Cão devolvido por ser surdo é adotado por estudante também surdo

Um cão de apenas 11 meses foi devolvido por uma família pouco após eles descobrirem que o animal era surdo. Felizmente, um estudante que nasceu com a mesma condição adotou o pequeno em Florianópolis (SC).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

João Gabriel é doutorando em Estudos da Tradução na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e mora com outras três pessoas, sendo dois surdos, e o terceiro, filho de pais surdos.

A turma já tem uma cachorrinha em casa, mas João Gabriel queria um cachorro com surdez, assim como ele.

Cão devolvido ser surdo adotado estudante também surdo

Após uma certa procura, um dos amigos de João encontrou Jögan em uma rede social, sendo oferecido para adoção pelo Dibea (Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O cãozinho já havia sido adotado por uma família da capital catarinense, que decidiu devolvê-lo assim que descobriram sua deficiência auditiva.

Leia também: Menino de 5 anos ‘traduz’ história da Chapeuzinho Vermelho para amigo surdo

João Gabriel entrou em contato com a diretoria e se ofereceu para adotar Jögan. Após três dias de avaliação, o cão foi liberado e está com o rapaz desde quinta-feira (9).

“Estamos felizes com ele. E temos muita empatia nele, por causa da identidade surda. Ele está feliz, porque temos nossas estratégias de adaptação para casa. Para nós, surdos, com os nossos costumes. Como apagar e ligar luz toda vez pra chamar o Jögan como fazemos conosco”, contou João.

Cão devolvido ser surdo adotado estudante também surdo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O rapaz afirma que ele e sua outra cachorra, Gabi, se deram muito bem. Ambos são dóceis, mansos, educados e aprendem rápido. “Já sabe sabe alguns sinais de Libras [Língua Brasileira de Sinais] e desde quinta aprendeu os sinais de passear, pedir pra sair, esperar”, revelou o estudante.

Leia também: Cachorra faminta ‘invade’ casa de casal durante tempestade e acaba sendo adotada

O nome “Jögan” foi dado por João Gabriel. Antes, ele se chamava ‘Pirata’.

“Alguns dias antes de souber da adoção, eu estava lendo sobre Jögan, um tipo de olho. É de anime japonês. Aí apareceu o cachorro com esse olho igualzinho”, explicou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cão devolvido ser surdo adotado estudante também surdo

De acordo com a Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis, dos 150 animais recolhidos, 90% são adultos e 40% em situação especial, ou seja, são animais idosos ou com alguma deficiência.

“Há cegos e vários sem perna, e geralmente as pessoas evitam cães e gatos com essas características”, disse o Dibea.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: G1/Fotos: João Ferreira/Arquivo pessoal

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

996,675FãsCurtir
1,941,430SeguidoresSeguir
9,711SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

USP cria ventilador pulmonar de baixo custo com tecnologia 100% brasileira

Cientistas da USP desenvolveram um protótipo de ventilador pulmonar emergencial capaz de ser produzido em massa para atender a demanda hospitalar de pacientes infectados...

Homem planta 152 milhões de árvores e refloresta manguezal sozinho no Senegal

Um homem aposentado plantou incríveis 152 milhões de árvores em um intervalo de 10 anos às margens do rio Casamansa, no Senegal. Plantando sem parar...

Nesse hotsite especial agrupamos vagas home office para ajudar você

Por conta do coronavirús, as empresas estão adotando o home office para driblar a crise. Para ajudar você que perdeu ou busca por um...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Cliente antecipa pagamentos para salão de sobrancelha passar por crise do coronavírus

A servidora pública Débora Benon, de Brasília (DF), tinha uma viagem planejada com o marido e os três filhos no início de abril. Mas veio...

Instagram