Estudantes criam site que conecta refugiados ucranianos a anfitriões que oferecem moradia gratuita

Em apenas 3 dias, os estudantes Avi Schiffmann e Marco Burstein, da Universidade de Harvard, desenvolveram e lançaram um site, o “Ukraine Take Shelter”, disponível em nada menos que 12 idiomas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No portal, refugiados ucranianos que fogem da guerra podem encontrar imediatamente anfitriões com quartos livres, apartamentos não utilizados em resorts, cidades grandes ou pequenas, ou dormitórios escolares.

Em entrevista à revista People, Avi Schiffmann e Marco Burstein disseram que queriam ajudar o povo da Ucrânia desde o início da invasão russa ao país, no dia 24 de fevereiro.

estudantes criam site conecta refugiados ucranianos a anfitriões

Quatro dias depois, Avi voltava de uma manifestação contra a guerra quando pouco antes de dormir publicou o seguinte tuite: “Uma ideia legal seria criar um site para combinar refugiados ucranianos com anfitriões em países vizinhos.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A resposta foi imediata. “As pessoas ficaram tipo, ‘Uau, que ótima ideia, você deveria fazer isso”, disse Avi, que tem 19 anos. “E eu fiquei tipo, ‘Bem, talvez eu devesse fazer isso.’ ”

Na manhã seguinte, o jovem, visitando um amigo em San Diego na época, entrou em contato com o colega de Harvard e especialista em codificação Marco Burstein para obter ajuda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Começamos a conversar sobre a ideia e minha resposta foi basicamente ‘Estou dentro’. Daquele ponto em diante, basicamente trabalhamos sem parar por cerca de três dias”, disse Marco, um calouro de 18 anos de Los Angeles. “Nós basicamente não dormimos nesse meio-tempo.”

Estudantes criam site que conecta refugiados ucranianos a anfitriões que oferecem moradia gratuita 2

Em 2 de março, a dupla lançou o Ukraine Take Shelter, onde refugiados da guerra podem encontrar imediatamente anfitriões com acomodações de todos os tipos, muitos delas aceitando animais de estimação da família.

“Temos de tudo, desde locais que oferecem um sofá extra que alguém pode ter sobrando, até um celeiro espaçoso que pode acomodar três famílias a uma universidade inteira com dormitórios extras”, disse Avi. “Qualquer coisa, mesmo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A maioria das acomodações está em países europeus, mas as listagens abrangem todo o mundo, dizem os dois.

“É como um boletim público”, diz seu criador, “como uma versão simplificada do Airbnb, focada em refugiados ucranianos”.

Até a sexta-feira passada (17), havia mais de 25.000 anúncios de anfitriões ativos no site e voluntários o traduziram para mais de uma dúzia de idiomas. “É incrível”, diz Marco, co-criador da iniciativa, “ver quantas pessoas estão dispostas a ajudar e a contribuir”.

estudantes criam site conecta refugiados ucranianos a anfitriões

Embora a dupla afirme que não têm números exatos de quantos refugiados encontraram moradia, uma vez que as pessoas não precisam se inscrever para usar os serviços do site, eles estimam que ajudaram centenas, possivelmente milhares – deduzidos do número de anúncios que os anfitriões removeram quando os espaços aparentemente foram preenchidos.

“Recebi mensagens de anfitriões falando sobre eles aceitarem refugiados em todos os lugares, da Suécia a Seattle, em todos os lugares”, diz Avi.

Uma família de seis pessoas que o site dos estudantes ajudou estava se escondendo no porão de Kharkiv enquanto a cidade estava sob ataque, de acordo com a BBC.

A família usou o Ukraine Take Shelter, informou o portal, para se conectar com uma mulher britânica que pagou até os custos de sua viagem.

“Ver como isso ajudou tantas pessoas e receber mensagens de anfitriões e refugiados foi realmente incrível”, disse Marco à revista People. “Fomos realmente inspirados pelo que vimos de pessoas de todo o mundo.”

Você pode acessar o site clicando aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Estudantes criam site que conecta refugiados ucranianos a anfitriões que oferecem moradia gratuita 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,981,416SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pombo machucado busca proteção em cadela labrador que a observava pela janela [VIDEO]

Em um vídeo tocante compartilhado nas redes sociais, um pombo ferido encontra consolo e proteção em uma cadela da raça labrador. A advogada Viktoriya Belostotskaya,...

Garoto de 17 anos recria estátuas históricas destruídas pelo Estado Islâmico

“Meu sonho é me tornar um artista proeminente do Iraque para tornar meu país orgulhoso e mostrar ao mundo que o Iraque ama a vida e celebra nossas raízes”.

Estudante de medicina adapta receita de paciente que não sabe ler

A ideia da receita com fitinhas coloridas deu bastante certo!

Adolescentes do RS criam absorvente biodegradável que custa apenas R$ 0,02

Alunas que cursam o ensino médio no Instituto Federal do Rio Grande do Sul, em Osório (RS), desenvolveram um tipo de absorvente biodegradável com...

Clientes reconstroem barraca de vendedora que perdeu tudo e quase morreu em incêndio

Toinha quase perdeu a vida no incêndio de sua barraca. Ela precisou ficar no hospital. Em menos de três meses, os clientes reconstruíram a barraca.

Instagram

Estudantes criam site que conecta refugiados ucranianos a anfitriões que oferecem moradia gratuita 4