Esmalte inovador ajuda a detectar presença de ‘boa noite cinderela’ na bebida

A startup química, desenvolvida por 4 estudantes universitários da Carolina do Norte, está criando um esmalte que, quando expostos a drogas como o boa noite cinderela, muda de cor.O esmalte é uma tentativa científica para frustrar o grande problema do abuso sexual.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O produto criado foi batizado como “Undercover Colors” devido a sua capacidade de mudar de cor quando exposto a substâncias como Rohypnol, Xanax e GHB, que são normalmente usadas para dopar garotas.

Para descobrir se alguma bebida possui um desses componentes é bem simples, basta mergulhar um dedo na bebida e o esmalte mudaria de cor caso a bebida estivesse alterada.

esmalte-abuso-sexual-2

 “Todos nós conhecemos alguém que passou por essa terrível experiência, então nós focamos em soluções preventivas”, conta Ankesh Madan, um dos estudantes que idealizaram o projeto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Atualmente o grupo de estudantes está em busca de investidores e desenvolvendo os primeiros protótipos dentro da própria faculdade.

Abaixo, uma simulação feita pelo site Slash Gear:


Watch more news videos | Latest world news

esmalte esmalte2 esmalte3 esmalte4 esmalte5

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Campanha alerta pessoas para os perigos da asma no inverno

Você sabia que três pessoas morrem de asma por dia no Brasil? O número de mortes provocadas pela doença e outros problemas respiratórios multiplica...

Dia Mundial das Doenças Raras incentiva conhecimento sobre o tema que afeta mais de 13 milhões de brasileiros

Para mostrar a importância de falar sobre doenças tão raras e tão pouco conhecidas, criou-se o Dia Mundial das Doenças Raras.

‘Multa do bem’ diminui casos de atropelamento no trânsito

A ‘multa do bem’ tem como objetivo criar uma cultura da gentileza no trânsito.

Professora do povo Umutina é a 1ª mulher indígena doutora em Antropologia pela UnB

A professora Eliane Boroponepa Monzilar, 40 anos, filha do povo umutina, se tornou recentemente a primeira mulher indígena doutora em Antropologia pela Universidade de Brasília (UnB). Quando...

Instagram