Estudantes desenvolvem bactéria que come plástico dos oceanos e o transforma em água

Por Jessica Miwa

A poluição nos oceanos é um problema grave. Segundo estudos recentes, é muito provável que até 2050 terá mais plástico do que peixes em nossas águas marítimas. Para a nossa sorte, não faltam pessoas muito visionárias trabalhando para reverter essa situação. Lembra do jovem de 21 que desenvolveu tecnologia que promete limpar o Oceano Pacífico até 2030?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pois bem, a novidade do momento é uma bactéria, desenvolvida pelas estudantes Miranda Wang e Jeanny Yao. Trabalhando na ideia desde os tempos do colégio, hoje elas colhem os frutos e já possuem duas patentes, uma empresa e cerca de U$ 400 mil dólares de investimento inicial. Tudo isso com vinte e poucos anos!

Com cinco prêmios nas costas, a dupla ficou famosa por ser a mais jovem a ganhar o prêmio Perlman de ciência. Tudo graças ao protótipo de bactéria capaz de transformar plástico em CO2 e água. A tecnologia está sendo utilizada de duas formas: para limpar as praias e também para produzir matéria-prima para confecção de tecidos.

“É praticamente impossível fazer com que as pessoas parem de usar plástico. Nós precisamos de tecnologia capaz de quebrar o material. Tudo deveria ser biodegradável”, disse Wang.

A tecnologia em desenvolvimento é composta por duas partes. Primeiro o plástico é dissolvido e depois as enzimas de catalização quebram os componentes em pedaços mais maleáveis. Esses componentes são colocados em uma estação biodigestora, em que tudo será compostado. O processo leva, no máximo, 24 horas para acontecer. Ah, a tecnologia… 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Matéria originalmente publicada aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,444,158SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ativistas invadem clínica para resgatar animais em SP

Não sou ativista. Mas acho um absurdo em pleno século 21 empresas ainda fazerem testes de cosméticos em animais, por isso resolvi fazer esse...

Projeto fotográfico mostra como não existem barreiras para o amor ao exibir casais homoafetivos juntos há anos

Após a lei DOMA (Lei de defesa do Casamento), que restringia a definição de casamento somente à união entre um homem e uma mulher...

Mãe de menino autista agradece gentileza de entregador de supermercado

A mãe Tommy agradeceu o funcionário de um supermercado pela maneira como ele tratou o menino.

Morador do Paraná transforma jardim em miniatura de trânsito para presentear sobrinhos

O jardim da residência de Silvio Oliveira, em Cianorte (PR), mais parece uma aula de trânsito e cidadania. Com muita criatividade, ele compôs o...

‘Papo Liberta’ engaja escolas de SP na luta contra a violência sexual infantil

Ao longo de um semestre, estudantes de seis escolas foram provocados a refletir sobre as raízes da violência de gênero e contra crianças e adolescentes.

Instagram