Mãe adotiva tem ideia maravilhosa para trabalho de escola da filha que pediram “foto da barriga”

Esta matéria foi publicada originalmente no site Tudo Sobre Minha Mãe e gostaríamos de dividir com vocês.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Algumas situações nos apresentam desafios, mas Junya Sant Anna, soube lidar com amor e criatividade quando sua filha adotiva, Bárbara, chegou em casa dizendo de um trabalho escolar que ela teria que fazer. O trabalho consistia em fazer um álbum de fotos da mãe grávida, dela recém nascida, do momento do nascimento e outros fatos marcantes de sua primeira infância.

A solução para as fotos de grávida foi recortar um buraco em uma velha camiseta branca, fazer a filha “entrar” no buraco e fazer uma foto de frente para o espelho. Dessa maneira, pareceu que Bárbara estava na barriga da mãe. A maneira bem humorada de fazer esse trabalho mostra que, elas já estão acostumadas a levar a vida de um jeito leve e otimista: “Eu tirando a foto e ela morrendo de rir em frente ao espelho”, disse Junya ao site Tudo Sobre Minha Mãe.

Relacionado: Bebê de 2 anos grita “papai” após fim do processo de adoção

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desde muito pequena, Bárbara sabe que é adotada e, elas sempre conversaram muito abertamente sobre o assunto. A solução de ser verdadeira já faz parte da realidade das duas: “A minha solução foi ser verdadeira como eu sempre fui. Nós sempre rezamos pela outra mãe dela. E eu sempre repito que ela teve muita sorte por ter tido 2 mães”.

Junya é microempresária e passou 5 anos fazendo tratamento para engravidar, na época em que ainda era casada. Depois de várias tentativas frustradas, ela decidiu entrar na fila para adoção, contra a vontade do marido. Algum tempo depois eles se separaram, mas ela continuou na fila e, após 3 anos, Bárbara chegou, quando ela ainda não tinha nem berço em casa.

A vida sempre nos surpreende e, quando Bárbara não tinha nem um ano de idade, Junya acabou engravidando sem querer, de um ex namorado, quando tinha 44 anos. Hoje, eles já não estão mais juntos, mas ele é um excelente pai, para as duas meninas. Junya afirma que, de vez em quando, sofre algum tipo de preconceito e as pessoas ficam fazendo perguntas por estranharem que, Gabriela, a filha mais nova, é branca, enquanto Bárbara é negra. Mas a solução encontrada por ela, é sempre dando respostas bem humoradas, que desconcertam qualquer um.

O trabalho fez tanto sucesso, que Bárbara se diz orgulhosa de ter sido a única criança que teve o trabalho apresentado pela professora. A questão da adoção é tratada com naturalidade na casa delas. Junya faz questão de dizer à filha, o quão sortuda ela é, por poder ter duas mães e, juntas, sempre rezam pela mãe biológica de Bárbara: “Eu sempre enfatizei dela ter orgulho de quem ela é. Eu não estou criando uma filha coitadinha por ser adotiva. Eu quero criá-la para ser uma mulher forte e independente”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Matéria originalmente publicada no site Tudo Sobre Minha Mãe

Fotos: Junya Sant Anna / arquivo pessoal

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

995,785FãsCurtir
1,922,545SeguidoresSeguir
9,396SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Magazine Luiza doa 1.000 colchões e travesseiros para moradores de rua em Belém (PA)

Desde o último sábado (21), o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, passou a receber centenas de pessoas em situação de rua da Região Metropolitana...

Após ver família comendo restos do lixo, homem abre restaurante para servir pessoas carentes

O dono de um restaurante em Vila Velha (ES) abriu seu estabelecimento para atender gratuitamente pessoas em situação de rua durante a pandemia de...

Angelina Jolie doa R$ 5 milhões para manter merenda de alunos durante quarentena

A atriz Angelina Jolie, 44 anos, doou US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) para manter a distribuição de merendas escolares para crianças de baixa...

Idosa de 87 anos confecciona máscaras de proteção para distribuir gratuitamente no MA

Sem conseguir encontrar máscaras de proteção, a professora, bióloga e engenheira civil Renatha Costa uniu forças com sua avó, dona Bernarda, 87 anos, para...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Instagram