Estudantes promovem leitura entre presos e ajudam na diminuição da pena

A leitura é uma grande aliada para a diminuição de pena e ressocialização de pessoas que estão pagando sua dívida com a Justiça. É nisso que acredita um grupo de estudantes da Universidade Federal de Viçosa, no interior de Minas Gerais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto LIBERTART surgiu durante um processo de trainee do Enactus UFV – Viçosa, time local da organização internacional sem fins lucrativos que promove o empreendedorismo social. Os participantes foram divididos em grupos, e cada grupo precisava realizar uma ação social.

Leia também: Ex-detento volta todos os dias à cadeia para dar aulas de programação para detentos

Os estudantes (Mayara Pereira, Júlia Sabino, Maria Luísa, Victor Farineli e Oriáton Antonucci) sabiam da existência de um projeto de redução de pena pela leitura dentro da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado da cidade de Viçosa. Porém, faltavam livros e os presos tinham dificuldades para escrever a resenha crítica que devem entregar ao juiz após a leitura de cada livro.

estudantes promovem leitura presos viçosa minas gerais
Em apenas dois dias, o grupo arrecadou cerca de 340 livros

Foi então que o LIBERTART apareceu: organizou uma feira de arrecadação de livros na UFV e propôs oficinas de escrita e leitura para os detentos assistidos pela APAC Viçosa.

Em apenas dois dias, o grupo arrecadou cerca de 340 livros. Eles fecharam parcerias com comerciantes da cidade para sortear brindes entre os doadores, como uma forma de recompensa. O LIBERTART entregou os livros e ministrou duas oficinas de escrita e leitura para os detentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Acreditamos que todo ser humano merece ser tratado com dignidade e uma chance para recomeçar. Acreditamos que a reabilitação de pessoas condenadas por crime deve ser, sim, a solução mais humana e mais generosa que temos para transformar suas vidas”, contou Mayara Pereira, integrante do LIBERTART, ao Razões para Acreditar.

estudantes promovem leitura presos viçosa minas gerais
Mayara, de camiseta preta, e a equipe do LIBERTART

estudantes promovem leitura presos viçosa minas gerais estudantes promovem leitura presos viçosa minas gerais

estudantes promovem leitura presos viçosa minas gerais

Leia também: Menino de 9 anos usa sua mesada para comprar livros para detentos

O LIBERTART deu tão certo, que vai virar um dos projetos permanentes da Enactus UFV. Claro que Mayara foi aprovada no processo seletivo e agora faz parte do time oficial! A tendência do projeto daqui pra frente é só de crescimento e acreditamos que vai servir de inspiração para estudantes de outras universidades que desejam transformar a vida de pessoas que cumprem pena, mas não sabem por onde começar.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

estudantes promovem leitura presos viçosa minas geraiscrédito das fotos: Mayara Pereira/Arquivo pessoal

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

984,898FãsCurtir
1,731,005SeguidoresSeguir
8,540SeguidoresSeguir
11,100InscritosInscrever

+ Lidas

Bióloga que salvou Arara Azul da extinção vira personagem da Turma da Mônica

Na última terça-feira (11), foi celebrado o Dia Internacional das Meninas e Mulheres na Ciência. Para comemorar a data, a Mauricio de Sousa Produções...

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Juiz vai até a casa de idosa para lhe conceder aposentadoria

Um  caso incomum aconteceu há alguns meses, onde um juiz foi até a casa de uma senhora de 100 anos para conceder aposentadoria a ela. O...

Mulher que sofre de ansiedade agradece a compreensão do seu namorado: “Há pessoas melhores que remédio”

Porque respeito e compreensão são fundamentais em qualquer relacionamento.

Mãe diz para filha chamar melhor amiga para noite do pijama e ela trouxe: uma senhora de 68 anos

Quando somos crianças, sempre temos um amigo ou uma melhor amiga que nos identificamos mais, não? E, mesmo que essa amizade não dure pra...

Instagram