Especialista afirma que bambu é alternativa mais resistente, barata e sustentável que o aço

Falando na World Architecture Festival 2015 em Cingapura, Dirk Hebel disse que a fibra de bambu pode ser usada como uma alternativa mais sustentável e muito mais barata ao aço na construção civil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O bambu poderia “revolucionar a indústria de construção” e substituir o aço como material de reforço dominante, de acordo com o professor que está trabalhando em novas aplicações para essa planta.

“Isso tem o potencial de revolucionar a nossa indústria da construção civil e, finalmente, fornecer uma alternativa ao monopólio do concreto armado”, disse Hebel.

Hebel, um professor do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique (ETH), desenvolveu um novo material feito de fibras de bambu misturado com resina orgânica.

O material pode ser prensado em qualquer forma e então serrado ou polido como a madeira. Esse material poderia substituir o aço, como uma matriz de reforço para betão, sem perda de desempenho, de acordo com Hebel.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Nós podemos produzir um material que, em termos de capacidade de tração é melhor do que o aço”, disse Hebel. “Nosso material é apenas um quarto do peso do aço. Em termos de resistência ao peso, ele tem um desempenho melhor do que o aço.”

Hebel disse que o material poderia também ser usado para outras aplicações industriais, por exemplo na indústria automobilística.

“O material também poderia ser usado para partes do carro”, disse. “A grande vantagem de uma fibra de bambu é que é 100 vezes mais barata que fibra de carbono, mas tem potencialmente a mesma força.”

Ele acrescentou: “Nós começamos a procurar um substituto para o aço, mas o campo de aplicações está se tornando mais amplo.”

Hebel começou a experimentar o bambu como parte de um projeto de pesquisa para países em desenvolvimento na busca por alternativas mais sustentáveis e acessíveis ao aço, que tem de ser importado de países produtores que estão na maior parte no mundo desenvolvido.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com Hebel, 70% de todo o aço e 90% de todo o cimento é consumida nos países em desenvolvimento.

“Nós encontramos uma planta muito interessante que cresce exatamente naquelas áreas onde esperamos a mais alta taxa de urbanização”, disse ele. “Essa planta é o bambu.”

O bambu tem uma resistência extremamente elevada à tração, e tem sido muito utilizado como material de construção no mundo em desenvolvimento. Mas, em vez de usar o bambu no seu estado natural, Hebel desenvolveu um modo de extração de fibras a partir da planta misturando-as com 10% de resina orgânica para criar um material moldável.

“Tivemos um grande avanço – a nossa máquina de teste não foi capaz de quebrar o material”, disse Hebel.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao contrário de madeira, o bambu não exige replantio após a colheita. Tal como acontece com outras gramíneas o sistema de raízes permanece no solo, enquanto os novos rebentos são gerados.

No ano passado, o arquiteto vietnamita Vo Trong Nghia, que construiu muitos projetos usando bambu, disse a Dezeen que a grama seria “o aço verde do século XXI”.

O arquiteto é parte de um novo movimento que está colocando construção de bambu de volta no centro das atenções, com empresas bem conhecidas como Kengo Kuma e Shigeru Ban experimentando o material.

O bambu também está sendo usado cada vez mais para projetos de construção de ajuda humanitária, graças à sua força, baixo custo e grande disponibilidade.

Hebel disse ao Dezeen que o próximo passo é desenvolver uma alternativa sustentável ao concreto, juntamente com outros produtos de cimento, que são responsáveis por 50% de todos os materiais de construção utilizados globalmente.

bamboo-composite-materials_dezeen_936_0

Bamboo-composite-materials_dezeen_1568_1

Bamboo-composite-materials_dezeen_1568_2

Bamboo-composite-materials_dezeen_1568_3

Bamboo-composite-materials_dezeen_1568_11

Future-Vision-for-Rising-Canes_Beijing-Design-Week-2015_Penda_dezeen_sqa

Sen-Village-Community-Centre_Vo-Trong-Nghia_Vietnam_dezeen_936_9

Fonte: Dezeen

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,782,693SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

O cabelo crespo da Ludmilla é um ato importantíssimo para a beleza negra

"Eu fui criada achando que cabelo crespo, cacheado e enrolado era a coisa mais feia do mundo e que aquilo não era normal."

Aos 96 anos, italiano se torna o mais velho do país a se formar em universidade

Giuseppe Paterno é um aposentado de 96 anos e poderia passar seus dias tranquilos, em casa, com a família. Mas ele tinha um sonho...

Menina de 11 anos resgata tubarão encalhado em pedras na Austrália

Uma menina australiana de 11 anos ficou conhecida mundialmente após se arriscar em meio às pedras de uma praia na Tasmânia (Austrália) para salvar...

Vestido de bailarina, papai militar faz lindo ensaio de fotos para o 1º aniversário da filha

Sem medo de ser feliz, um papai coruja que trabalha como militar do Exército protagonizou um lindo ensaio fotográfico ao lado da filha vestido...

Vizinhos italianos dão um jeito super criativo de fazer um brinde à distância; veja o vídeo

Quem quer arruma um jeito. Quem não quer arruma uma desculpa! 😆 Sorte que esses vizinhos italianos deram um jeito - super criativo por sinal...

Instagram