Vídeo de estagiário do Giraffas ajudando deficiente a comer viraliza na web

Um pequeno gesto, um “simples gesto” como muitos tem falado, tem ganhado proporções gigantescas, até o momento são mais de 14 milhões de visualizações de um vídeo mostrando um jovem que trabalha no Giraffas ajudando um desconhecido a se alimentar em um shopping de Salvador.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O jovem em questão chama-se Wellington Bruno de Oliveira Sacramento, tem 17 anos, e mora no bairro de Sussuarana em Salvador, junto com sua mãe e irmãos.

Bruno é estagiário na rede Giraffas há quase um ano, e protagonizou (sem saber) uma cena onde ajuda um senhor com deficiência física a se alimentar, a cena em si foi gravada por Laura Victória e desde então tem ganho comoção nacional, pois trata-se de um gesto de gentileza para alguém que ele nem conhecia. Assista o vídeo:

É uma coisa normal que fiz, e às vezes a gente acha que não é nada, e às vezes é tudo, diz ele em conversa por telefone que tivemos se referindo à repercussão do vídeo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que aconteceu foi que Bruno levou o pedido de almoço comprado por um homem chamado Pablo Washington, que tem problemas de articulação nas mãos, ao entregar a comida ele percebeu que o homem não conseguiria comer sozinho, então ele sentou na mesa junto com ele e foi dando a refeição em sua boca.

“Quando soube da repercussão levei um susto, porque fiz algo normal”.

estagiário Giraffas ajuda deficiente a comer
Bruno e Pablo se reencontraram para gravar uma matéria para e rede de TV local de Salvador.

O jovem, que sonha em ser jogador de futebol, afirma que não havia falado pra ninguém sobre o que tinha feito, justamente por achar uma atitude normal, nem pra sua mãe ou amigos ele disse, e por isso o susto foi grande quando soube que haviam lhe filmado. “Oxe, que vídeo?” ele disse quando lhe contaram que ele tava famoso. 

Sobre o motivo de ter feito tal atitude, ele nos contou que aprendeu a respeitar as pessoas pela educação que teve de sua família, em especial de sua mãe, mas que também tem aprendido muito no Giraffas, pois o respeito é um valor muito forte dentro da empresa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

estagiário Giraffas ajuda deficiente a comer

O jovem começou a trabalhar na rede de fast-food pois precisava ajudar em casa, pois na época que ele entrou na empresa sua mãe e pai estavam desempregados (eles não moram juntos, mas se ajudam na criação dos filhos) atualmente ela trabalha como vendedora de colchões e seu pai também já está trabalhando.

E fica pra nós uma grande lição, de que na verdade um pequeno gesto não tem nada de simples, e que são justamente essas atitudes que nos lembram o quão grandioso pode ser o ser humano.

Parabéns Bruno, que você consiga realizar todos seus sonhos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Crédito de fotos: Wellington Bruno – Arquivo pessoal / Reprodução vídeo Laura Victoria

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,425,269SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Médico se fantasia de dinossauro para abraçar filho após 36 dias e vídeo viraliza

Após ficar mais de um mês longe da família, um médico de São Sebastião (SP), preparou uma surpresa especial para o filho: vestiu uma...

Foto tirada na Disney ajuda homem a encontrar doador de rim compatível

“Preciso de um rim. O Positivo. Ligue para 917-597-2651”

Desde 1945 Holanda envia ao Canadá milhares de tulipas em forma de agradecimento

O Canadá recebe milhares de tulipas - anualmente, em reconhecimento pelo asilo dado a família real Holandesa durante a Segunda Guerra Mundial. Quando a Holanda...

Ex-gari, que vive em condições desumanas, ganha mais de R$65 mil em doações para construir casa

O seu Deda vai deixar a casa de barro, gente! Batemos a meta da vaquinha para comprar uma casa digna para o Dedinha! Sua vaquinha...

Médicos criam crachás de si mesmos sorrindo para confortar pacientes com Covid-19

Para uma pessoa infectada com o Covid-19, uma internação hospitalar pode ser especialmente assustadora: afinal, ela está em um ambiente desconhecido, lutando contra um...

Instagram