Aos 17 anos, ex-aluna de escola pública leva informações sobre gênero

O jovem de hoje está cada vez mais engajado em projetos sociais que visam construir uma sociedade mais igualitária e justa. Prova disto é Raphaele Godinho Alselmo, ex-aluna de escola pública em São Paulo, mas que já é responsável por criar um projeto importante, chamado “Resgatando e Valorizando a Mulher”, em que trata sobre questões de gênero e representatividade feminina, tudo isso aos 17 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A jovem nasceu na cidade de São Roque, no interior de São Paulo, mas foi na escola Prof. José Pinto do Amaral, em Mairinque, que descobriu a paixão pelos assuntos políticos e de representatividade, quando ela participou de programas de incentivo político para jovens, como o Parlamento Jovem Paulista (2016), Parlamento Juvenil do MERCOSUL (2016-2018) e Embaixadores Inspira Sonho (2018). “Depois que participei dos parlamentos jovens eu me tornei uma pessoa muito mais ativa. Antes, eu opinava politicamente, reclamava da situação, mas não fazia nada para mudar. Os parlamentos jovens me ensinaram a colocar a mão na massa para tentar fazer a diferença no país e em minha comunidade”.

Em seu projeto, a jovem leva às escolas eventos e palestras informativas sobre a importância da mulher em áreas como a literatura, a matemática e os estudos acadêmicos, onde os homens acabam sempre se sobressaindo mais. A criação do projeto veio quando ela começou a observar que as mulheres acabam se interessando menos por esses assuntos por verem que não têm muita chance de entrar neste mundo predominantemente masculino. Desta forma, as mulheres acabam largando os estudos de lado e acabam se dedicando ao casamento e à maternidade, enquanto as taxas de violência contra elas continuam aumentando.

Sim, seu projeto é tão maravilhoso que até já virou artigo da edição de outubro do ano passado da Internacional Change Magazine, uma revista que circula no Japão, China e Tailândia. O mais incrível é que este é um projeto que é barato e pode ser aplicado em diversos países do mundo. No início deste ano ele ganhou um site e Raphaele criou mais um projeto: o Parlamento Jovem Mairiquense, para replicar na sua comunidade a vivência dos programas que fez parte.

A jovem, que já mostrou que quer fazer a diferença no mundo, diz está muito empolgada em poder ajudar a comunidade e que pretende fazer faculdade ou de Jornalismo, ou de Relações Públicas. Parabéns, Raphaele!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aos 17 anos, ex-aluna de escola pública leva informações sobre gênero 2

Com informações de Educação SP

Foto: Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,282,832SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Padaria no ES oferece pão de graça para quem não tem como pagar

É preciso aplaudir empresas que não se preocupam somente com o lucro, mas em realizar atos de caridade. A República dos Pães é um exemplo...

Mulher cria bonecas com as mesmas características físicas de seus pequenos donos

A confeccionista norte-americana Amy Jandrisevits fabrica bonecas que auxiliam bebês e crianças a se aceitarem como são, sem se envergonharem de seres diferentes das...

Médico nigeriano Onyema Ogbuagu liderou estudo da Pfizer para vacina contra a Covid-19

O Dr. Onyema Ogbuagu, nigeriano, ganhou destaque no mundo inteiro essa semana. O motivo é a liderança das pesquisas para a vacina contra a...

Crianças no Gana geram eletricidade para escola brincando no playground

Grande parte do território de Gana é carente de energia elétrica. Isso faz com que uma generosa fatia da população passe metade da vida...

Instagram

Aos 17 anos, ex-aluna de escola pública leva informações sobre gênero 3