FedEx Express recicla uniformes de seus funcionários e produz sete mil cobertores para doação

A FedEx Express realizou a sexta edição do seu programa de reciclagem de uniformes antigos dos funcionários. A iniciativa transforma os uniformes em cobertores, que são enviados a instituições beneficentes. Desde o seu lançamento, o programa beneficiou mais de 20 ONGs e cerca de 7.000 pessoas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para esta edição, mais de quatro toneladas de uniformes foram coletadas pela empresa em suas filiais espalhadas pelo Brasil. Com este volume, foi possível confeccionar sete mil cobertores, mais que o dobro da produção atingida no último ano da campanha.

Deste total, 4.900 unidades serão destinadas à população em situação de vulnerabilidade social e 2.100 cobertores, confeccionados em tamanho e espessura menores, irão para abrigos que cuidam de animais que estão para adoção. O projeto visa proporcionar o descarte correto das peças, ao mesmo tempo que integra uma série de contribuições sociais, econômicas e ambientais.

Foto: Divulgação

“Ao reciclar os uniformes, transformando-os em cobertores, conseguimos impactar positivamente o meio ambiente e a comunidade local. Temos orgulho deste programa e, especialmente neste ano, devido aos reflexos da pandemia da COVID-19 na sociedade, nos sentimos ainda mais realizados em poder ajudar aqueles que precisam, diz Gustavo Kornitz, diretor de Marketing da FedEx Express no Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sustentabilidade

Em março deste ano, a FedEx anunciou a meta de alcançar operações neutras em carbono globalmente até 2040. A empresa está destinando inicialmente mais de US﹩ 2 bilhões de investimentos em três áreas-chave: veículos elétricos, energia sustentável e sequestro de carbono. Isso inclui uma colaboração com a Universidade de Yale no valor de US﹩ 100 milhões para ajudar na criação do Yale Center for Natural Carbon Capture (Centro Yale de Captura de Carbono Natural), cujo objetivo é acelerar pesquisas de métodos de sequestro de carbono em escala.

No Brasil, a empresa também faz investimentos locais para tornar sua operação mais sustentável. Entre as ações está a renovação constante da frota, atualmente composta por cerca de 2.900 veículos. Nos últimos anos foram adquiridos aproximadamente 800 veículos de diferentes tipos, como carretas e caminhões. Como resultado, a idade média da frota reduziu de 7,6 anos no ano fiscal 19 (2108/2019) para 5,6 anos atualmente, sendo uma das frotas mais jovens do mercado brasileiro.

Foto: Divulgação

Outra frente de ação é a introdução de veículos elétricos em maior escala na operação. O objetivo global da companhia é fazer com que, até 2025, 50% das compras de veículos para coleta e entrega da FedEx Express sejam de modelos elétricos, aumentando para 100% de todas as compras até 2030. A empresa espera, em 2040, ter toda a frota de coleta e entrega de pacotes composta por veículos elétricos com emissão zero.

Com o programa de transformação de uniformes em cobertores, a FedEx Express contribui para a redução da produção de resíduos e da poluição do meio ambiente. A ação evitou a emissão de cerca de 59 toneladas de gases de efeito estufa apenas neste ano – compensação equivalente ao plantio de 415 árvores. O projeto promoveu, ainda, a geração de renda compartilhada ao trabalhar com cooperativas. Ao todo, desde o seu início, o programa impediu que cerca de 150 toneladas de gases de efeito estufa fossem liberados no meio ambiente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer mais uma história inspiradora? Dá o play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,977,926SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

No ES, prefeito cancela carnaval para investir em educação e saúde

Vocês se lembram daquele prefeito maravilhoso de Colatina, no Espírito Santo, que foi pego de surpresa enquanto plantava as mudas dos canteiros da cidade...

55 anos, 7 filhos e um sonho: gari aproveita a quarentena para se formar na faculdade

"Para quem sonha na vida, não lhes dê um motivo para fracassar". Com esta frase, a filipina Ofelia Mondaya nos ensina a jamais desistir...

Menina de 7 anos emociona ao construir reservatório para animais abandonados

A inocência das crianças sempre vem junto com a bondade. Giovanna, de apenas 7 anos, é a prova disso.

Paraense recebe prêmio de melhor professora do Brasil

No dia 29 de dezembro foi comemorada a 11ª edição do Prêmio Professores do Brasil. A professora paraense Lília Melo foi agraciada como a...

Nova heroína da Marvel é uma mãe tentando sobreviver com a família na Síria

A história é baseada em relatos reais sobre uma mulher anônima.

Instagram