Ex-soldado de elite dos EUA conta sobre sua transição de gênero e autoaceitação

Conhecido como “homem das cavernas”, Christopher Beck foi membro do grupo de elite das Forças Armadas norte-americanas por 20 anos. Mas, após se aposentar, certo dia, ele colocou um vestido e foi trabalhar como Kristin Beck.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele já não se sentia bem no corpo de menino na infância. “Sofria muito bullying, então frequentemente estava envolvido em brigas. E comecei a defender outras crianças que sofriam também, me via como um defensor. Por isso o serviço militar me atraiu”, conta.

Foi esse o motivo que o levou a trabalhar em um comando especial da Marinha dos Estados Unidos, o Navy Seals, que faz operações secretas em territórios inimigos.

Naquele época, Beck realmente agia como um “homem das cavernas”: duro, machista e violento, muitas vezes.

1413871135787_wps_10_Transgender_former_US_Nav

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Fiquei no grupo dos melhores, acho que porque eu ainda estava tentando me provar. Tinha autoestima muito baixa e queria mostrar que eu tinha algum valor“, diz.

Depois que Beck se aposentou, ele começou a trabalhar no Pentágono como civil, desenvolvendo pesquisas na área de tecnologia e desenvolvimento. Durante o dia, ele trabalha de terno e gravata, à noite, trocava de roupa e ia para bares frequentados pela comunidade transgênero.

O ex-soldado se assumiu definitivamente como trans depois de uma noite em que apanhou na rua por estar vestido como mulher. No dia seguinte, Beck colocou um vestido cinza, peruca e maquiagem e foi trabalhar. No início, a reação dos colegas não foi boa, mas depois eles compreenderam.

“Não estou tentando ser o ‘homem das cavernas’ e nem a ‘Barbie’. Estou tentando ser eu mesmo”, afirma.

Ano passado, estreou um mini-documentário contando um pouco de sua vida, veja o trailer:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


1370523227941.cached

130614213753-ac-day-in-the-life-of-kristin-beck-00034604-story-top 1435032155402 tdy_beckgrab3_150727_b84300e94baea81e630d1adde6b4118a.today-inline-large

via [BBC]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,272,726SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Analfabeto sonha construir biblioteca para diminuir analfabetismo no interior da Bahia

Sua proposta é ajudar as crianças e adultos nos estudos, diminuindo o analfabetismo e evasão escolar em comunidade baiana.

Menina de 7 anos emociona ao construir reservatório para animais abandonados

A inocência das crianças sempre vem junto com a bondade. Giovanna, de apenas 7 anos, é a prova disso.

“Minha mãe ensinou a transformar as pedras que surgem no caminho em degraus”

Qual o maior ensinamento que você aprendeu com a sua mãe? A mãe do Helberth ensinou a ele que devemos transformar as pedras que...

Mãe perde bebê e loja devolve dinheiro gasto com móveis do quarto da criança

“Fiquei completamente chocada, pois já haviam passado 6 meses."

Menino de 8 anos está fazendo triatlo para arrecadar dinheiro para moradores de rua

Nunca é cedo demais para ensinar nossos filhos a serem gentis e altruístas - e a melhor maneira de fazermos isso é liderar pelo...

Instagram

Ex-soldado de elite dos EUA conta sobre sua transição de gênero e autoaceitação 3