Filha ilustra história infantil de pai, que ganha desenho de Ziraldo

Uma filha realizou um grande sonho do seu pai a poucos dias dele completar 60 anos de idade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Há 26 anos, o pai de Ligia Taddeo participou de um concurso de história infantil com o desenho de uma boca que não sabia o que fazer durante as férias. A boca pediu ajuda para as outras partes do corpo e a melhor sugestão foi a do cérebro: comer um delicioso bolo de chocolate.

Leia também: Paciente fã do Michael Jackson ganha surpresa de médico

O cartunista Ziraldo, criador do Menino Maluquinho e um dos jurados do concurso, ficou encantado com a história criada por Luís Taddeo. Ziraldo ligou para o pai de Ligia, o parabenizou e cogitou publicar a história junto com Luís. Mas, os anos foram passando e a publicação acabou não acontecendo.

“Passado todo esse tempo, para presentearmos meu pai com algo diferente e especial, resolvemos “reabrir o caso””, escreveu Ligia em um post na sua conta pessoal do Facebook.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela, sua irmã e sua mãe encontraram a história original, mandaram ilustrá-la e entraram em contato com Ziraldo para explicar a ideia do presente. O cartunista achou o máximo e deu sua contribuição: “Com seus traços, ele o desenhou fazendo o que mais gostou de fazer na vida: ser médico”.

Elas entregaram os dois presentes para Luís no último dia 7 de setembro. Os olhos de Luís encheram de lágrimas quando ele abriu o pacote. “Quando ele abriu o pacote, vi seus olhos encherem de lágrimas emocionado. ‘Mas vocês fizeram tudo isso mesmo? Foi o Ziraldo mesmo que autografou?’”, lembra Ligia.

Leia o relato na íntegra:

“Se você gosta de uma boa história, leia esse post até o final.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Meu pai faz 60 anos semana que vem. E, ontem, entreguei o presente que eu, minha irmã e mãe temos arquitetado desde o mês de Maio.
Há 26 anos, meu pai participou de um concurso de história infantil com a sua criação sobre uma boca que não sabia o que fazer durante as férias. Após perguntar para outras partes do corpo (olho, mão, nariz, etc), a sugestão do cérebro foi de que ela passasse seu tempo comendo um delicioso bolo de chocolate.
Ziraldo, o criador do Menino Maluquinho e também jurado do concurso em questão, ligou para o meu pai parabenizando-o pela sua história naquela ocasião. Nessa conversa, surgiu a possibilidade de uma publicação em conjunto.
Mas isso nunca aconteceu.
Passado todo esse tempo, para presentearmos meu pai com algo diferente e especial, resolvemos “reabrir o caso”.
Encontramos a história original, mandamos ilustrar e entramos em contato com Ziraldo, que adorou a nossa iniciativa e se propôs a autografar o livro recém-nascido.
E o mais legal é que ele gostou tanto da nossa ideia que também fez um presente para o meu pai. Com seus traços, ele o desenhou fazendo o que mais gostou de fazer na vida: ser médico.

Ontem entreguei esses dois presentes embrulhados juntos. Quando ele abriu o pacote, vi seus olhos encherem de lágrimas emocionado. “Mas vocês fizeram tudo isso mesmo? Foi o Ziraldo mesmo que autografou?”.
Sim, pai, tudo isso mesmo. E você merece até mais pela pessoa que é.

Meu pai faz 60 anos esse ano. E parafraseando o Ziraldo: Viva o Luís Taddeo!

Agradecimento especial ao Giovanni Pedroni, ilustrador maravilhosíssimo que fez um lindo trabalho…”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito da foto: Reprodução/Facebook Ligia Taddeo

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,993,160SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Essa pré-escola no Japão transforma tudo em brincadeira

Era uma escola muito engraçada, sem paredes, com teto transparente para que as crianças possam ver seus colegas, toda circular e móveis feitos para a...

Dono de pizzaria compra forno para funcionário fazer bolos e cria marca com o nome da mãe dele

Isso nem é patrão, é irmão mesmo! Aconteceu na Paraíba. O dono da pizzaria conheceu a história do funcionário, que fazia bolos e que...

A bailarina que nasceu nas favelas do Rio e hoje dança em umas das maiores companhias de balé de NY

A bailarina ainda viu seu rostinho estampado em vários cartazes pelos metrôs da cidade em sua última temporada.

Pai e filho transformam antigo ônibus escolar em casa itinerante movida a energia solar

A nova casa demorou três meses para ficar pronta, e ela tem tudo: banheiro, cozinha, quarto e todos os equipamentos necessários para o mínimo de conforto, inclusive aquecedor e ar-condicionado.

Projeto resgata plantas abandonadas no Rio e entrega para quem quiser cuidar

Não abandone ou jogue no lixo as plantinhas, doe para quem tem boa vontade e tempo para cuidar delas.

Instagram