Família deixa bergamotas para quem quiser pegar em frente à sua casa em Três Coroas (RS)

A vida sempre retribui em dobro para quem é generoso com o próximo – e quem ama bergamotas. Disso nós temos certeza e Glau Ross, que vive na cidade de Três Coroas, no Rio Grande do Sul, também.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Glau vive em uma casa com seu marido e filho Vicente, de 7 anos e no quintal de sua casa eles possuem 6 árvores bergamoteiras grandes, que foram plantadas pelos avós de seu marido. Todos os anos elas costumam dar muitas bergamotas (em outros Estados a fruta é conhecida como tangerina), mas no inverno de 2016 eram tantas frutas que Glau não sabia o que fazer com elas.

bergamotas
“Tu gosta de berga? Então leva umas pra casa! É de graça”. Glau escreveu em um dos cartazes para que qualquer um pudesse levar

Ela e sua família costumam repartir as frutas entre os amigos e vizinhos, mas desta vez eram tantas que eles não estavam dando conta. Até que um dia Glau passou em frente a uma frutaria e viu que haviam bergamotas para vender e várias pessoas comprando. “Pensei que não teria cabimento eu com tanta fruta em casa e outras pessoas pagando para tê-las”, contou Glau ao Razões para Acreditar.

Ela conversou com seu marido e depois de alguns dias, junto com o filho embalaram algumas bergamotas em saquinhos e deixaram na frente de sua casa para quem quisesse pegar. Glau deixou todos os saquinhos em cima de uma mesa, com um cartaz escrito que era para pegar, e o melhor: de graça!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Sempre ofereço para as pessoas virem buscar, mas acabam vindo poucas. Então, me surgiu a ideia de colocar na calçada, em frente a minha casa. Minha rua é bem movimentada. Por isso coloquei perto do horário do pessoal sair de seus empregos na hora do almoço. Fechei a porta da sala porque não queria deixar ninguém constrangido, uma vez que o intuito era apenas oferecer algo para as pessoas.”

Glau disse ainda que a reação das pessoas foi engraçada, quase incrédulas do que viam: “Algumas paravam, liam o cartaz, olhavam para os lados ou para a pessoa que a acompanhava e levava um pacote. Outras batiam palmas no portão pra perguntar se realmente poderiam levar e se era mesmo de graça. Então agradeciam. E muitos liam o cartaz, pensavam um pouco, pegavam um pacote e saiam sorrindo.”

No final, Glau disse que ficou extremamente feliz em poder ajudar os outros e doar sem esperar nada em troca. Glau faz brigadeiros para vender e disse que seu filho, apesar de pequeno, ficou contente em poder participar desta bela ação e que ela e seu marido o ensinam desde pequeno a fazer o bem e a ser solidário com os outros. “Procuramos desenvolver essa cultura com ele, de solidariedade, de olhar para além do próprio umbigo. De que quando damos, ou nos movemos em direção daquele que precisa, acabamos recebendo muito mais que somos capazes de receber. E já vejo essa consciência nele.”

Leia também: Morador planta videira de ‘enfeite’ e hoje fornece uva pra toda a vizinhança

Ela explicou que a história só veio a tona agora porque ela não havia publicado em nenhum lugar, pois não queria ganhar nada com isso, pois a intenção era só ajudar, mas quando conversamos com ela, Glau entendeu que o exemplo é inspirador e por isso concordou que publicássemos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Penso que quando alguém fizer uma boa ação, seja ela qual for, vista ou não, o sentimento de gratidão é tão bom, que a impulsiona a fazer mais.” É nisso que a gente acredita Glau. 😉

bergamotas rio grande do sul

bergamotas

Fotos: Glau Ross – Reprodução autorizada

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,637,823SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto renova guarda-roupa de pessoas passando por transição de gênero

No processo de transição de gênero, uma coisa que muda tanto quanto o corpo do homem ou da mulher trans é o seu guarda-roupa....

Idoso esquece óculos, faz aposta ‘errada’ e ganha o equivalente a R$ 900 mil na loteria

O quão azarado você precisa ser até se tornar sortudo?! Bom, o inglês Denis Fawsitt fez tudo errado dar certo e ganhou £ 116.124...

Vizinhos italianos dão um jeito super criativo de fazer um brinde à distância; veja o vídeo

Quem quer arruma um jeito. Quem não quer arruma uma desculpa! 😆 Sorte que esses vizinhos italianos deram um jeito - super criativo por sinal...

Nós somos a maioria

Li que os maiores executores dos crimes ordenados por Hitler não eram homens cruéis, doentios. Mas simplesmente comuns, como eu ou você.Acordavam, faziam seus...

ONG cria espaço adaptado para onça-pintada cega em Goiás

A onça-pintada Merlin foi vítima de caça e resgatado há três anos, no Maranhão, após levar um tiro na cabeça que provocou uma lesão...

Instagram