Estudantes gravam vídeos para alertar sobre os perigos do “desafio da rasteira”

Três estudantes do Colégio Batista de Brasília (DF) deram uma aula sobre os perigos do “quebra-crânio” ou “desafio da rasteira”, que de brincadeira tem absolutamente nada, mas que virou febre nas escolas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Deixa eu te falar uma coisa, essa é uma brincadeira de muito mau gosto que está rolando na internet e aqui, essa brincadeira não rola. Muitas pessoas já se feriram gravemente. Nós nos importamos com o nosso colega e aqui não rola“, dizem os estudantes em um vídeo publicado na terça-feira (11).

O vídeo já tem mais de meio milhão de visualizações no Facebook.

Estudantes vídeo combater "desafio da rasteira"

O “desafio da rasteira” conta com três pessoas. As duas pessoas que ficam nas extremidades tentam aplicar uma rasteira para derrubar no chão a pessoa que está no meio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Estudantes vídeo combater "desafio da rasteira"

“Ao longo do dia, quando a ‘brincadeira’ viralizou, recebemos mensagens de diversos pais preocupados. Resolvemos conversar com os estudantes e eles deram a ideia de fazer o vídeo. Aqui, falamos muito sobre respeitar e cuidar dos colegas, então, foi muito natural essa iniciativa. Ainda bem que ações positivas também influenciam e dão resultado“, comemorou Ludmila Santos, diretora de comunicação da escola.

“Foi uma ação que ultrapassou os muros da escola. Agora, estamos pedindo que outras escolas repliquem e façam algo parecido”, completou.

Confira o vídeo abaixo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

‼ Você já se deparou com uma brincadeira de mau gosto, entre os alunos, que está rolando na internet?⁣⁣⁣🚫 Duas pessoas pulam e induzem a pessoa do meio a pular. Antes que a pessoa do meio toque o chão, as pessoas das extremidades aplicam uma rasteira. Essa "brincadeira" de mau gosto pode trazer consequências graves. ⁣⁣⁣👦🏻👦🏼👦🏽 Somos contra esse tipo de brincadeira. Somos a favor da brincadeira sadia. Somos a favor da brincadeira que educa e contribui para a formação moral e física dos nossos jovens. Por um mundo com mais empatia… #brincadeirademaugostonão⁣⁣⁣⁣⁣⁣#porummundomelhor #empatia #amoraoproximo #brincadeirasadia #escolacrista #educacaocrista⁣⁣

Publicado por Colégio Batista de Brasília em Terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

A atitude dos estudantes de Brasília virou exemplo e estudantes de outras escolas resolveram fazer vídeos alertando sobre os perigos da “brincadeira”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na quarta-feira (12), o Colégio Batista de Varginha, em Minas Gerais, fez uma gravação parecida.

Brincadeira de mau gosto entre alunos

Você já se deparou com uma brincadeira de mau gosto, entre os alunos, que está rolando na internet? 🚫Duas pessoas pulam e induzem a pessoa do meio a pular. Antes que a pessoa do meio toque o chão, as pessoas das extremidades aplicam a rasteira. Essa “brincadeira” de mau gosto pode trazer consequências graves. 👦🏻👩🏻👦🏽 Somos contra este tipo de brincadeira. Somos a favor da brincadeira sadia. Somos a favor da brincadeira que educa e que contribui para a formação moral e física dos nossos alunos.Por um mundo com mais empatia! Brincadeira de mau gosto não!

Publicado por Colégio Batista Varginha em Quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

“Achamos que seria uma boa forma de conscientizar de que se trata de uma brincadeira que traz sérios riscos. Nossos alunos já sabiam da ‘brincadeira’ e já tinha viralizado entre eles”, conta Tânit Miranda Ferreira, coordenadora pedagógica.

“Para a gente, seria algo para efeito interno, no máximo na cidade. Mas já sabemos que o vídeo chegou a diversas cidades do Brasil”, comemorou.

Alunos de uma academia de jiu-jitsu também gravaram um vídeo.

“Ele pode causar, por exemplo, traumatismo craniano, levando ao coma e até mesmo à morte, dependendo da gravidade”, alertou o professor Eduardo Sakuraba na legenda do post no seu Instagram.

Especialista alerta sobre o risco de fratura na coluna e no crânio

Ao site da Revista Crescer, o ortopedista pediátrico Nei Botter Montenegro, do Hospital Israelita Albert Einstein, destacou que entre as consequências mais graves do “quebra-crânio” ou “desafio da rasteira” estão uma fratura no punho, um trauma na coluna ou no crânio.

“Apesar de a altura não ser grande, a queda pode levar a uma fratura na coluna, principalmente lombar ou toráxica. Se a força for maior, pode resultar em um trauma de crânio, com consequências mais imprevisíveis, ou, ainda, um trauma na coluna cervical, que seria, evidentemente, pior”, afirmou.

“A prevenção quanto a isso é informar crianças e adolescentes sobre os riscos de lesões graves, pedindo para que eles não participem dessas brincadeiras”, completou.

[Nota da Redação]

A cada bebê que traz ao mundo, o médico Calixto Hueb presenteia a mãe com uma arvorezinha para que a criança cresça com ela. É um primeiro presente à família do recém-nascido e também uma contribuição valiosa do médico para a preservação do meio ambiente. Vem conhecer mais essa história, dá play no vídeo abaixo:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Revista Crescer/Fotos: Redes Sociais

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,836,848SeguidoresSeguir
24,779SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

No DF, ex-catadora abre creche (grátis) para que outras catadoras deixem seus filhos

Sabe quando um problema acaba virando uma solução? Pois é exatamente o que aconteceu com a ex-catadora de materiais recicláveis, Márcia Pinheiro. Ela, que...

Com pratos simples, publicação de jovem que sonha ser chef de cozinha viraliza

O adolescente Paulo, 16 anos, conquistou milhares de admiradores na semana passada. Paulo publicou no seu Facebook fotos de comidinhas que ele mesmo faz...

Plataforma online possibilita adotar horta e galinha e receber os alimentos em casa

Cada vez mais surgem aplicativos super interessantes que facilitam nossa vida corrida, mas este é simplesmente incrível! Tudo começou quando o francês Antoine Dubacq...

Cinturão com sensor reconhece objetos para deficientes visuais

O brasileiro Thiago Brito de Melo, estudante do último ano de engenharia mecatrônica no colégio Mackenzie, desenvolveu um aparelho para facilitar a vida de deficientes visuais. Trata-se...

Circo alemão cria lindos hologramas por se recusar a usar animais reais

Quando pensamos em um circo, muitas vezes imaginamos palhaços, malabarismos, confetes e... animais. Por sorte, essa não é a regra. Historicamente utilizados como atrações circenses,...

Instagram

Estudantes gravam vídeos para alertar sobre os perigos do "desafio da rasteira" 2