Ex-soldados voltam pra casa e reencontram filhos após anos de conflitos e guerras [VIDEO]

Nada pode ser mais libertador e reconfortante para um soldado do que voltar pra casa após anos servindo ao seu país, oferecendo a própria vida em conflitos e guerras que na maioria esmagadora das vezes são inúteis e irracionais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É o caso dos soldados Andres Rivera e Bryant Conto, que retornaram de surpresa aos Estados Unidos após anos servindo ao Exército norte-americano no Oriente Médio. Imagina a alegria das famílias com o reencontro?

“A surpresa é indescritível. Liguei para meu filho esta manhã. Ele não respondeu e, de repente, eu cheguei em casa e ele estava na sala. Não consigo acreditar. Ele voltou!”, disse Andrew Rivera, pai do soldado Andres.

O pai e os avós de Andres ficaram radiantes de alegria e gratidão por tê-lo de volta em casa bem a tempo de comemorar o Dia dos Veteranos, que ocorre no dia 11 de novembro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Estou muito feliz agora porque meu neto está aqui”, disse sua avó, Consuelo Rivera. “Estou tão orgulhoso dele. Ele saiu daqui um menino e voltou um homem”, completou o avô Andrew.

Mais cedo, outro sargento chegou no Aeroporto Internacional de Miami após quase um ano no Afeganistão.

ex-soldado volta para casa reencontra filho vídeo

Bryant Conto reencontrou a esposa Yare Monne e o filho após um ano, época em que o pequeno tinha apenas 3 meses de vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O reencontro não poderia ter sido mais emocionante. “Foram longos 10 meses sem vê-los. Praticamente só tenho feito contagem regressiva todos os dias até este momento”, disse Bryant.

Não muito distante dali, o sargento Rivera, que chegou no mesmo voo que Bryant, foi até a escola da filha, Brielle, de 7 anos, para buscá-la de surpresa ao término da aula.

Não foi difícil para a menina reconhecer o pai, que estava com uma jaqueta camuflada típica do Exército.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

ex-soldado volta para casa reencontra filho vídeo

De volta à sua casa, Rivera agradeceu pelo “privilégio de estar em seu lar, vivo e saudável”. Sua família serve nas Forças Armadas há 3 gerações.

Seu pai e seu avô agradeceram ao filho pelos serviços prestados ao país.

“É uma das melhores coisas da vida finalmente estar de volta em casa com minha família”, disse o sargento Rivera. “Já faz muito tempo que não os vejo, mais de um ano, implantado no Oriente Médio. Acho que a melhor coisa que você pode ter no mundo é uma família”, completou.

Assista ao vídeo:

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 8º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: News Miami
Fotos: Reprodução / YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,970,136SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Site afirma que casais que conversam tranquilamente sobre cocô são os mais felizes

Você conversa sobre cocô com seu namorado(a)/marido/esposa? Não? Deveria! A lógica é simples: todos fazem cocô. Todos querem ser feliz. Logo, fale sobre coco com...

Rapaz faz pedido de casamento surpreendente à namorada, com direito a cortejo por Juiz de Fora

Estamos acostumados a ver pedidos de casamento criativos nas telas do cinema, mas saiba que eles também existem na vida real! Em Juiz de...

Ação pergunta para jovens e idosos como eles aproveitam a vida. Adivinha quem se saiu melhor?

A campanha "Envelhecer sem vergonha", é uma iniciativa da Pfizer, e mostra que não é preciso ter medo da idade, que você é capaz...

Estudantes “esquecem” livros pela cidade e incentivam a leitura no Rio

No banco do metrô, nos corredores do shopping, na grama do parque: durante esta semana, os cariocas podem “ser encontrados” por livros em qualquer...

Cãozinho transforma vida de garoto com paralisia que não conseguia sorrir

Johnny tem apenas 9 anos de idade e por conta de uma paralisia facial, quase perdeu a capacidade de sorrir. O garoto também é...

Instagram