Estudante quilombola da Bahia é aprovada em Medicina na UFPEL após dois anos de estudos

Foram dois anos de muito estudo e dedicação até a notícia que Carlúcia Alves Ferreira, 21 anos, tanto esperava: a jovem, que vive na comunidade quilombola Lagoa dos Anjos, em Candiba (BA), passou em Medicina na Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), no Rio Grande do Sul.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para encontrar energia em meio a tantos obstáculos no caminho, Carlúcia viu na força ancestral a motivação para criar rotinas intensas de estudos e enfrentar os desafios do dia a dia.

Vinda de uma família humilde, a estudante vendia lanches, artesanatos, dava aulas de reforço escolar para crianças da comunidade e ajudava um grupo de dança. Ah, e ainda estudava – e muito – sozinha.

estudante quilombola bahia aprovada medicina

Carlúcia mora com os pais e a irmã em uma pequena casa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sua mãe, Luciene Santos Alves Silva, trabalha como lavradora. Conhecida no quilombo como Tia Yô, ela diz estar realizada com a conquista da filha. “Meus pais nunca puderam dar algo a mais do que o básico. Então, a minha vida no quilombo sempre foi muito limitada. Porém, isso não impediu que eu sonhasse grande e, com o incentivo da minha mãe, nunca desisti da Medicina. Gosto de pessoas e de cuidar delas”, contou.

Em busca do sonho da aprovação

Para estudar, a jovem utilizava plataformas gratuitas de conteúdo. “Estudava de segunda a sábado, fazia duas redações e um simulado por semana. Tive o apoio irrestrito de professores da escola, em especial a professora de redação Vina Queiroz, que se reunia comigo para pensar estratégias de estudos”, lembrou ela.

Carlúcia fez a matrícula no curso de Medicina pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), cujas aulas começaram na modalidade EAD, por causa da pandemia do novo coronavírus.

“É uma felicidade muito grande. Sempre sonhei em estudar, mas na minha época as mulheres daqui não podiam, isso era coisa de menino. Estou emocionada e muito feliz”, disse Lucilene.

A estudante segue com as aulas e garante que fará de tudo para orgulhar os pais e a comunidade onde vive. “Quero estar presente tanto nos momentos mais tristes, quanto nos mais felizes. Sou uma prova de que uma preta e pobre pode ser uma médica”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja também:

Fonte: Geledes
Fotos: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Estudante quilombola da Bahia é aprovada em Medicina na UFPEL após dois anos de estudos 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,977,244SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casal de 85 e 89 anos namora todos os dias na fronteira entre Alemanha e Dinamarca

Um casal de idosos octogenários provou que o amor é capaz de transpor quaisquer fronteiras – inclusive as físicas. Inga Rasmussen, 85 anos, vive na...

Cachorro aprende a levar dono com Alzheimer para casa todos os dias

Mariano foi diagnosticado com o mal de Alzheimer. Todos os dias, seu cachorro Lass lhe auxilia a encontrar o caminho de volta para casa após uma ida à padaria.

Cientistas criam vidro que converte energia solar em eletricidade

Uma equipe de cientistas que trabalha no Lawrence Berekley National Laboratry, na Universidade de Berkeley - Califórnia, criou um painel de vidro fotovoltaico, capaz...

Embrapa promove curso gratuito que ensina a montar hortas em casa

A Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - abriu inscrições online para um curso gratuito sobre o plantio e cultivo de hortas em...

Bebê prematuro que nasceu com 340 gramas e 12 cm comemora 1º aniversário nos EUA

Na 21ª semana de gestação, a norte-americana Beth Hutchinson passou mal e precisou ser internada. Horas depois, seu bebê nasceu, pesando apenas 340 gramas...

Instagram

Estudante quilombola da Bahia é aprovada em Medicina na UFPEL após dois anos de estudos 3