Estudantes se unem para ajudar vendedor de pastéis que trabalha há 43 anos em porta de escola em SP

Cícero Bezerra, 60, vende pastéis há 43 anos na frente da mesma escola. Só que nesse ano os estudantes o surpreenderam de uma forma incrível!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O vendedor ambulante estava passando algumas dificuldades desde o início da pandemia, quando as aulas foram interrompidas e impactaram na renda dele.

André Afonso, que é um ex-aluno do colégio, que fica em Santos (SP), soube da situação de Cícero e se comoveu bastante. Ele e sua esposa ajudaram Cícero a produzir um vídeo contando a sua história como pasteleiro e pedindo ajuda.

“Conheço os dois desde pequenininhos. Contei minha situação, falei que as contas estavam atrasadas. Ele pediu pra eu fazer um videozinho e disse que ia me ajudar.”

E foi quando uma linda corrente do bem começou a cercar Cícero. Dá uma olhada que maravilha!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

cícero-pastel-escola
Cícero vende pastel em frente a mesma escola há 43 anos. | Foto: reprodução G1

O vídeo

Cícero contou no vídeo que estava parado há três meses e que tinha utilizado todas as suas reservas para pagar as contas nesse período. Só que agora ele estava sem trabalho e sem ter como pagar as contas.

Em aproximadamente duas horas, o vídeo de Cícero já tinha chegado em diversos alunos e ex-alunos da escola. Como o vendedor sempre foi muito querido por todos, as doações começaram a chegar rapidamente.

“Comecei a fazer pastel com 17 anos de idade. Trabalho há 43 anos no mesmo lugar, sempre recebendo apoio, carinho, e nenhuma reclamação de ninguém, graças a Deus. Mas eu nem acreditava como era tão querido assim, fiquei surpreso.”

Vaquinha para Halley, menino que vende doces na rua para ajudar a família. Faça a sua contribuição!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O vendedor fala que mesmo com o benefício do Auxílio Emergencial, ele não consegue manter a família. “As coisas aumentaram muito no mercado, compramos poucos itens e já dá um valor alto. É difícil conseguir se manter com essa quantia, diante de todas as despesas que uma família tem“, conta.

Cícero conta que as manifestações de carinho o deixaram muito emocionado.

Não é fácil deixar de fazer o que ama, ter que ficar sempre dentro de casa e ainda perder a renda. Em muitos dias fico estressado. Mas recebi muitas ligações querendo me ajudar e até ligação até de um ex-aluno que mora em Portugal atualmente. Essas coisas nos dão força de seguir em frente“.

Além das doações em dinheiro, Cícero foi convidado para vender pastéis no condomínio de uma ex-aluna. “Fui convidado por uma ex-aluna pra por a fritadeira elétrica no salão de festa do condomínio dela. Os moradores iam pedindo pelo telefone e a pessoa que foi comigo entregava nos apartamentos. Eu vendi bastante.”, conta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele ainda fala que recebeu outros convites. “Eu tô tendo muita encomenda pra trabalhar em outros prédios de ex-alunos. Vou fazer de novo sexta e sábado.

O colégio em que Cícero trabalha também compartilhou uma imagem pedindo ajuda para o pasteleiro. Veja:

cartaz de ajuda a cícero
As ajudas ainda estão sendo recebidas. | Foto: reprodução G1

Ele, claro, ficou muito feliz com o retorno de tudo isso!

“Agradeço a todos que me ajudaram, os alunos, ex-alunos, os pais, o dono do colégio. Eu consegui pagar todas as minhas contas do trabalho acumuladas. Ingredientes que eu tinha comprado três dias antes de parar de trabalhar, a licença da Prefeitura, e o meu plano de saúde que estava atrasado há dois meses com as doações que recebi.”

Cícero, torcemos para que essa pandemia volte logo e você possa retornar a vender seus pasteis, que devem ser muito deliciosos!

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Veja também:

Internautas se solidarizam e vaquinha para vendedor de salgados humilhados bate R$ 75 mil:

 

FONTE: G1 – Santos e Região

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Estudantes se unem para ajudar vendedor de pastéis que trabalha há 43 anos em porta de escola em SP 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,973,268SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

São Luís é a 1ª capital brasileira a vacinar pessoas com 18 anos ou mais sem comorbidades contra a Covid-19

Boas notícias para a capital maranhense! Desde terça-feira (22), São Luís se tornou a primeira capital do país a vacinar pessoas a partir de...

Garota decide usar máscara para ficar igual amiguinha com doença no sangue [VÍDEO]

"Uma criança saudável, alegre (...) se colocar no lugar do próximo é algo admirável", disse a mãe da Lia, que tem uma doença no sangue e precisa usar máscara.

[VÍDEO] Adolescente enfrenta urso em quintal para salvar seus cachorros nos EUA

Hailey Morinico, uma adolescente de 17 anos da Califórnia, empurrou um urso do lado de fora de sua casa em Bradbury, a leste de...

“Não poderia deixá-lo para trás”, diz mulher que resgatou cãozinho de alagamento em Minas

"Eu não poderia deixar ele para trás, é meu companheiro. Tenho muito amor por ele, ele faz parte da família, onde eu vou ele...

Motorista de ônibus cria grupo no WhatsApp para notificar passageiros sobre horários

Michel criou um grupo no WhatsApp para notificar os passageiros a hora exata que o ônibus sai dos pontos inicial e final.

Instagram

Estudantes se unem para ajudar vendedor de pastéis que trabalha há 43 anos em porta de escola em SP 4