Estudantes de SP criam absorvente 100% biodegradável que se decompõe em 6 meses

Clique e ouça:

O trabalho de conclusão de curso (TCC) de quatro estudantes da Escola Técnica Estadual (Etec) Conselheiro Antônio Prado, em Campinas (SP), com certeza ficará na memória delas para sempre!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Alexa, Aline, Clara e Flora conseguiram desenvolver um absorvente 100% biodegradável, produzido a partir de tecido de algodão, amido de milho e bucha vegetal. O produto tem tempo de decomposição de no máximo seis meses, diferente dos absorventes convencionais, que podem levar 100 anos para desaparecer completamente na natureza.

Os testes do BioAbs, como as alunas batizaram o produto, ainda mostraram que a eficiência desse novo absorvente é tão boa quanto aqueles que as mulheres estão habituadas a comprar todos os meses.

“A proposta era desenvolver algo em cima da resolução de um problema, e a ideia do absorvente partiu delas. Foi uma escolha interessante, uma vez que esse tipo de produto dificilmente a sociedade vai deixar de utilizar, apesar de algumas alternativas já existentes“, comentou Erica Gayego, professora e orientadora do grupo.

Estudantes criadores do BioAbs
Reprodução: Ciclovivo.com.br

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pesquisa de satisfação

As estudantes precisaram testar o novo absorvente e entender o que as mulheres tinham a considerar, antes de vender a ideia para produção em larga escala.

Elas reuniram um grupo de 153 estudantes da mesma escola técnica para usar o BioAbs e a resposta foi bem positiva. Um total de 83% afirmou que usaria o novo absorvente e 17% disseram que talvez apostassem na versão biodegradável. A boa notícia é que ninguém deu opinião negativa para o produto!

dois absorventes sobre mesa de teste
O BioAbs recebeu 83% de aprovação entre as mulheres que testaram. Foto: reprodução G1

Premiação

O projeto do BioAbs foi inscrito no Prêmio Inovar Solvay Rhodia e conquistou o segundo lugar. O vencedor foi um aluno da mesma escola técnica, que desenvolveu um biorreator que ajuda a reduzir a poluição atmosférica.

três bioabs sendo testados
A criação pode ser produzida em larga escala, mas precisa passar por outros testes. Foto: reprodução G1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A gente só torce para que o produto tenha apoio e possa chegar ao mercado logo logo! Parabéns meninas!

Dá uma olhada também na história dessas outras pesquisadoras brasileiras que venceram o maior prêmio de conservação ambiental do mundo

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,060,352FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
18,721SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem com deficiência cria lindas caminhas para cães e gatos, mãe pede apoio, e ele vende tudo!

O garoto Elías tem uma deficiência, mas quem diz que ela o impede de fazer caminhas para cães e gatos que são a coisa...

Estudante que trabalhou como gari para pagar a faculdade é aprovado em direito em Harvard

“Uma carta aberta para o meu irmão mais velho”. Foi assim que o mais novo estudante de Direito em Harvard começou um post que...

Babá eletrônica flagra gatinho que fingia não gostar da bebê fazendo carinho e dormindo com ela

Sabe aquela história de que quando estamos sozinhos (ou assim pensamos...) temos atitudes diferentes das que temos quando sabemos que estamos sendo observados? Esta...

Estudante mexicana cria plástico de casca de laranja que se decompõe em 90 dias

A estudante mexicana Giselle Mendonza venceu um concurso nacional apresentando um bioplástico que ela criou da casca de laranja. Giselle disse que sua ideia surgiu...

Vovô de 91 anos pede ajuda para a sua loja de tecidos e recebe encomendas do país inteiro

Com a retomada do comércio em Guarulhos (SP), a Aon Tecidos ganhou um garoto propaganda para lá de especial: o Sr. Youssef. O comerciante...

Instagram

Estudantes de SP criam absorvente 100% biodegradável que se decompõe em 6 meses 13