Fair play: Jogador de rugby esquece o jogo para ajudar outro do time adversário que foi machucado

Desde 1896, milhares de medalhas de ouro, prata e bronze foram distribuídas. Mas existe uma honraria tão especial que até hoje, apenas 11 seres humanos a conquistaram, não necessariamente por seu desempenho esportivo, embora isso também possa ter contribuído, mas sim pela grandiosidade de seus atos e por encarnarem o espírito que levou o barão Pierre de Coubertin a retomar a antiga tradição grega das Olimpíadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em uma partida contra o País de Gales, em 21 de junho de 2003, o capitão galês Colin Charvis foi nocauteado por um tackle de Jerry Collins, jogador dos All Blacks, a seleção da Nova Zelânida. Tana Umaga parou de jogar, apesar de sua equipe estar em posição de ataque, para verificar se Charvis não havia engolido seu protetor bucal, pois percebeu que o galês estava tendo uma convulsão após o duro choque.

Ele o colocou na posição de recuperação e por este ato, o Conselho Internacional premiou Umaga com a Medalha Pierre de Coubertin, um prestigioso prêmio para aqueles que demonstram notável espírito esportivo. Umaga foi o primeiro neozelandês a receber o prêmio.

“Quando eu fui nocauteado Tana foi brilhante – eu estava inconsciente, mas ele me rolou e garantiu que eu não engolisse meu protetor bucal,” Charvis disse sobre o ato, o que possivelmente o salvou de danos mais graves.

Fair play: Jogador de rugby esquece o jogo para ajudar outro do time adversário que foi machucado 3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Isso mostra que há coisas na vida que são maiores do que apenas um jogo”, disse Martyn Williams, outro jogador galês. “Coisas piores podem acontecer na vida do que a derrota. Você deve acordar na manhã seguinte e seguir com a vida. Foi uma grande coisa que Tana fez.”

Diferente das medalhas dadas nas Olimpíadas, a Pierre de Coubertin não tem relação com o desempenho técnico do atleta, mas com suas qualidades morais e éticas e a demonstração do mais puro espírito esportivo. Ela tem o seu nome em homenagem ao criador dos Jogos Olímpicos modernos, Barão Pierre de Coubertin. Por este motivo, a medalha é considerada pelo COI como sua mais alta honraria.

Você pode ver o choque no vídeo, no entanto, no momento os produtores de televisão não perceberam o que Umaga estava fazendo, então não existem imagens claras na transmissão ao vivo, confiram o vídeo:

Texto de Diego Vieira

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,266,727SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Toque o botão do [email protected]#$-se e seja feliz!

Como ter uma vida dita "normal" depois que você é diagnosticado com Mal de Parkinson? Simples (e nos desculpem a expressão): ligando o botão...

Piauiense é a primeira enfermeira trans a possuir o nome social na carteira profissional

Daniele Ribeiro de Araújo, de 29 anos, nasceu em Guadalupe, a 345 km de Teresina, no Piauí. Formada em enfermagem e com pós-graduação em obstetrícia, ela...

Jovem cria varal e armário solidários, com doação de roupas e alimentos em Cotia (SP)

‘Se precisar, pegue, se puder, doe, se precisar e puder, faça a troca’.

Máquina de currículos ajudará refugiados a encontrar emprego em evento de moda em SP

A máquina de currículos Você acredita em destino?, do Projeto Estou Refugiado, foi instalada na 6ª edição paulista do Coletivo Carandaí 25, bazar de grandes marcas...

Mãe adapta carrinho de reciclagem para trabalhar e cuidar dos filhos durante a pandemia

A Elizabeth de Oliveira, de 26 anos, é daquelas mãezonas que enfrentam tudo por seus filhos. Todos os dias, ela leva suas duas crianças,...

Instagram

Fair play: Jogador de rugby esquece o jogo para ajudar outro do time adversário que foi machucado 5