Estudantes cearenses vencem prêmio nacional de tecnologia​ com robô que ajuda agricultores

O prêmio “Respostas para o Amanhã”, promovido pela Samsung, teve o primeiro e o segundo lugar ocupados por dois grupos de estudantes lá do Ceará.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia do concurso é incentivar e desafiar estudantes e professores de escolas públicas a desenvolverem soluções para problemas locais a partir de experimentos científicos ou tecnológicos.

estudantes vencem prêmio da samsung
Foto: reprodução

Lua tem apenas 13 anos e sonha reformar sua biblioteca em comunidade do RJ para acolher mais crianças. Faça a sua contribuição!

Estudantes criaram robô que ajuda na agricultura familiar

O primeiro lugar ficou para os alunos do 3º ano da Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Edson Queiroz. Eles desenvolveram um projeto batizado de “Vespertílio 01 – robô semeador para a agricultura familiar“.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O robô ainda foi projetado todo de forma sustentável. Ele é fabricado com materiais recicláveis e movido à energia solar.

A ideia é utilizá-lo para auxiliar produtores rurais no plantio de sementes. Ud Madeiro, um dos alunos responsáveis pelo projeto, explicou que pensou nos agricultores da comunidade onde mora, em Cascavel.

No mercado, o que tem de disponível para ajudar essas pessoas a ter um maior plantio e um menor desgaste físico?. Aí, eu pensei na solução que fosse ambientalmente sustentável, funcionasse com energia solar e que ajudasse a ter uma maior capacidade de produção e a baixo custo“, explica o estudante.

estudantes vencem prêmio da samsung
Foto: reprodução

Ud ainda contou com a ajuda das estudantes Anna Beatriz Santos Fonseca e Jamilly Félix Lima, além da Thayane Farias, professora que ajudou nesse processo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nosso sentimento é de muita felicidade, porque a gente sabe o quanto de trabalho que a gente teve e a gente sempre acreditou na possibilidade [de ganhar], porque sempre acreditamos no poder do nosso trabalho“, conta Ud.

Ele também reforça o papel essencial da escola, que deu todo o suporte de pesquisa e desenvolvimento que a equipe precisava, mesmo durante o período de pandemia.

estudantes vencem prêmio da samsung
Foto: reprodução

Para Anna Helena Altenfelder, a presidente do Conselho e Diretora Executiva interina do CENPEC Educação, organização que realiza a coordenação técnica do Prêmio, há muita importância nesses pequenos projetos desenvolvidos por estudantes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A qualidade do projeto que desenvolveu o robô semeador reflete, por um lado, o compromisso dos educadores com a educação pública e, por outro, o compromisso dos jovens estudantes com seu próprio aprendizado e com a criação de um futuro mais inovador e sustentável. “, aponta.

Já Ud, diz que a empatia foi o seu sentimento motivador.

A necessidade da iniciação cientifica está na necessidade que a humanidade tem para sua evolução, então esse processo é você enxergar o problema do outro e ter empatia sobre ele. Então, é empatia, é criar uma solução para beneficiar o próximo“, explica o estudante.

Segundo lugar também ficou para estudantes cearenses

O segundo lugar também ficou para estudantes da mesma cidade, Cascavel. Alunos da Escola de Ensino Médio (EEM) Ronaldo Caminha Barbosa, criaram um projeto chamado “CapSeed: Revestimento de Sementes com Goma Sustentável“.

O projeto é um revestimento inovador para prolongar a vida útil de sementes durante o armazenamento.

A Isabel Costa, que é Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil, comentou que os resultados cumpriram o objetivo do prêmio muito bem.

O projeto desenvolvido pelos estudantes em Cascavel cumpre o objetivo do programa em atender a importante demanda local. É mais um resultado inspirador e que nos orgulha ao longo de uma década de atuação da Samsung com Responsabilidade Social no Brasil, guiados pela visão global ‘Together for Tomorrow! Enabling People’ para capacitar as futuras gerações a alcançarem seu pleno potencial por meio da Educação“, destaca.

Escolha popular​

Além dos dois primeiros lugares, escolhidos por um júri técnico, o voto popular também valeu e premiou outra equipe cearense. E de Cascavel!

A escolha popular ficou para o grupo da Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI) Marconi Coelho Reis, com o projeto “BAP: Biocompósito para Absorção de Poluentes”, que utilizou resíduos agroindustriais de abóbora como um biocoagulante facilitador do tratamento da água.

Quanta felicidade do ensino público cearense, hein?! Parabéns, gente!

Fonte: Diário do Nordeste

[Nota da Redação]

A Água Camelo é uma mochila que fornece água limpa para famílias de baixa renda! Com o apoio de Cielo, ampliará ainda mais esse impacto, olha só:

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,644,941SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Adidas lança primeira linha de moletons 100% reciclados do mundo

A estilista Stella McCartney, em parceria com a Adidas, lançou a primeira linha de moletons inteiramente produzidos com material reciclado do mundo. Batizada como "Infinitie...

Adolescente convida amigo autista para ser seu “Príncipe” em festa de 15 anos

Prestes a fazer 15 anos, a estudante mineira Yasmin Christine sonha com sua festa de debutante desde criança. Faz um ano que a jovem...

Freira argentina cria projeto e constrói casas exclusivas para mulheres trans em vulnerabilidade

A Mónica Astorga teve uma iniciativa muito linda e importante. Ela criou um projeto social que beneficia mulheres trans da Argentina. Com isso, ela...

Ela ganhou uma festa surpresa dos pais após contar que era homossexual

No lugar de repreender a filha ou mesmo expulsá-la de casa, como acontece com muitos filhos que revelam para os pais sua homossexualidade, os...

Empresa paranaense estimula turismo sustentável através de cosméticos

E ainda gera renda para pequenos apicultores.

Instagram