“Escolhi tudo do jeitinho que você gosta”

Um relato sobre amizade:

Gostaria de não me identificar. Mas tenho um depoimento que pode ajudar as pessoas a entenderem que às vezesFazer um pequeno ato para nós pode mudar a vida do outro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2008, passei por um momento de grande dificuldade, fiquei sem ter o que comer em casa. Morava sozinho e tinha ficado desempregado e começara a pouco tempo em um novo trabalho.Faltava dinheiro pra ir pra faculdade, pra necessidades básicas e eu estava devendo na cantina da empresa, esperando ansiosamente o salário para liquidar a dívida dos almoços que eram as melhores refeições.O mundo estava caindo e eu não percebia.

Achava que havia solução. Pedia muito a Deus que me ajudasse e seguia em frente. Passei a ir pra o trabalho a pé, para economizar o vale transporte e poder ir pra faculdade, era o último período, de vez em quando visitava um amigo pra poder comer algo (digo sem vergonha, pois eu pedia mesmo) e seguia confiante, pois sempre fui um cara alegre e de fé.

A minha melhor amiga percebeu que algo estava diferente. Apesar de eu tentar, nem sempre a gente consegue esconder dos que conhecem bem nosso sorriso e o meu era de preocupação. Ela me pôs no carro, me levou pra casa, senão iria a pé e ao chegar ela disse: “Eu te conheço, algo está errado, fala…”Eu desabafei, não poupei uma palavra. Vomitei todo meu desespero. Ela me abraçou, chorou comigo e disse estar chateada por eu ter escondido isso dela. Foi um bálsamo. Fui pra casa grato a Deus por ter tido a chance de desabafar.Um tempo depois o telefone toca e ela com voz de choro disse: “Desce aqui, esqueci de te entregar algo.”Ao descer meio sonolento, pois era tarde da noite, ela estava com a mala do carro aberta cheia de sacolas de supermercado, um estoque imenso de frutas, verduras, itens que não tinha nem como comprar naquela “pindaíba”. Nos só chorávamos e eu queria agradecer, mas antes de falar ela: “não diga nada, quando puder, faça isso por alguém”. As vezes a gente só precisa abrir os olhos para ver o outro. Pergunte sempre se está tudo bem e se perceber algo errado, ofereça seus ouvidos, seu ombro e se puder, faça algo mais. O mais lindo de tudo foi ouvir: “Escolhi tudo do jeitinho que você gosta.“Obrigado, minha amiga. Te amo pra sempre!


Quer ver sua história publicada aqui? Então, envie sua história! Clique nesse link aqui e siga os passos, quem sabe ela não aparece aqui 🙂

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Crédito de foto: Unsplash / Brooke Cagle

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM





Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,272,461SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após 11 anos de luta, estudante com paralisia cerebral conquista diploma de Jornalismo no RS

No último sábado (14), o estudante universitário Samuel Elias Klein, 30 anos, conquistou o sonho do diploma de Jornalismo após onze anos de dedicação,...

Sapateiro morre e filho vai até MS para finalizar serviços do pai

Que bela forma de honrar um pai! Como você o faria? O sapateiro Jones Fernandes, 46, que mora em Mato Grosso, decidiu ir até...

Brasileiro realiza sonho de estudar música na Suíça com ajuda de campanha na internet

Weslei Felix Ajarda, de 18 anos, começou cedo na música. Aos três anos, o jovem de Porto Alegre já acompanhava seus pais, Luis Roberto...

Paraense recebe prêmio de melhor professora do Brasil

No dia 29 de dezembro foi comemorada a 11ª edição do Prêmio Professores do Brasil. A professora paraense Lília Melo foi agraciada como a...

Pai solo que adaptou bicicleta para trabalhar com o filho compra a casa própria com vaquinha do Razões

Olha que maravilhoso! O Luan Maciel e o Pedro já estão de casa nova! Pra quem não lembra, esse vendedor adaptou uma carretinha em...

Instagram