Estudante que trabalhou como gari para pagar a faculdade é aprovado em direito em Harvard

Clique e ouça:

Uma carta aberta para o meu irmão mais velho”. Foi assim que o mais novo estudante de Direito em Harvard começou um post que ganhou a internet nos últimos dias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rehan Staton tem apenas 24 anos e é inspiração para todos nós. Ele trabalhou como gari para ajudar a família, nos Estados Unidos, enquanto se preparava para tentar uma vaga na universidade.

O garoto nasceu e viveu todos esses anos em Bowie, Marylande (EUA). Ele diz que a sua vida era bastante normal até a sua mãe abandoná-lo com o pai e o irmão.

Logo depois, ele fala das dificuldades que eles enfrentaram.

Nós dois sabemos que, depois que mamãe nos abandonou, nossas vidas se tornaram muito turbulentas. Eu estava pensando nisso hoje, mas acho que nunca percebi como isso o forçou a crescer. Lembro que, na sétima série, houve inúmeras vezes que nossa eletricidade foi cortada e não tínhamos muita comida para comer.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rehan com oito anos.
Rehan com oito anos. | Reprodução: CNN

Em seu post, ele conta como muitas pessoas não acreditavam na possibilidade de ele cursar Direito. Somente o irmão mais velho, Reggie, o apoiava.

Acho isso meio engraçado, porque houve um tempo em que você era o único que pensava que eu iria para a faculdade. Louco, não é? “, contou Rehan.

O garoto disse que uma vez o professor chamou seu pai na escola, pois queria colocar Rehan em uma classe especial, com aulas corretivas, devido suas notas baixas. O pai foi contra e, por sorte, conheceu um engenheiro que se voluntariou para ensinar Rehan durante todo o ano.

Acabei entrando no Honor Roll no resto do ano“, lembra Rehan. “O mesmo professor que sugeriu que eu fosse colocado em educação especial realmente escreveu para o meu pai um pedido de desculpas.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rehan também fala dos problemas de saúde que teve que enfrentar e de alguns planos que ele e o irmão deixaram de lado por causa das dificuldades financeiras. Citou a 7ª série, quando ele não tinha refeições todos os dias e o pai ainda precisava trabalhar em três empresas diferentes para manter a casa.

Depois que meu pai sofreu um derrame trabalhando em três empregos para me ajudar na escola, prometi que me destacaria“.

As dificuldades financeiras fizeram Rehan se aproximar dos esportes. Ele começou a praticar artes marciais, atletismo e boxe. No entanto, ele acabou lesionando o ombro quando estava na 12ª série e teve que se afastar das atividades.

Rehan em pé com troféu
Reprodução: CNN

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Logo quando terminou o colegial, Rehan tentou entrar em diversas universidades, mas foi rejeitado em todas.

Leia também: 55 anos, 7 filhos e um sonho: gari aproveita a quarentena para se formar na faculdade

Foi exatamente nessa época que Rehan começou a coletar lixo. Ele acordava todos os dias 4 horas da manhã para poder trabalhar e ir para a escola.

Foi na empresa que trabalhava que Rehan conheceu Brent Bates, filho de um dos proprietários da coletora de lixo. Brent o levou até a Bowie State University para conversar com um professor, que ficou impressionado com sua conversa.

Ele se destacou muito na Bowie State University. Dois anos depois pediu transferência para a Universidade de Maryland, onde se formou em 2018.

Após a formatura, Rehan foi trabalhar na consultoria política Robert Bobb Group, uma empresa no centro de Washington. Nesse mesmo período, ele já estudava para entrar em Harvard.

Em uma parte da carta ele ainda fala que, mesmo sendo mais velho que muitos outros candidatos, não deixou isso se tornar um obstáculo no processo para a Harvard. E mais uma vez Reggie o apoiou.

Você (o irmão) disse: ‘Não se preocupe em se inscrever tarde demais. Aposte em si mesmo’. Se não fosse por você e alguns outros, eu nunca teria sido aceito em Harvard, Columbia ou na faculdade de direito da Universidade da Pensilvânia“, escreveu Rehan.

Rehan foi aceito nas escolas de direito de Harvard, Columbia, Universidade da Pensilvânia, Universidade do Sul da Califórnia e Pepperdine.

Veja o momento em que Rehan recebe a notícia que foi aprovado em Harvard:

Rehan é exemplo para todos nós. Ele nos mostra que apesar de várias adversidades, nunca podemos desistir dos nossos objetivos!

Quando olho para as minhas experiências, gosto de pensar que tirei o melhor proveito da pior situação. Cada tragédia que enfrentei me forçou a sair da minha zona de conforto, mas tive a sorte de ter um sistema de apoio para me ajudar a prosperar. essas dificuldades “, disse ele.

No final ele dedica a sua aprovação a Reggie.

Eu não teria chegado aqui sem você. E mesmo que nossos problemas estejam longe de terminar, prometo que sempre ficarei na briga. Eu te amo, irmãozão.

Que carta senhores!

Veja o post completo:

 

As aulas de Rehan em Harvard começam ainda em 2020!

Fonte: CNN

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,071,933FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,175SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Desconhecidos dão vida nova a idoso que recebeu arroz com ração de cachorro para comer

A história de seu José Adan começou triste, mas terminou muito feliz. Ele é um senhor idoso que vive em situação de rua e...

Yaci e Yara, filhas de quilombolas, são capa da Marie Claire

Dona Maria Santana deve estar orgulhosa, afinal, suas duas filhas gêmeas, Yaci e Yara, estão conquistando o mundo da moda com sua beleza estonteante...

Em apenas 24h, vaquinha para menino que cuida sozinho da mãe doente arrecada mais de R$277 mil

Genteeee, que alegria! Em menos de 24h, batemos a meta da vaquinha para comprar uma casa para o menino José, 15 anos, a mãe...

Internautas impedem falência de camisaria de idoso e vaquinha arrecada mais de R$50 mil em menos de 24h

Genteee, conseguimos! Batemos a meta da vaquinha pro Seu Pedroso não perder sua pequena camisaria, que ele tem há 75 anos. A história do vovô...

Após vídeo viralizar, idoso recebe apoio de desconhecidos para salvar sua camisaria em SP

Apenas seis! Essa é a quantidade de camisas que o seu Odiney Pedroso, um senhorzinho prestes a completar 90 anos, vendeu desde o início...

Instagram

Estudante que trabalhou como gari para pagar a faculdade é aprovado em direito em Harvard 13