Ex-prisioneiro volta todos os dias à cadeia para dar aula de programação para detentos

Com o objetivo de reduzir a reincidência criminal através da qualificação para o mercado de trabalho, a ONG The Last Mile ensina programação em diversas prisões da Califórnia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eles estimam que 25% da carceragem mundial estejam nos Estados Unidos e os detentos possuem reincidência acima dos 60%. Com o curso, os participantes transformam sentenças em oportunidades. Além disso, desenvolvem habilidades de trabalho em equipe e ganham autoconfiança.

Leia também: Este presídio no Uruguai deu liberdade, trabalho, liberou o uso de celular e reduziu o número de guardas

“Eu não sabia absolutamente nada sobre programação quando iniciei as aulas e hoje eu sinto como se eu tivesse encontrado uma paixão e propósito” conta Chris Schuhmacher (foto abaixo), um dos graduados do projeto.

programação para detentos

Chamado de code 7370, o site da ONG destaca que a capacitação, que leva dois anos, conta com linguagem HTML, Java Script, CSS e Python. Também está incluso no currículo design de logo, web design, entre outros.

O plano de ensino conta também com palestras, que já teve até visita do Mark Zuckerberg, fundador do Facebook.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

programação para detentos

“Juntos nós estamos quebrando estereótipos”, disse Tulio Cardozom que se formou na prisão de San Quentin e retorna todos os dias – por opção, para servir como engenheiro de software.

Fotos: Reprodução – The Last Mile

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,750FãsCurtir
1,764,109SeguidoresSeguir
8,643SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram