Ex-prefeito e vereador reeleito analfabeto aplicou 37% do orçamento na educação

Eleito para o seu segundo mandato de vereador em Quixaba, cidade do sertão pernambucano, Antônio Ramos da Silva não esconde que é analfabeto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pela lei, os analfabetos não põem ser reeleitos. Silva só conseguiu se reeleger porque é capaz de copiar palavras e assinar o nome, o que para a Justiça Eleitoral já basta.

Ele conta que na infância não podia estudar porque o pai precisava dos filhos trabalhando na roça. Mas ele compensa a falta de estudo com algo que a maioria dos políticos não têm: honestidade.

Silva não mede as palavras e afirma: “Tem muito doutor por aí que não tem nem a metade da minha honestidade”.

Apesar do analfabetismo, e graças à sua honestidade, ele vai para o seu segundo mandato de vereador na cidade de 7 mil habitantes. Uma equipe de assessores o ajuda na leitura de documentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Silva não começou na política “ontem”. Em 1992, ele foi eleito prefeito. Até então, as escolas da cidade não tinham o mínimo de estrutura e os professores não eram diplomados. Ele tomou a decisão certa: aplicou 37% do orçamento municipal na educação, acima o piso constitucional de 25%.

“Fiz tanto pela educação porque sempre senti na pele o quanto ela faz falta”, afirmou.

Com informações do Paraíba Online / Foto: Agência Senado

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,279,775SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Artesãs reaproveitam fios de eletricidade para fazer lindas biojoias e gerar renda no Ceará

Transformar lixo em biojoias únicas e personalizadas. É exatamente essa “mágica” que um grupo de artesãs cearenses do Grupo Giro Social faz com os...

Psicóloga recém-formada salva rapaz de cometer suicídio em Teresina

A psicóloga Thais Linhares estava passando pela ponte quando viu o rapaz em posição de cometer suicídio.

Com vaquinha, menino que faz crochê para ajudar mãe com paralisia realizará sonho da casa própria

Arrecada mais de R$50 mil vaquinha para ajudar o André, que faz e vende crochês para cuidar da mãe.

É aprovado projeto de lei que proíbe criação de animais em confinamento em SP

A Comissão de Meio Ambiente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) aprovou o projeto de lei 714/12, de autoria do deputado...

Mãe coleta papelão para ajudar nos custos do curso de medicina do filho

Há 5 anos, Evanildes Maria da Silveira, de 48 anos, coleta papelão pelas ruas e empresas do Município de Conceição do Coité, a 200 quilômetros de...

Instagram

Ex-prefeito e vereador reeleito analfabeto aplicou 37% do orçamento na educação 2