Fisioterapeuta atende gratuitamente vítimas de violência no Complexo do Alemão

Devolver a dignidade e reintegrar à sociedade os moradores do Complexo do Alemão, um dos maiores conjuntos de favelas do Rio de Janeiro (RJ).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Esse é o principal objetivo da fisioterapeuta Mônica Albuquerque, que há 14 anos com o Instituto Movimento e Vida, oferece tratamento para os moradores dessas comunidades. Mônica realiza semanalmente mais de 100 atendimentos.

São pacientes que apresentam sequelas de balas de arma de fogo, derrames, câncer e paralisia cerebral, e também sequelas diretas e indiretas da falta de assistência dos serviços públicos.

Infelizmente, o Instituto Movimento e Vida não retomou suas atividades este ano por falta de verba.

Para retomar as atividades, criamos uma vaquinha na VOAA. O valor dará suporte ao projeto por pelo menos dois meses. Clique aqui e contribua.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

fisioterapeuta do Morro do Alemão com criança
Dra. Mônica faz um trabalho incrível com os moradores das comunidades. Foto: Arquivo pessoal

O valor é emergencial mesmo. É para os materiais que usamos nos atendimentos como de higienização do Instituto, além de água, luz e o temido IPTU que vem com taxa de incêndio e vigilância sanitária. Vem tudo esse período”, explicou a doutora.

Mesmo com a realização de bazares e pedido de doações, o Instituto não tem materiais e ferramentas suficientes para atender os pacientes.

A coisa está séria. Estamos com portas fechadas e o reflexo já dá sinal. O Instituto Movimento e Vida não tem como retornar às atividades no momento. Isso é muito grave. Significa mais vidas sem tratamento”, afirmou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Instituto é referência de fisioterapia para pessoas que não podem pagar

A ideia de ajudar as pessoas começou em um encontro da fisioterapeuta com uma mãe e seus dois filhos dentro de um ônibus.

Em 2006, a ideia ganhou forma, em um local improvisado, foi construído um espaço para oferecer fisioterapia a pessoas com necessidades especiais: o Projeto Paloma (A Pomba da Paz).

Foram 11 anos de atendimento com poucos recursos. Apesar da alegria e satisfação de Mônica, ainda era pouco.

fisioterapeuta do Morro do Alemão com voluntários
O projeto conta com voluntários e doações. Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mônica e seu esposo Antônio José sonharam juntos com a criação do Instituto Movimento e Vida e com o auxílio de amigos conseguiram tornar esse sonho realidade.

Foram anos de obras e lutas para colocar o espaço de pé. Em meio à alegria com a tão sonhada abertura do Instituto, Mônica perdeu Antônio, que morreu em 2016.

Mas, com a ajuda de seus amigos, conseguiu inaugurar o espaço em 2017.

fisioterapeuta do Morro do Alemão com mães e crianças
Foto: Arquivo pessoal

“O ano de 2020 ainda não começou para o Instituto”

O Instituo Movimento e Vida se mantém apenas com as doações do que arrecada em eventos beneficentes realizados ao longo do ano.

No entanto, os valores arrecadados continuam não sendo suficientes para manter aberto o espaço duas vezes por semana de 13h às 17h e sequer expandir os dias de atendimentos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por voaa – a vaquinha do razões (@voaa_vaquinhadorazoes) em

“Precisamos aumentar o número de pacientes atendidos. A cada dia, surgem mais e mais pessoas com necessidades especiais e desamparados pelos SUS. Lamentamos negar atendimento aos pacientes graves (a maioria) que nos procuram todas as semanas”.

Vamos ajudar o projeto a iniciar as atividades este ano? Clique aqui e contribua!

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Fisioterapeuta atende gratuitamente vítimas de violência no Complexo do Alemão 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,975,261SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Doritos lança no Brasil tortilhas nas cores do arco-íris e destina renda à casa de acolhimento LGBT

Há dois anos, mostramos aqui no Razões uma iniciativa incrível de Doritos: o lançamento de Doritos Rainbow nos Estados Unidos e México com tortilhas nas...

[VÍDEO] Filho aparece de surpresa e emociona pais em reencontro após meses distantes: “Sentimento de outro mundo”

Final de ano, vésperas do Natal e muuuuita saudade acumulada. Cenário para um reencontro daqueles! Enfim, a espera acabou e as cenas que você...

Google altera algoritmo para busca por “lésbica” trazer menos pornografia e mais informação

O Google alterou seu algoritmo de pesquisa para que uma busca pela palavra "lésbica" tenha resultados mais informativos, e menos pornográficos. Antes da mudança, os...

Pitbull de rinha vira ‘babá’ de bebê, agradando-a sempre que ela chora

Quando os criadores falam que o problema não está na raça, mas na criação, aqui está a prova. Um cão da raça pitbull, que...

Instagram

Fisioterapeuta atende gratuitamente vítimas de violência no Complexo do Alemão 3