Estudante desenvolve prótese dentária com casca de ovo para aumentar autoestima de quem mais precisa

Em uma rápida pesquisa na internet sobre as possibilidades de consumo do ovo, é comum encontrar receitas para todos os gostos. Frito, cozido e omelete são simples exemplos, mas já pensou em usar o ovo para trazer de volta a qualidade de vida de pessoas sem dente?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Se o sorriso é a janela da alma, há mais motivos para sorrir com a invenção da estudante baiana Gabriela Moraes de Santana, 17, que promete baratear próteses dentárias para aumentar a autoestima de quem mais precisa.

Com sensibilidade e curiosidade, Gabriela descobriu que a casca do ovo de galinha tem substâncias semelhantes ao dente humano e, por isso, é um aliado poderosíssimo para confecção de prótese dentária com um custo bem menor.

Já pensou em usar o ovo para trazer de volta a qualidade de vida de pessoas sem dente? A Gabriela pensou e fez! Foto: Arquivo pessoal

“Teve um momento da minha vida que eu comia muito ovo e, então, parei para pensar ‘não é possível que o Brasil seja um dos maiores produtores de ovo do mundo e que a gente coma e descarte tanto as cascas. Será que elas não têm utilidade de fato?’, questionava-se a estudante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Visto o potencial, na Escola SESI Djalma Pessoa, onde Gabriela cursa o Ensino Médio, a ideia virou projeto de Iniciação Científica intitulado Pônticos Dentários Confeccionados com Hidroxiapatita Produzida a Partir da Casca de Ovo da Gallus Gallus Domesticus.

Foto: Arquivo pessoal

Logo, professores abraçaram a causa e prestaram apoio à pesquisa da estudante. Professor de Ciências Biológicas e de Iniciação Científica, Marcelo Barreto foi o orientador de Gabriela nesta jornada de descobertas. Com a ajuda do corpo docente de Engenharia de Produção do Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec), professores e aluna conseguiram, ao longo dos últimos dois anos, superar os desafios que surgiram durante o processo.

Gabriela com seus orientadores Marcelo Barreto e Elbert Reis. Foto: Arquivo pessoal

A pesquisa rendeu para Gabriela o primeiro lugar no Prêmio Jovem Cientista 2019, realizado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), além da participação entre as finalistas na 18ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para a vida, Gabriela aprendeu outra lição, a de que potencial não tem a ver com idade. “A gente duvida do nosso potencial por sermos novos demais. Eu via projetos incríveis de pessoas que estavam ali fazendo acontecer, projetos que vêm para agregar e trazer um impacto muito grande na vida das pessoas. Sou extremamente grata por ter participado e estar participando até hoje”.

A pesquisa rendeu para Gabriela o primeiro lugar no Prêmio Jovem Cientista 2019, realizado pela Universidade Federal da Bahia. Foto: Arquivo pessoal

Assim, a curiosidade de criança, a mente imaginativa e a brincadeira inocente com produtos de limpeza desenvolveram em Gabriela talentos para enxergar possibilidades em lugares onde ninguém mais via. Agora, próximo de ingressar na faculdade, a estudante pensa em começar o curso de Biomedicina e aprofundar seu projeto de pesquisa na graduação para continuar contribuindo para a qualidade de vida de mais pessoas.

Fonte: Brenda Chérolet – Agência Educa Mais Brasil

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,765,320SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ajudando animais feridos, fotógrafa percebe o quanto somos parecidos com eles

A fotógrafa Annie Marie Musselman criou uma série de fotografias que vai aquecer seu coração, principalmente se você for um animal lover. Chamada de “Finding Trust“, a...

Dando de volta o que recebeu

As fotos são fortes, mas precisam ser mostradas. Nela, o filho de pouco mais de 2 anos, inverte o papel de ser cuidado, e...

Vaquinha para ajudar idosa arrastada por carro arrecada mais de 79 mil reais

A vaquinha para ajudar a dona Marina superou nossas expectativas! Chegamos aos exatos R$ 79.585,00! O valor final será entregue no prazo de 20...

Mãe diagnosticada com leucemia vive reencontro emocionante com a filha

Após um mês sem poder tocar na filha, só podendo vê-la por foto ou videochamada, Natalia viveu um reencontro emocionante com a pequena Vitória.

Esporte gera inclusão a jovens com distrofia muscular de Duchenne

O papel do esporte na vida de qualquer pessoa vai além dos benefícios para a forma física. A prática esportiva pode proporcionar saúde mental...

Instagram