Ensaio fotográfico questiona padronização da beleza do corpo humano

A nossa reação de estranhamento quando uma pessoa obesa diz que se sente feliz com o seu peso é sintoma da padronização de algo que não deve ser padronizado: a beleza dos nossos corpos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pois é disso que se trata um ousado ensaio fotográfico em preto e branco de Substantia Jones, que reúne fotografias de pessoas obesas em situações normais do dia a dia – nuas, relaxando, abraçando-se e fazendo carícias umas nas outras.

“Adipositivy”, uma fusão em inglês das palavras “adiposa” e “positividade”, é o nome do ensaio que pretende promover a aceitação de todas as formas e tamanhos de corpos e estimular o debate sobre a política do corpo.

“A fotografia é uma ferramenta comumente usada e manipulada para convencer as pessoas — particularmente as mulheres — de que elas não têm valor em seu estado natural”, disse Jones numa entrevista para a revista Vice. Confira:

o-adpositivity-570a o-obesidade-570a slide_452924_6067184_freea slide_452924_6067186_freea slide_452924_6067188_freea slide_452924_6067190_freea slide_452924_6067192_freea

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Reprodução/Substantia Jones

Com informações do Brasil Post

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,833,091SeguidoresSeguir
24,659SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Músico canta para platéia fofa de 4 gatinhos

Todos os dias, principalmente nas grandes cidades, vemos diversos artistas de rua mostrando sua arte e tentando ganhar a vida. E quase sempre não...

Ex-interno da Fundação Casa cria giz para corrigir acidez do solo e ganha prêmio de feira de ciências

A conquista de um ex-interno da Fundação Casa é a prova definitiva de que os jovens que estão em regime de reclusão têm muito...

Ben & Jerry’s suspende pedidos de sorvete com sabores iguais na Austrália

Até que o país aprove uma lei que regularize o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Menina de 7 anos cria aplicativo de game

Os jovens empreendedores estão ficando ainda mais jovens. A inovadora da vez tem apenas sete anos e é da Filadélfia, nos Estados Unidos. Zora...

Filhote é salva da eutanásia e se recupera completamente

Uma filhotinha ia ser sacrificada por causa de sua doença de pele, mas uma ONG a resgatou assim que soube dessa crueldade. Ela sofria de demodicose...

Instagram

Ensaio fotográfico questiona padronização da beleza do corpo humano 3