Famílias criam projeto que recolhe lixo de praias de Peruíbe (SP) voluntariamente

Três famílias apaixonadas por Peruíbe, no litoral Sul de São Paulo, se juntaram para recolher o lixo das praias da região. Batizaram o projeto de “Família Catalixo” e a missão é conscientizar o maior número de pessoas, turistas e residentes, de que “o seu lixo é de sua responsabilidade”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mais do que um dever de qualquer cidadão, uma das idealizadoras do projeto, Fabíola Rodrigues, afirma que é uma forma de preservar a natureza. Mas conscientizar pelo exemplo, botando a mão na massa, ao invés de apenas dizer que lugar de lixo é no lixo.

Leia também: No litoral de SP, quem recolher lixo da praia ganha aula grátis de stand up paddle

A ideia surgiu numa conversa com a amiga Fabiana Cabral sobre o aumento do lixo nas praias de Peruíbe. Concluíram que uma forma de amenizar o problema seria levando saquinhos nas suas caminhadas. Em novembro de 2018, um amigo saiu do mar carregando sacos plásticos: a ideia do “Família Catalixo” ganhava mais força.

famílias recolhem lixo praias peruíbe

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“As famílias resolveram se juntar a nós duas para fazer a coleta. Nós não moramos em Peruíbe, mas a gente não se considera turista. Temos casa de veraneio na cidade há mais de 20 anos, e temos uma longa história de amor pela cidade”, disse Fabíola ao Razões para Acreditar.

famílias recolhem lixo praias peruíbe

O projeto começou oficialmente em janeiro de 2019 e conta com uma página no Instagram, onde divulgam as ações do grupo e convidam mais pessoas a participar. Em janeiro, foram 10 ações. Fabíola conta que a intenção é fazer pelo menos uma coleta por mês, já que todos moram em São Paulo.

“Todo o lixo que recolhemos é descartado nas lixeiras da Prefeitura, localizadas na praia mesmo, até porque a cidade não tem coleta seletiva”, afirma.

famílias recolhem lixo praias peruíbe

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Vovó de 70 anos passa o ano tirando lixo de 52 praias

Segundo ela, os lixos mais comuns são as bitucas de cigarro (“em primeiríssimo lugar”), canudos plásticos, garrafas PET e latinhas. Mas Fabíola diz que eles encontram de tudo, pasmem: desde absorventes, fraldas sujas, pinos de drogas até camisinhas. Coisas realmente difíceis de acreditar!

famílias recolhem lixo praias peruíbe

Com luvas apropriadas, o “Família Catalixo” deposita o lixo recolhido em sacolas de 3 litros: “Já chegamos a recolher mais de 200 kg de lixo em pouco mais de 2h de caminhada em um pequeno trecho”. Fabíola ressalta que o grupo não tem apoio externo nem tem interesse: é por amor à Peruíbe!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

famílias recolhem lixo praias peruíbe famílias recolhem lixo praias peruíbe

É como se a gente estivesse cuidando do quintal da nossa casa. É gratificante, mas também revoltante quando a gente para perto de uma barraca e vê o pessoal sem consciência. Tudo é jogado no chão. Mas quando a gente termina o que tá fazendo é uma sensação, assim, de gratidão e amor. Faz a gente se sentir tão bem que não dá vontade de parar”, destaca Fabíola.

famílias recolhem lixo praias peruíbe

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

famílias recolhem lixo praias peruíbecrédito das fotos: Reprodução/Família Catalixo

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

996,688FãsCurtir
1,941,506SeguidoresSeguir
9,717SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

USP cria ventilador pulmonar de baixo custo com tecnologia 100% brasileira

Cientistas da USP desenvolveram um protótipo de ventilador pulmonar emergencial capaz de ser produzido em massa para atender a demanda hospitalar de pacientes infectados...

Homem planta 152 milhões de árvores e refloresta manguezal sozinho no Senegal

Um homem aposentado plantou incríveis 152 milhões de árvores em um intervalo de 10 anos às margens do rio Casamansa, no Senegal. Plantando sem parar...

Nesse hotsite especial agrupamos vagas home office para ajudar você

Por conta do coronavirús, as empresas estão adotando o home office para driblar a crise. Para ajudar você que perdeu ou busca por um...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Cliente antecipa pagamentos para salão de sobrancelha passar por crise do coronavírus

A servidora pública Débora Benon, de Brasília (DF), tinha uma viagem planejada com o marido e os três filhos no início de abril. Mas veio...

Instagram