Cão devolvido por ser surdo é adotado por estudante também surdo

Um cão de apenas 11 meses foi devolvido por uma família pouco após eles descobrirem que o animal era surdo. Felizmente, um estudante que nasceu com a mesma condição adotou o pequeno em Florianópolis (SC).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

João Gabriel é doutorando em Estudos da Tradução na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e mora com outras três pessoas, sendo dois surdos, e o terceiro, filho de pais surdos.

A turma já tem uma cachorrinha em casa, mas João Gabriel queria um cachorro com surdez, assim como ele.

Cão devolvido ser surdo adotado estudante também surdo

Após uma certa procura, um dos amigos de João encontrou Jögan em uma rede social, sendo oferecido para adoção pelo Dibea (Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O cãozinho já havia sido adotado por uma família da capital catarinense, que decidiu devolvê-lo assim que descobriram sua deficiência auditiva.

Leia também: Menino de 5 anos ‘traduz’ história da Chapeuzinho Vermelho para amigo surdo

João Gabriel entrou em contato com a diretoria e se ofereceu para adotar Jögan. Após três dias de avaliação, o cão foi liberado e está com o rapaz desde quinta-feira (9).

“Estamos felizes com ele. E temos muita empatia nele, por causa da identidade surda. Ele está feliz, porque temos nossas estratégias de adaptação para casa. Para nós, surdos, com os nossos costumes. Como apagar e ligar luz toda vez pra chamar o Jögan como fazemos conosco”, contou João.

Cão devolvido ser surdo adotado estudante também surdo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O rapaz afirma que ele e sua outra cachorra, Gabi, se deram muito bem. Ambos são dóceis, mansos, educados e aprendem rápido. “Já sabe sabe alguns sinais de Libras [Língua Brasileira de Sinais] e desde quinta aprendeu os sinais de passear, pedir pra sair, esperar”, revelou o estudante.

Leia também: Cachorra faminta ‘invade’ casa de casal durante tempestade e acaba sendo adotada

O nome “Jögan” foi dado por João Gabriel. Antes, ele se chamava ‘Pirata’.

“Alguns dias antes de souber da adoção, eu estava lendo sobre Jögan, um tipo de olho. É de anime japonês. Aí apareceu o cachorro com esse olho igualzinho”, explicou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cão devolvido ser surdo adotado estudante também surdo

De acordo com a Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis, dos 150 animais recolhidos, 90% são adultos e 40% em situação especial, ou seja, são animais idosos ou com alguma deficiência.

“Há cegos e vários sem perna, e geralmente as pessoas evitam cães e gatos com essas características”, disse o Dibea.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: G1/Fotos: João Ferreira/Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,640,029SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Aos 82 anos, barbeiro vai a abrigo todo mês cortar cabelo de idosos [VÍDEO]

Seu Cardoso vai todos os meses ao abrigo Monte Sinai, em Anápolis (GO), para cortar o cabelo e fazer a barba dos idosos do lar.

English Meeting: grupo em BH promove encontros gratuitos para praticar o inglês e ajudar quem precisa

Se divertir, praticar inglês e ajudar quem precisa. Esse é o objetivo do English Meeting, evento beneficente que acontece há quatro anos, em Belo...

Idosa que era carregada por motorista ganha cadeira de rodas

Após a grande repercussão da história de um motorista de ônibus que carregava uma idosa deficiente todos os dias há mais de dez anos...

Colecionador de frutas, esse paulista já plantou mais de 1.300 espécies

É a maior coleção de plantas frutíferas do país, recorde registrado pelo RankBrasil em 2015, com 1.311 espécies agrupadas em quase 100 famílias botânicas.

Final de briga entre adolescentes comove internautas nas redes sociais

“Apertem as mãos, irmão. É o único jeito que me fará ir. Ele vai apertar a sua mão. Ofereça a mão de novo”, disse o jovem muçulmano que separou a briga.

Instagram