escola da comunidade Tabuleiro. Foto: Laura Viviane Almeida

formatura ribeirinha 5
Formatura da escola da comunidade Tabuleiro. Foto: Laura Viviane Almeida

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

formatura ribeirinha 6
Formatura da escola da comunidade Tabuleiro. Foto: Laura Viviane Almeida

Fonte: Facebook e Twitter

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,634,668SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Veja as diferentes respostas de adultos e crianças para a pergunta “o que você mudaria no seu corpo?”

As crianças sempre nos dão lição de como a vida pode ser muito mais divertida, simples e interessante. Em um vídeo feito pelo Jubilee Project, um...

Casal faz vídeo emocionante do filho com distúrbio genético que teve apenas 10 dias de vida

Um casal de Illinois, EUA, chamado Josh e Robbyn Blick, passou por uma situação que mudou suas vidas pra sempre. A vinda do quinto filho não foi...

Animação premiada mostra delicadamente a relação entre pai e filho

O autor é Po Chou Chi, um jovem diretor, natural de Taiwan, radicado em Los Angeles, ele produziu o curta Lighthouse ("Farol") cheio de...

Atleta paraolímpica se emociona quando consegue pegar uma bola pela primeira vez

Se o ato de pegar uma bola com as mãos pode ser muito simples para algumas pessoas, para Kate Gray, que é uma nadadora...

Mesmo em grupo de risco, padre leva comida a sem-teto durante pandemia de Covid-19 em SP

O padre Júlio Lancellotti, 71 anos, há décadas é conhecido pelas ações com moradores em situação de rua de São Paulo. E não seria...

Instagram