Início INSPIRAÇÃO Superação Ex-morador de rua chora em estacionamento após conquistar diploma em MS

Ex-morador de rua chora em estacionamento após conquistar diploma em MS

Em junho do ano passado, o ex-morador de rua Fernando da Costa Silva, 31 anos, realizou a prova do Encceja, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, em Campo Grande (MS).

Após seis meses de muita espera e apreensão, Fernando pôde finalmente comemorar a conquista do diploma. Pouco depois de pegar o certificado, ele foi visto em um estacionamento chorando e erguendo as mãos para o céu, bastante emocionado.

“Chorei igual criança e mostrei meu certificado para Deus. Cheguei no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul muito ansioso para saber o resultado, é meu futuro. Para outros o diploma pode ser banal, mas acredito que a educação é a chave do sucesso e estudei muito para chegar até aqui”, conta.

A cena foi gravada por uma servidora do instituto e viralizou nas redes sociais. Fernando achava que estava sozinho e, num momento de pura redenção, se ajoelhou no chão e fez uma oração, agradecendo por não ter desistido.

morador de rua aluno chora diploma

Jornada rumo ao diploma

“Minha vida foi escura, difícil. Com 17 anos parei de estudar e saí da casa da minha mãe para morar com os amigos. Fiquei apenas uma semana e fui parar na rua, fiz amizades erradas, me envolvi com drogas e quando vi se passaram 12 anos naquelas condições. Contudo, tive força de vontade e larguei mão daquilo e fui buscar ajuda”, lembra.

Leia também: Mãe e filho realizam sonho da graduação e conquistam diploma juntos

Completamente à deriva, Fernando acabou indo parar em um quartinho próximo à Santa Casa de Campo Grande, onde fez nova amizades que o ajudaram a recomeçar. “Ainda tem gente boa nesse mundo. Soube de uma clínica de reabilitação de um pastor e falei com ele. Só me pediu uma coisa, que prometesse que iria mudar”.

Ele prometeu a si mesmo que largaria o vício e construiria para si um futuro melhor. “Fui abraçado por ele, que me levou para a clínica de reabilitação por dois anos e meio. Lá virei até monitor para ajudar outros que passavam pelo mesmo problema”.

morador de rua aluno chora diploma

Após um tempo de recuperação, Fernando passou a andar com as próprias pernas, voltando a trabalhar e estudar. Enquanto cursava Técnico de Enfermagem, acabou se casando. E no meio disso tudo, continuou estudando para passar na prova do Encceja, visando o certificado de conclusão do ensino médio e a conquista da carteirinha do Coren (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul).

As inúmeras noites em claro estudando e revisando cada conteúdo valeram a pena. “A educação me salvou e agora ninguém mais me segura. Quero ter um futuro melhor para ajudar outras pessoas. Vou conseguir e acredito que a nossa próxima entrevista vai ser quando me tornar médico”, diz ele, confiante e cheio de planos.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Campo Grande News/Fotos: Arquivo pessoal

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

979,881FãsCurtir
1,666,380SeguidoresSeguir
8,162SeguidoresSeguir
10,800InscritosInscrever

+ Lidas

Passarinho deficiente ganha sapatinhos ortopédicos para caminhar sem dor

Um passarinho com deficiência foi resgatado pela equipe da ONG norte-americana California Wildlife Center (CWC) enquanto perambulava com bastante dificuldade pelas ruas. O pequeno nasceu...

Evento no RJ oferece de graça 250 tattos que alertam sobre doenças e alergias

A cidade do Rio de Janeiro vai receber a maior convenção de tatuagens do mundo – a Tattoo Week – no Centro de Convenções...

Multidão canta e convence jovem a não se jogar de prédio em MG; assista!

Ao ver um jovem ameaçar se jogar do alto de um prédio em Patos de Minas (MG), uma multidão de pessoas – em especial,...

Quênia instala primeira usina solar que transforma água do oceano em potável

Atualmente, estima-se que 2,2 bilhões de pessoas (28% da população mundial) não possuem o devido acesso à água potável, o componente mais básico e...

Jovem mexicano cria torres que purificam o ar com a mesma eficiência de 360 árvores!

Um jovem mexicano desenvolveu uma torre autossustentável com microalgas capaz de filtrar o ar. A torre realiza o trabalho de 360 árvores. Carlos Monroy Sampieri,...

Instagram