Filho trans de Marcelo Tas faz carta relatando a importância do amor incondicional de sua família

O Programa Saia Justa do GNT, recebeu no último dia 08 deste mês, Marcelo Tas, que dispensa apresentações. Marcelo tem um filho trangênero, que hoje se chama Luc, que nasceu como menina com o nome de Luiza. O programa teve vários momentos com citações inteligentes sobre o assunto, mas uma palavra que todos falavam o tempo todo foi: AMOR.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Luc, escreveu um texto a pedido do programa falando da sua história e de como o apoio da família e o amor é fundamental para os transexuais no periodo de aceitação e transição.

foto_luc1

Veja a carta na integra:

“Ter o apoio da minha família às minhas identidades sempre foi fundamental. Eu lembro que, quando era adolescente e falei para eles que era bissexual, a única reação que eu tive foi de amor incondicional e de apoio, algo que eu infelizmente via que para muitos dos meus amigos não era a norma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Definitivamente para dizer para a minha família que eu era ‘trans’, que era um menino, foi o mais difícil. Primeiro porque foi um processo longo para mim de autoconhecimento, e por muito tempo tentei negar para mim mesmo a minha identidade, em grande parte por medo de rejeição da minha família, dos meus amigos, das pessoas à minha volta. Tem muita gente ‘trans’ que fala que “sempre soube”. Eu não sou uma dessas pessoas. Eu era moleque quando criança, não gostava de boneca nem de rosa, mas honestamente para mim isso não tem nada a ver com ser ‘trans’. Isso tem a ver com sermos pessoas com gostos e afinidades distintas. Entender o meu gênero foi um processo que não tocou muito nisso, e nem na minha orientação sexual. Foi e segue sendo algo totalmente diferente.

No final das contas, me baseei na experiência de outras pessoas ‘trans’ que eu conhecia e mandei uma carta para os meus pais, explicando tudo, para que eles pudessem digerir no tempo deles e ter um espaço deles antes de falarem comigo. De novo, a reação deles foi de apoio incondicional e, por isso, eu digo que sou muito sortudo. Com pessoas ‘trans’ é ainda menos comum o apoio dos pais e é, na minha experiência, ainda mais fundamental, porque o mundo realmente não foi construído para abarcar pessoas como nós. Hoje em dia, a família no geral ainda dá umas escorregadas nos pronomes, mas são sempre muito atenciosos, fazem seu melhor, e cada dia as coisas estão mais bacanas. O mesmo com os meus amigos.

Não consigo imaginar como nada disso teria sido sem o apoio da minha família. Definitivamente, muito mais difícil, quase impossível. Acho que independentemente do que cada um de nós acredita que faz alguém ser trans, gay ou bi (biologia, criação, escolha própria, etc) as pessoas vão crescer se identificando da forma como quiserem e não cabe a ninguém tentar mudar isso. A verdadeira escolha com a qual a família se depara é: amar e apoiar seus filhos, irmãos, pais, e parentes que são LGBT ou deixá-los, causando neles e em toda a família um enorme impacto, sofrimento, e distanciamento.
Eu e minha família tivemos a felicidade de estarmos na primeira opção.”

Luc Athayde-Rizzaro

A atitude de pessoas públicas que expõem suas histórias pessoais, incentivam e mostram a muitas pessoas caminho, informação e principalmente esperança. Obrigado Marcelo Tas e Luc, por dividir a história de vocês. Assista a um trecho do programa aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Nicholas Athayde-Rizzaro

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,782,693SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Faça parte do ‘Movimento Be de Natal – Uma causa pelos Idosos’ e ajude um lar de velhinhos

Até o próximo dia 25, o Movimento Be pretende arrecadar R$ 20 mil reais, através da plataforma de financiamento coletivo Kickante, para a compra...

Ashton Kutcher faz linda declaração de amor para o irmão com paralisia cerebral

O ator emocionou o público presente em uma premiação que nomeia pessoas que se destacam pelo seu caráter.

Covid-19: Alemanha adapta unidades de saúde móveis para Brasil com investimento de R$ 31 milhões

Em um bonito gesto de solidariedade diante da falta de leitos e UTIs no seu limite de ocupação no Brasil, a Alemanha, através do...

Homem cria grupo de tricô para ajudar dependentes a largarem as drogas

Teve um tempo que Nelson Mendonça achou que não conseguiria mais largar a dependência química. Foram mais de 20 anos lutando contra o vício que...

Instagram