Estudantes brasileiros da rede pública concorrem à premiação na Suécia

Clique e ouça:

É preciso reconhecer e prestigiar os inúmeros projetos incríveis, sobretudo quando falamos da rede pública! A Escola Técnica Estadual (Etec) Irmã Agostina, em São Paulo, está concorrendo ao Prêmio Jovem da Água de Estocolmo e isto é um passo muito importante na ciência brasileira!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os estudantes já venceram a etapa nacional da competição graças ao projeto que trata água com substância extraída da casca da laranja.

Com o título de Atividade biofloculante da pectina extraída da casca da laranja para tratamento de efluentes líquidos, Daniel Santos e Iago Martins, do curso técnico em Química, utilizaram a pectina – presente na casca da laranja, para substituir um produto tóxico que costuma ser usado para eliminar as impurezas da água.

estudantes brasileiros rede pública de avental
Foto: divulgação

O trabalho já foi apresentado através da plataforma digital da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, mas o próximo passo é expor a pesquisa na Semana Internacional da Água, na capital da Suécia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando questionado, o orientador do projeto – Alexandre Barros, diz que o mérito é dos estudantes e que é por isto que devemos investir em educação pública de qualidade:

“O prêmio dá visibilidade ao trabalho desenvolvido pela equipe pedagógica das Etecs e principalmente aos professores da unidade Irmã Agostina. Existe um esforço diário de construção do conhecimento junto aos alunos e esse reconhecimento é recompensador para todos”, completa.

Sabemos da importância de um país investir em educação e ciência, para que assim possa oferecer mais oportunidades aos seus cidadãos. Iago concorda.

Segundo ele, o prêmio: “Além de ser uma credencial para um futuro processo seletivo de emprego ou em algum projeto de pesquisa”.

estudantes rede pública reunidos
Foto: divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vale lembrar que a Etec Irmã Agostinajá foi premiada outras vezes. Em 2019, a unidade também foi a vencedora da final nacional e representou o país na etapa internacional da competição.

A premiação

O tecnólogo Álvaro Diogo, que também coordena o evento, destaca o alto nível dos trabalhos e afirmou que a diferença de pontos entre os cinco finalistas foi pequena. “Um dos destaques desta edição foi a significativa participação das mulheres e isso reitera a tendência da presença feminina na Ciência”, afirma.

Além da Etec Irmã Agostina, as unidades do Centro Paula Souza (CPS) também estão concorrendo à final nacional do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo com três projetos de alunos que apresentaram propostas para a crise mundial da água.

Futuro

Ao encorajar estudantes a pensarem em um mundo mais sustentável, premiações como esta fomentam jovens a buscarem soluções e estimulam a ciência brasileira. Sem ciência, não há futuro. Parabéns a todos os estudantes brasileiros concorrendo à premiação, estamos torcendo para vocês!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Ciclo Vivo

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,060,352FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
18,721SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem com deficiência cria lindas caminhas para cães e gatos, mãe pede apoio, e ele vende tudo!

O garoto Elías tem uma deficiência, mas quem diz que ela o impede de fazer caminhas para cães e gatos que são a coisa...

Estudante que trabalhou como gari para pagar a faculdade é aprovado em direito em Harvard

“Uma carta aberta para o meu irmão mais velho”. Foi assim que o mais novo estudante de Direito em Harvard começou um post que...

Babá eletrônica flagra gatinho que fingia não gostar da bebê fazendo carinho e dormindo com ela

Sabe aquela história de que quando estamos sozinhos (ou assim pensamos...) temos atitudes diferentes das que temos quando sabemos que estamos sendo observados? Esta...

Estudante mexicana cria plástico de casca de laranja que se decompõe em 90 dias

A estudante mexicana Giselle Mendonza venceu um concurso nacional apresentando um bioplástico que ela criou da casca de laranja. Giselle disse que sua ideia surgiu...

Vovô de 91 anos pede ajuda para a sua loja de tecidos e recebe encomendas do país inteiro

Com a retomada do comércio em Guarulhos (SP), a Aon Tecidos ganhou um garoto propaganda para lá de especial: o Sr. Youssef. O comerciante...

Instagram

Estudantes brasileiros da rede pública concorrem à premiação na Suécia 13