Família muda de cidade para voltar a estudar em busca de uma vida melhor

Muitas coisas podem nos levar a fazer transformações profundas em nossa vida e, para esta família foi a busca por maiores oportunidades. Maurício Salazar Jorge e Suely Fontes Rodrigues viviam em Palmeiras, cidade pequena no interior do Mato Grosso do Sul, com seus 2 filhos e todos trabalhavam na fabricação de móveis rústicos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Flanelinha vira exemplo de superação ao ser aprovado em vestibular

Família muda de cidade para voltar a estudar em busca de uma vida melhor 1

A família inteira havia parado de estudar no ensino fundamental para se dedicar inteiramente ao trabalho, mas o corpo de Maurício começou a reclamar, depois de tantos anos de trabalho pesado, que incluía carregar e cortar madeira para fabricar os móveis. Apesar da ajuda constante da família, o serviço pesado ficava por conta dele mesmo. Foi aí que ele teve a ideia de voltar a estudar, o que acabou inspirando sua esposa e filho mais velho, Maxiel Rodrigues Jorge a fazerem o mesmo.

Porém, em Palmeiras só existiam escolas de ensino fundamental, então a família teve que mudar de cidade para que pudesse receber o tão sonhado diploma do ensino médio. Atualmente eles estão vivendo na capital, Campo Grande e percorrem cerca de 5 km de bicicleta, todos os dias, para irem até a Escola Estadual Brasilina Ferraz Mantero.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Família muda de cidade para voltar a estudar em busca de uma vida melhor 2

A decisão da família costuma dividir opiniões: “Tem gente que aplaude nossa decisão e tem gente que acha que é loucura”, afirma Maurício, mas o que importa é que, eles estão certos de que fizeram a escolha certa e já têm até planos de continuarem estudando. “Maxiel é desses que gosta de abrir televisão, arrumar as peças, o computador, vai ser inventor”, disse o pai orgulhoso do filho, que provavelmente estudará Engenharia ou algo ligado à tecnologia. Já a mãe pensa em ser enfermeira, mas ainda não tem certeza: “Eu gosto do Biologia, de Filosofia também”.

Os três estudam na mesma sala e se dizem satisfeitos com a experiência de unir família com estudos: “A gente não briga não. Sentamos juntos na sala de aula e em semana de prova a gente estuda aqui em casa antes”.

Família muda de cidade para voltar a estudar em busca de uma vida melhor 3

Suely diz que tem dificuldade em matemática, mas que graças ao filho tem garantido boas notas. O sonho desta família é o mesmo que milhões de brasileiros e eles nos mostram que quando a gente tem força de vontade, tudo é possível: “A gente vivia uma vida que, se não mudasse nada, íamos morrer daquele mesmo jeito. Mas tomamos uma decisão e sabemos que só por meio da educação isso vai melhorar. Nossos filhos estão trilhando seu próprio caminho pra não terminarem que nem a gente”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Família muda de cidade para voltar a estudar em busca de uma vida melhor 4

Com informações de Campo Grande News

Fotos: Roberto Higa

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,836,848SeguidoresSeguir
24,755SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

No Ceará, homem constrói poço dentro do quarto e compartilha água com moradores

Um morador da zona rural de Caucaia, no Ceará, cavou um poço de água num quarto da sua casa, para proteger da seca a família dele e a comunidade onde mora.

Matemático mostra que os números Fibonacci fazem parte da nossa vida

A matemática é lógica, funcional e simplesmente... fantástica. O matemágico Arthur Benjamin explora propriedades ocultas daquele conjunto de números estranhos e maravilhosos, a série...

AMA possibilita a 35 mil famílias terem acesso à água potável

A água mineral da Ambev, AMA, irá beneficiar quatro novos estados do semiárido: Alagoas, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Servente de pedreiro supera a depressão e faz sucesso nas redes sociais como modelo

Modelar e construir são duas funções que podem sim estar juntas. O jovem Francisco Albuquerque, de 26 anos, é quem prova que não precisam...

História do casal que se apaixonou na pré-escola e se reencontrou 24 anos depois vai fazer você acreditar no amor

Marcos Nery leu o nosso post sobre um casal que se conheceu na pré- escola e acabou se casando (leia aqui) e achou a história...

Instagram

Família muda de cidade para voltar a estudar em busca de uma vida melhor 6