Vida longa! Estudo com centenários descobre proteína que pode ser a chave da longevidade

Verdade seja dita: muita gente quer chegar aos 100 anos e comemorar um século de vida! E de acordo com cientistas da Universidade de Tübingen, na Alemanha, este segredo está prestes a ser revelado. O grupo realizou um estudo – publicado na revista científica Nature – com mais de 100 centenários e descobriu uma proteína que pode ajudar a Medicina a compreender o mistério da vida longa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os pesquisadores estudaram os níveis de uma proteína chamada neurofilamento de cadeia leve, um tipo de proteína estrutural encontrada no sangue. A NFL (sigla em inglês) já é considerada um biomarcador sanguíneo promissor para identificação de doenças neurológicas, mas esta resposta está cada vez mais próxima de nós.

proteina longevidade 1
Foto: Unsplash

A pesquisa analisou 180 pessoas na casa dos 90 anos e 135 pessoas centenárias, concluindo que ter níveis mais baixos de NFL está correlacionado com uma sobrevida mais longa, além de fornecer pistas relacionadas à mortalidade ou até mesmo ao funcionamento cognitivo. As conclusões valem tanto para homens, quanto para mulheres.

Para obter resultados mais precisos, os cientistas também usaram camundongos para o estudo, o que apenas confirmou a tese de que níveis mais baixos de NFL estão diretamente ligados à longevidade. Vale lembrar que esta proteína está relacionada a uma dieta de baixa caloria, associada à sobrevida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

proteina longevidade 2
Foto: Unsplash

Em estudos anteriores, outros cientistas já haviam notado que os níveis de NFL aumentam com a idade, fator que está associado à progressão de doenças neurológicas. Eles acreditam que níveis elevados dessa proteína no sangue reflitam danos ao sistema nervoso.

Esta não é a primeira vez que esta proteína está à frente de pesquisas como esta. Em outro estudo recente, encabeçado por outra universidade alemã, foi justamente a NFL que conseguiu prever se um paciente teria Alzheimer até 16 anos antes do início dos sintomas.

proteina longevidade 3
Foto: Unsplash

De qualquer maneira, está cada vez mais clara a ligação entre dieta e estilo de vida e longevidade. Uma alimentação saudável está longe de ser apenas uma questão de estética ou modismos, mas é a maneira mais eficaz de evitarmos doenças e vivermos mais. De fato, somos o que comemos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: UOL

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,413,626SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Fonoaudióloga reproduz condição de crianças em bonecos

"É comum em uma reinternação hospitalar o boneco ficar internado com a criança, recebendo ‘os mesmos cuidados’.”

Carroceiro desempregado consegue trabalho após encontrar e devolver R$ 7 mil

O carroceiro que encontrou mais de R$ 7 mil, um celular e um tablete na BR-232, em São Caetano, no agreste de Pernambuco, e...

Pesquisadoras da Unicamp desenvolvem colírio que evita e trata a perda de visão em diabéticos

Uma dupla de pesquisadoras brasileiras desenvolveu um colírio que previne e combate a perda da visão entre os diabéticos, a chamada retinopatia diabética. "A grande vantagem...

Um pedido de casamento com ajuda dos amigos e família

Proposta de Isaac Lip Dub-Live por Isaac Cordeiro. Na quarta-feira, 23 de maio, 2012, eu disse a minha namorada para me encontrar na casa...

Fotógrafa recria fotos as mesmas fotos de crianças agora como adultos

A fotógrafa  Argentina Irina Werning criou uma série de fotos muito interessante chamada “Back to the Future” ou “De volta para o futuro”, onde...

Instagram