Escola Waldorf no interior de Pernambuco vai atender crianças carentes

Crianças aprendendo e se desenvolvendo pelo fazer e pela arte. A partir da pedagogia Waldorf, com aulas de artesanato, culinária, jardinagem, pintura, música, horticultura e até Libras (Língua Brasileira de Sinais). E o melhor: em contato direto com os animais e a natureza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É como a terapeuta holística e professora de História e Educação Infantil, Bárbara Barbosa, descreve o Jardim Campo das Tulipas. A escola, na zona rural de Surubim, Pernambuco, deve começar a funcionar em fevereiro.

Nasce inspirada na pedagogia Waldorf e sua educação holística, integrando o desenvolvimento intelectual, artístico, físico e espiritual. Bárbara trabalhou dois anos e meio no chamado ensino tradicional: foi auxiliar, estagiária e professora.

escola waldorf interior pernambuco crianças carentes
Bárbara atuou dois anos e meio no ensino tradicional

Nas palavras dela, uma experiência dolorosa, “quase todos os dias eu chorava, a educação tradicional não está preocupada com a formação integral da criança, as famílias geralmente são desestruturadas, e as crianças ficam imergidas em um ambiente frio e sem calor”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bárbara conheceu a pedagogia Waldorf há quatro anos e foi quando percebeu que existia uma alternativa ao ensino que “obriga crianças na primeira infância a ficarem sentadas durante 4 horas com intervalo de 15 minutos”. Dois anos atrás, descobriu em Recife escolas que praticam a pedagogia Waldorf, baseada na filosofia da educação do filósofo austríaco Rudolf Steiner, e decidiu levar a proposta para Surubim, sua cidade natal.

Infelizmente, a educação tradicional segrega, oprime, tanto alunos quanto professores. A pedagogia Waldorf é holística e tem um olhar verdadeiramente transformador para cada ser humano. Acolhe a família, seus sonhos e aspirações, ela quer que cada ser humano desperte, floresça e dê o seu melhor ao mundo”, afirma Bárbara.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

O JARDIM DE INFÂNCIA A proposta da Pedagogia Waldorf para o primeiro setênio é criar um ambiente propício à formação e não uma pré-escola com informações desnecessárias para a fase ou ensino formal. O Jardim da Infância Waldorf é um prolongamento do lar e não uma ante sala do ensino escolar. Na idade pré-escolar, a atuação da criança desenvolve-se em grande parte sob a simples forma do brincar. Brincando, a criança tem a grandiosa oportunidade de satisfazer sua curiosidade, experimentando, descobrindo múltiplos materiais, desbravando o mundo. O modo de brincar da criança é influenciado pela imitação e pela fantasia. Por isso, é dada bastante importância aos contos de fadas e a outros recursos que estimulem intensamente sua fantasia: pedaços de madeira, sementes, panos, papel, tintas de aquarela, lápis de cera, massinha de modelar, conchas, pedras, bonecos de pano, toquinhos, etc. Também é importante haver ambiente arborizado, caixas de areia, água, balanços, escorregadores, pontes, árvores. Todo ambiente deve ser adequado à convivência, ao encantamento, acolhimento e à fantasia. A euritmia e a música, a culinária e o artesanato são introduzidos como atividades semanais. Extraído do artigo: A pedagogia que respeita a infância. Foto: Escola Waldorf Cora Coralina #waldorf #jardimdeinfancia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Jardim Campo Das Tulipas (@jardimcampodastulipas) em

Junto com Bárbara no projeto estão uma prima, uma psicopedagoga com experiência em uma associação comunitária Waldorf em São Paulo e outra professora que se sentiu frustrada atuando no sistema tradicional de ensino, especializada em Educação Especial.

Leia também: Estudantes fazem festa surpresa em homenagem ao zelador da escola

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para a inauguração e funcionamento do Jardim Campo das Tulipas, estão sendo realizados bazares, venda de bolo, pavês, docinhos e camisetas da escola e uma vakinha online. “Como a escola é comunitária, os aluguéis e todas as outras despesas serão pagas através de doações. Agradecemos imensamente todas as pessoas que estão se mobilizando para nos ajudar na concretização desse projeto.”

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Hoje no nosso bazar! 🌻🙏 Agradecemos imensamente a todas as pessoas que estão se mobilizando para nos ajudar.

Uma publicação compartilhada por Jardim Campo Das Tulipas (@jardimcampodastulipas) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Hoje foi o dia de lixarmos e envernizarmos as mesas. ♥️🙏

Uma publicação compartilhada por Jardim Campo Das Tulipas (@jardimcampodastulipas) em

A escola vai atender crianças carentes, de 2 a 6 anos, divididas em três turmas (luz, borboleta e estrela): “Sentimos uma grande lacuna na nossa cidade no que se refere a famílias carentes. Pensamos em oportunizar uma educação humanizada e transformadora para pessoas que não têm esperança de conseguir”.

Bárbara acrescenta: “Gostaremos imensamente de habilitar pais a exercerem ofícios e desempenharem formas de obterem sustento, auxiliando a sua família e a escola”.

Quer saber mais sobre o Jardim Campo das Tulipas ou contribuir com a escola? É muito fácil: siga o projeto no Instagram e no Facebook.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

escola waldorf interior pernambuco crianças carentescrédito das fotos de capa: Reprodução/Instagram @jardimcampodastulipas

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,864,101SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com computador especial, jovem com doença degenerativa rara se torna grande gamer

Samuca tem um canal onde posta dicas e tutoriais sobre jogos.

Suíça cria chocolate com ervas medicinais capaz de combater cólicas menstruais

As mulheres têm vários motivos para se queixar das cólicas menstruais. As cólicas causam fortes dores na região inferior do abdômen e podem passar para...

Confeiteira que foi humilhada cria projeto para ajudar outras mulheres a terem uma renda

Ângela foi humilhada por uma cliente, somente porque cobrou uma taxa de R$ 2,00 pela entrega dos seus bolos de pote. Ela comoveu muita gente...

Filha descobre mudança de mãe trans e tem a melhor reação com sua nova aparência

Rachel Doese nasceu homem. Ela descobriu que era transexual com 6 anos, mas só iniciou a transição aos 28. Nesta idade, já era pai...

Fair play: Atleta se nega a vencer após líder parar antes da chegada

O atleta queniano, Abel Mutai, medalha de ouro nos 3000m com obstáculos por quatro meses em Londres, estava prestes a ganhar a corrida quando, ao...

Instagram