Filha de diarista e cobrador de ônibus é aprovada em Medicina na USP e Unicamp aos 21 anos

De Paulínia, interior de São Paulo, para o mundo, a estudante Monaliza Ávila, 21 anos, foi aprovada em Medicina após concorrer com mais de 34 mil estudantes de todo o Brasil. Sua origem humilde não a impediu de realizar seu grande sonho de passar na Unicamp.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Durante a adolescência, Monaliza cursou o ensino fundamental em uma escola estadual e o ensino médio em colégio municipal de Paulínia. Depois, fez a Prova de Bolsas do Anglo Paulínia e conseguiu uma bolsa de estudos para cursar o Extensivo Pré-Vestibular da escola e, futuramente, cursar Medicina.

Após 4 anos de cursinho, 3 deles na “Turma MED”, modalidade voltada para quem quer ingressar no curso, a jovem humilde foi aprovada em Medicina. “Nós não teríamos condições de pagar todos esses anos de cursinho sem a bolsa, somos muito gratos a Deus e à escola, e muito orgulhosos da nossa filha”, diz Adriana Barbosa Ávila, mãe de Monaliza.

Filha de diarista e cobrador de ônibus é aprovada em medicina aos 21 anos
Foto: Anglo Paulínia

Rotina puxada

Antes da pandemia de Covid-19, Monaliza ia para a escola às 7h da manhã e saía de lá às 22h. “Eu vivia dentro do quarto estudando. Acordava e ia dormir estudando. Minha mãe vivia brigando comigo, falando para eu sair um pouco do quarto”, lembra a estudante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apesar de nunca terem se formado no ensino médio, sua mãe, que trabalha como diarista, e seu pai, que é cobrador de ônibus, sempre apoiaram a jovem a continuar estudando para realizar o sonho da Medicina.

Antes de passar na Unicamp, Monaliza foi aprovada em Medicina em várias universidades federais e estaduais, como a UFMA (Universidade Federal do Maranhão), a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), a UESPI (Universidade Estadual do Piauí), a UFBA (Universidade Federal da Bahia) e a USP (Universidade de São Paulo).

“Essas aprovações ao longo dos anos foram me incentivando a não desistir do meu sonho, mas nunca quis deixar meus pais e sair de casa, até porque fora daqui teria despesas com moradia e alimentação que eles não teriam condições de bancar”, conta a jovem.

Parabéns pela garra, Monaliza! Você é sortuda demais pelos pais que tem 🥰👏

Fonte: Anglo Paulínia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mais histórias sobre determinação e sonhos realizados? Temos! Dá o play e conheça a guerreira Luakam!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Filha de diarista e cobrador de ônibus é aprovada em Medicina na USP e Unicamp aos 21 anos 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,145,534SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brinquedo escondido em sabonete melhorou em 70% hábitos de higiene nas crianças

Para chegar ao brinquedo, elas precisam usar o sabão lavando as mãos. Assim as crianças aprendem e criam esse importante hábito higiênico.

[VÍDEO] Filhos compram triciclo para mãe que sempre sonhou em andar de bicicleta

Quando criança, uma das nossas principais paixões é andar de bicicleta. Seja sozinho ou com os amigos. Para essa palestina, a bike sempre foi...

Este cachorro ficou 3 horas sozinho e foi tempo suficiente para ‘redecorar’ a casa toda

Quem tem um bicho de estimação em casa sabe que pode passar por diversas situações que vão muito além dos momentos de ternura, existem...

Após ser constrangido em agência, haitiano recebe ajuda de PMs em Santa Catarina

O imigrante haitiano Luckner Gaspar mudou-se para o Brasil recentemente na esperança de dias melhores e mais prósperos para ele e sua família. Ele...

Pela 1ª vez em 20 anos, exótica espécie de golfinhos é avistada no Chile

Pela primeira vez em duas décadas, golfinhos-lisos-do-sul foram avistados no Estreito de Magalhães, uma das maiores e mais importantes passagens naturais entre os oceanos...

Instagram

Filha de diarista e cobrador de ônibus é aprovada em Medicina na USP e Unicamp aos 21 anos 3