Início ETC Cultura Estudante canta na rua para se tornar médica e em hospital para...

Estudante canta na rua para se tornar médica e em hospital para acalmar gestante [VÍDEO]

Antonielle Lohane, 22 anos, nasceu com o dom de cantar e de cuidar. Depois de estudar por três anos para entrar para o curso de medicina em uma universidade pública, ela finalmente conseguiu! E é a música que mantém mais vivo do que nunca o seu sonho de ser médica!

Filha de um mecânico e de uma dona de casa, Thielly, como gosta de ser chamada, deixou Belo Horizonte (MG) para cursar medicina na Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba. Sem dinheiro para se manter no novo endereço e para seguir com os estudos, o que lhe restava era cantar.

Thielly canta desde os dois anos de idade, e percebeu que poderia usar esse talento para realizar o seu maior sonho. “A ideia de cantar nas ruas surgiu da necessidade de pagar as contas, de ter algo para comer. Inicialmente, começou por necessidade, mas mostrando a minha verdade através das letras eu me sinto muito bem cantando nas ruas. Eu faço com muito carinho”, relata.

jovem cantando em frente loja centro campina grande
Thielly canta numa das principais ruas do Centro de Campina Grande para se manter na cidade. Foto: Arquivo pessoal

Antes disso, ela vendia água nas ruas, mas o pouco dinheiro que conseguia mal dava para pagar o seu transporte. Foi então que ela conheceu Gabryel Rocha, 24 anos, que mais tarde se tornaria o seu noivo. Ele insistiu para Thielly cantar na rua. “Eu achava que não ia dar certo, que não iam aceitar, estava desesperançosa. Aí ele disse: ‘você não tem nada a perder’ e eu fui”, relata.

Mas no primeiro dia quase ninguém parou para escutá-la. A jovem não desistiu, voltou e, aos poucos, sua voz e seu pedido de ajuda foram ouvidos.

Ela se apresenta duas vezes por semana na frente de uma loja comercial no Centro de Campina Grande. Thielly escreveu uma mensagem improvisada no verso de um calendário para falar para as pessoas que ela canta para se tornar médica e muita gente passou a ajudar, até o dono da loja, que dá suporte para as apresentações. “A luta dela é de se admirar. Ela canta e encanta. Todo dia é um aprendizado ao lado dela. É incrível o carinho que todo mundo tem por ela”, disse o noivo Gabryel.

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui.

Por dia, Thielly chega a receber até R$ 100,00, que ajudam a completar o orçamento mínimo necessário de R$ 600,00 mensais para que ela possa viver em Campina Grande e cursar medicina. Ela está no 5º período dos 12 que o curso possui.

Thielly canta para gestante durante parto

O talento de Antonielle vai além do canto e da aptidão para os estudos, ela tem sensibilidade e empatia. Durante o estágio da faculdade, ela acompanha gestantes em uma maternidade de Campina Grande. Há alguns dias, Thielly cantou para uma gestante em pleno parto.

O vídeo é lindo [arrasta pro lado], olha só:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

“Eu perguntei ao preceptor se podia cantar uma música para a paciente porque ela estava emocionada, para relaxar e passar por esse momento. Então, cantei a canção ‘Conquistando o impossível’, e ela ficou relaxadíssima”, relatou. “É um meio alternativo de comunicação com o paciente. Por ser música, elas ficam mais abertas, elas escutam você”, disse.

estudante medicina canta gestante hospital
Foto: Arquivo pessoal

Leia também: Hoje médica, filha de gari recebe primeiro salário e começa a ajudar o pai

Dificuldades motivam estudante a seguir seu sonho

Thielly nasceu em Paraupebas (PA), mas se mudou para BH aos 14 anos de idade. Os pais da estudante são divorciados e também enfrentam dificuldades para se manter na capital mineira. “Temos uma realidade muito humilde, mas a gente sempre procura vencer as nossas limitações”, disse.

estudante medicina vestindo jaleco sorrindo
Foto: Arquivo pessoal

Hoje, ela mora numa república de estudantes e recebe a ajuda da família do noivo. O irmão de Antonielle, que tem 17 anos de idade, faz bicos para ajudar a mãe em casa. Thielly estuda para ajudá-los no futuro. “Eu vou seguir os meus sonhos, correr atrás do que eu quero”, frisou.

Leia também: Jovem que quase largou a escola vai estudar medicina em Harvard

Sobre o futuro, ela pretende continuar nutrindo as duas paixões: música e medicina. “Sinceramente, eu espero nunca ter que escolher entre as duas coisas porque eu amo a medicina e eu amo cantar. Se tiver que escolher entre um dois eu não saberia escolher. A música é uma válvula de escape, é o lugar onde me refugio todos os dias, até dos problemas da medicina”, finalizou.

Continue cantando e lutando pelo seu sonho, Thielly! 🎙 👩‍⚕

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

beija-flor razões para acreditar

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

982,395FãsCurtir
1,679,017SeguidoresSeguir
8,239SeguidoresSeguir
11,000InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Pesquisadora de Manaus desenvolve plástico biodegradável a partir do cará

Quem já comeu sabe o quanto o cará é saboroso. O tubérculo, que é bem parecido com o inhame, é rico em fibras e...

Casal gay adota bebê com HIV que foi rejeitada por 10 famílias

Pouco depois de nascer, Olivia foi abandonada em um orfanato. Na fila de adoção, foi rejeitada por 10 famílias. O motivo? A menina é...

Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

O futuro da medicina está cada vez mais próximo do presente. No Paraná, pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina criaram uma membrana que é...

Instagram