Expulso de casa por ser gay, jovem fotógrafo consegue trabalhos com a ajuda das redes sociais

Após defender a irmã em uma discussão familiar, Rodrigo foi expulso de casa pelos pais. Não que isso seja uma novidade para o fotógrafo: meses antes, havia sido expulso por ser gay.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele chegou a voltar para casa, mas a trégua durou pouco. O rapaz é fotógrafo e demonstra grande talento pela arte da fotografia, cor e enquadramento.

Desesperado após ser expulso de casa pela segunda vez, Rodrigo fez uma publicação no Twitter implorando por uma oportunidade de trabalho, para ter recurso para se alimentar e não ficar na rua.

[A Ana Paula é uma mulher trans e foi acolhida pela dona de um salão de beleza, após ter sido vista comendo comida do lixo. Tatiana criou uma vaquinha online para ajudar a moradora de rua a recomeçar sua vida do zero, saiba como ajudar aqui.]

“Gente, venho implorar para quem for do Rio de Janeiro: fotografem comigo. Eu estou literalmente na rua, fui expulso de casa […] preciso muito de trabalho e dinheiro pra conseguir me manter minimamente disse. Fotografo por qualquer valor, mais passagem!”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O post acabou viralizando, acumulando mais de 33 mil curtidas e 30 mil retuítes desde sua publicação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rapidamente, centenas de usuários começaram a compartilhar seu relato. Um a um, internautas pediam para o rapaz uma sessão de fotos personalizada, enquanto outros pediam seus dados bancários para ofertá-lo algum valor. Outros tantos ofereciam palavras de amor, aconchego e compaixão.

Enquanto isso, após fazer o post, Rodrigo se dirigia até a Casa Nem, um espaço de acolhimento de pessoas LGBTQ+ na Lapa, Rio de Janeiro (RJ), para pedir abrigo. Ele conseguiu pegar o ônibus até o espaço com os únicos quatro reais que tinha no bolso, suficientes para pagar a passagem.

fotógrafo gay expulso casa consegue trabalho história viralizar

fotógrafo gay expulso casa consegue trabalho história viralizar

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao chegar lá, tomou um susto com a repercussão do seu post. De cara, dezenas de pessoas lhe ofereceram trabalho, algumas até dinheiro, enquanto outras lhe prestaram mensagens de apoio e elogios ao seu trabalho como fotógrafo.

Tudo aconteceu muito rápido: com a clientela à espera, Rodrigo conseguiu um espaço para tirar fotos, cedido por uma amiga, na Tijuca.

 

Ver essa foto no Instagram

 

O @whodrigo foi expulso de casa e precisou pedir ajuda na internet. Quem viu, foi lá e ajudou mesmo ❤

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Com o dinheiro dos trabalhos, Rodrigo vai poder se reorganizar financeiramente. “Eu realmente tô precisando de grana porque ainda não tenho local fixo, daí não tenho como pegar e guardar muitas coisas. Mas esse dinheiro eu vou usar pra tentar alugar algo e me locomover pra trabalhar e etc.”, afirmou.

fotógrafo gay expulso casa consegue trabalho história viralizar
Um dos ensaios fotográficos feitos por Rodrigo. Foto: Reprodução/Flickr

Entre as oportunidades de trabalho oferecidas, está uma sessão de fotos de cães e gatos para uma ONG de amparo animal e até trabalhos em casamentos e festas para crianças – o que Rodrigo ainda não é capaz de fazer, uma vez que utiliza o telefone celular para tirar as fotos.

Leia também: Fotógrafo adia o próprio casamento para clicar casamento de motorista de aplicativo de graça

Ao receber a mensagem de uma internauta oferecendo o trabalho na ONG, o rapaz comentou, eufórico: “Eu quero! Meu Deus, tô chorando muito!”, ao que ela respondeu: “os cachorros vão tudo lamber as suas lágrimas!”.

O próximo passo é criar uma vaquinha virtual (campanha de financiamento coletivo) que ajude o rapaz a comprar uma câmera nova para trabalhar melhor, o que ele deve fazer em breve com a ajuda do namorado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Who Drigo® (@whodrigo) em

Você pode seguir Rodrigo em seu perfil do TwitterInstagramFacebook.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fotos: Reprodução/Twitter @who_drigo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após vaquinha, menina que vendia livros feitos à mão reforma sua casa de taipa

Gentee, lembram da Rita de Cássia, a menina de 11 anos que conquistou o nosso coração com um vídeo em que ela vende seus...

Para fugir de homofobia, homem dorme há 10 anos em cemitério e precisa de um lar para morar

No olhar, Lorival Francisco, de 49 anos, carrega a face do abandono e da solidão de quem sofreu homofobia dentro da própria casa e,...

Idosa de 93 anos confecciona casacos para crianças com câncer acolhidas em fundação de MG

Desde o início do mês, Dona Maria Beatriz, 93 anos, vem confeccionando casacos para crianças da Fundação Sara, uma ONG de Belo Horizonte (MG)...

Pai larga profissão e vira engenheiro para construir prótese para filho que teve o braço amputado

O parto do pequeno Sol Ryan não aconteceu da melhor maneira. Ele nasceu em uma posição inadequada e com o braço esquerdo torcido. Um...

Restaurante escreve mensagem e manda açaí de brinde para cliente internada em hospital

Alguns dias atrás, Sahara Manuella completou dois meses internada em um hospital após sofrer um acidente de carro. Sua irmã, Raphaela Woodroffe, tem visitado ela...

Instagram