Filho de Solimões diz: ‘Meu pai assumiu que eu era gay antes de mim’

O cantor Gabriel Felizardo, 20 anos, filho do sertanejo Solimões, concedeu uma entrevista recentemente e relembrou momentos de sua vida, especialmente a adolescência, quando contou pela primeira vez à outra pessoa que gostava de meninos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gabriel, carinhosamente apelidado de “Gabeu”, também afirmou que seu pai já sabia que ele era gay antes mesmo dele se assumir. Inclusive, o sertanejo abençoou o namoro do filho, relembre aqui.

“Com 14 anos eu comecei a fazer teatro. Eu era super teatral, gostava de arte. E na cabeça do meu pai funcionava assim: ‘Ele não gosta de futebol, quer fazer teatro’… ele foi fazendo um “checklist” e meu pai fala que ele assumiu que eu era gay antes de mim. No teatro eu fiz o meu maior círculo de amizade e tinha muito gay nesse grupo, estávamos passando pelo mesmo processo e nós saímos juntos do armário, mas cada um no seu tempo”, contou Gabeu, que lançou o “pocnejo” recentemente no canal do YouTube Guardei no Armário.

[A Ana Paula é uma mulher trans e foi acolhida pela dona de um salão de beleza, após ter sido vista comendo comida do lixo. Tatiana criou uma vaquinha online para ajudar a moradora de rua a recomeçar sua vida do zero, saiba como ajudar aqui.]

Sempre animado e bem-humorado, Gabeu também relatou como foi contar para o pai que era gay, aos 16 anos. O jovem preferiu se assumir primeiro para Solimões, que havia se separado da mãe de Gabriel pouco tempo antes. “Assim, se desse algo errado não precisaria conviver com ele”. A ideia deu certo e o sertanejo apoiou o filho, mas fez uma série de perguntas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

'Meu pai assumiu que eu era gay antes de mim', diz filho de Solimões
Foto: Reprodução/Instagram

“Foi engraçado de certa forma porque meu pai começou a fazer perguntas para mim: ‘Você tem namorado?’, ‘você gosta de se vestir de mulher?’, ‘qual a diferença entre gay e homossexual?’… e aí parece que eu comecei a dar uma aula para ele. O que eu admiro no meu pai é que muitos tratam o assunto como tabu e nem falam sobre o assunto, mas o meu chega para mim e pergunta as coisas descaradamente”, disse aos risos.

A marca Opaloka é parceira do Razões e apoia a causa LGBT, clique aqui e siga o perfil.

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: iBahia

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Empresa constrói parque eólico para movimentar fábricas sem a emissão de C02 nos EUA

A P&G (Procter & Gamble) anunciou nessa segunda-feira, 19/10, que as fábricas nos Estados Unidos onde são produzidos seus produtos para cuidados com o...

Senhora que aprendeu a ler aos 67 anos se forma na universidade

A dona Leonides Victorino, de 97 anos, passou a infância trabalhando na lavoura, na Zona da Mata de Minas Gerais. Ela também trabalhou como...

Este casal de idosos tirou a mesma foto em diferentes épocas do ano, e a última delas vai te emocionar

Esse casal de idosos resolveu registrar a cada nova estação do ano o desenvolvimento do seu jardim, mas não apenas isso: com esse registro...

Depois de 15 anos, confeiteira que foi humilhada volta a sorrir: prepara o lencinho!

A Cida ficou conhecida após uma mulher humilhá-la dizendo que o bolo que ganhou era pequeno demais.

Ex-bilionário doa sua fortuna para educar crianças na Irlanda

Você não deve ter ouvido falar de Chuck Feeney, pois em sua vida sempre fez de sua passagem, uma pessoa bem anônima. Chuck nasceu...

Instagram

Filho de Solimões diz: 'Meu pai assumiu que eu era gay antes de mim' 2