Escolas da Dinamarca ensinam empatia para crianças: desestímulo à competição

A Dinamarca é um dos países mais felizes do mundo e um dos segredos para isso é que, desde 1993, o sistema educacional do país escandinavo inclui no currículo dos alunos aulas obrigatórias de empatia – a capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As aulas são recheadas com três matérias da disciplina: empatia afetiva, cognitiva e reguladora de emoções.

Os alunos aprendem nas aulas de empatia afetiva a partilhar e a compreender o estado emocional dos outros; no componente cognitivo, sobre a capacidade de deliberar sobre os estados mentais das outras pessoas.

Os professores dedicam uma hora do dia ao “Klassens tic”, no qual estudantes de 6 a 16 anos são incentivados a ter e praticar empatia. Os pedagogos acreditam que isso ajudará os alunos a construírem relacionamentos, evitar o assédio moral e obter sucesso.

Escolas Dinamarca ensinam crianças empatia
Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aconselhamento

As escolam estimulam que os alunos conversem sobre seus problemas pessoais, sem tabus. Além disso, ao lado do professor, há discussões sobre como resolver o problema.

Nas aulas de ‘Klassens’, o estudante pode ser ouvido e aconselhado sem julgamentos.

Escolas Dinamarca ensinam crianças empatia
Foto: Reprodução

Empatia e motivação como cultura escolar

Segundo um estudo conduzido pelos pesquisadores Iben Sandahl e Jessica Alexander, um casal de psicólogos e autores do livro “Crianças Dinamarquesas”, existem duas maneiras de ensinar empatia: a importância do trabalho em equipe (60% das tarefas da escola já são realizadas desta maneira) e o desenvolvimento e aprimoramento das habilidades e talentos, em detrimento do currículo.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Escolas Dinamarca ensinam crianças empatia
Foto: Reprodução

Desestímulo à competição

O sistema educacional da Dinamarca desencoraja a entrega de prêmios ou troféus. Ao invés disso, as escolas se concetram na chamada “cultura da motivação para melhorar em relação a si mesmo”.

Iben Sandahl e Jessica Alexander afirmam considerar a educação como o ‘segredo da felicidade’.

Assim, quando discorrem sobre o assunto, os psicólogos indicam que uma sociedade mais humana e coesa é o objetivo final da educação como um todo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pode-se dizer que o segredo da felicidade dinamarquesa está intrinsecamente relacionada à excelência educacional. Os pais dinamarqueses criam filhos felizes crescendo como adultos felizes, que por sua vez também vão criar seus filhos felizes… e o ciclo se repete.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: SNB/Foto de capa: Reuters

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,844,630SeguidoresSeguir
24,858SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Afetividade promove aproximação dos alunos com o aprendizado em sala de aula

(Por Ingrid Vogl) Quem passa pelas salas de aula do 2º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Dr. Manoel Alexandre Marcondes Machado percebe uma...

Série intimista mostra belas fotos de um um jovem casal apaixonado

A fotógrafa de 23 anos , Nirrimi Firebrace, tira fotos delicadas, sensíveis e intimistas de momentos a dois. A paixão de Nirrimi pela fotografia começou quando ela...

Dono de livraria é internado em hospital e concorrentes ajudam a manter o negócio aberto

Quando o comerciante Seth Marko precisou ser internado, uma grande rede de solidariedade formada por seus próprios concorrentes decidiram cuidar de sua livraria, que...

Fotógrafa registra cães procurando por suas casas

Um crescente número de fotógrafos tem tirado fotos de cães indesejados para trazer luz à questão da superpopulação de animais e fazer a sua...

Casal com debilidades cuidam um do outro

Ahmad e Fatima, são um casal jovem que, embora Ahmad não tenha braços e Fatima não tenha pernas, cuidam um do outro com muito...

Instagram

Escolas da Dinamarca ensinam empatia para crianças: desestímulo à competição 1