Escola pública conquista 186 medalhas em olimpíadas de Matemática com professor que usa jogos em sala

0
2200

Para muitos, aprender matemática era quase impossível com aquelas dezenas de fórmulas para decorar, um método de ensino pouco eficiente e atraente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi quando Luiz Felipe Lins resolveu tornar a disciplina prazerosa e, hoje, aos 42 anos, pode-se dizer que ele gabaritou.

Lecionando na Escola Municipal Francis Hime, na Taquara, seu estilo de educar já fez 186 alunos conquistarem medalhas em olimpíadas de Matemática.

“Aqui a Matemática não é um monstro”, resume o professor em entrevista ao Extra, que usa de jogos desenvolvidos por ele para ensinar. “Em vez de passar um monte de exercícios, ofereço aos alunos jogos que servem para construir conceitos e também para praticar”, explica.

Além das aulas na grade curricular normal, Luiz também dedica horas extras à tarde e até aos sábados para dar aulas de reforço. “Os pais vinham para a escola e preparavam nosso almoço enquanto a gente estudava lá dentro”, conta ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O esforço e criatividade fez da Francis Hime uma das escolas mais premiadas do Brasil.

Mas para o professor, a maior satisfação é saber que seus alunos superaram os obstáculos da vida e seguiram os estudos em instituições de ponta. “Tenho alunos no IME (Instituto Militar de Engenharia), na UFRJ, na UERJ… A maioria estudando engenharia ou outros cursos na área de exatas”, orgulha-se o professor.

2015-815705099-2015051174283.jpg_20150511

2015-815705157-2015051174275.jpg_20150511

2015051174221-(1)

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

2015051174242

2015051174282

Fonte: Extra

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.