Ex-secretária executiva pede demissão para abrir floricultura inspirada no jardim da avó: “Sensação de paz”

Leda Maria Welter trabalhou muitos anos como secretária executiva, em São Paulo. A rotina era estressante e Leda decidiu que não queria mais aquilo pra ela. Pediu demissão do emprego e abriu uma floricultura inspirada no jardim da avó para ter mais qualidade de vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Blumenfee foi criada em 2017 em um espaço pequeno. A floricultura cresceu tão rápido que Leda precisou mudar de endereço. Foi quando transformou uma garagem abandonada em um lindo jardim!

“Deixei o corporativo para tentar o negócio próprio por causa do trânsito, vida agitada e qualidade de vida, principalmente”, contou Leda.

Em alemão, Blumenfee significa “Fada das Flores”.

“A floricultura sempre foi um sonho. Eu sou do Sul, lá você nasce vendo sua mãe plantando, cultivando. E você entra naquele ritmo. O gostar de plantas e flores sempre existiu, eu só aprimorei com o tempo”, conta Leda, que diz conversar com suas “crianças”. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Elas respondem com uma folha bonita, com uma gotinha de água na ponta da folha, com o colorido.”

Foto: Razões para Acreditar

Leda passou a fazer delivery nessa pandemia e percebeu que aumentou bastante a procura das pessoas por mais flores e plantas dentro de casa. Teve dia que Leda trabalhou 20h e realizou mais de 120 entregas.

“Qual é a diferença antes e durante a quarentena? Antes, a casa das pessoas era um processo de comer e dormir, uma passagem. No confinamento, se tornou um lar. Sem poder sair, elas encheram a casa de plantas porque querem aconchego”, afirma.

Leia também: Em vez de flores, marido abre floricultura para surpreender esposa internada e transforma suas vidas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Espaço para as pessoas se conectarem com o verde e respirarem

Mas logo que isso tudo passar, Leda pretende suspender o delivery. Ela quer que as pessoas visitem o espaço porque acredita nas sensações boas que ele é capaz de proporcionar, principalmente felicidade.

“O plano da Blumenfee é voltar a ser loja física de novo e receber as pessoas! Eu tive que me adaptar às vendas pelo WhatsApp. A minha grande meta é abrir a porta e as pessoas entrarem na loja. Não tem satisfação melhor do que olhar no rosto e perceber que a pessoa está se sentindo bem dentro da loja”, conta.

A proposta da floricultura não é somente vender. “Blumenfee não é só compra e venda, e sim um local, um oásis, para as pessoas se conectarem com o verde. Um lugar para ensinar a cuidar de plantas. Um espaço para você sentir a natureza”, contou.

Foto: Razões para Acreditar

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Floricultura é inspirada no jardim da avó

E o encanto começa já na entrada, já que o cheiro de eucalipto da loja é muito peculiar. Leda buscou referências para montar a floricultura no jardim da avó.

Quando era pequena, Leda ajudava a avó plantar lírio no jardim. O aroma da flor remete à sua infância, “àquela sensação de liberdade porque você entrava e podia explorar as coisas.”

Leia também: “Vendo flores apenas para a felicidade”, diz florista que não vende coroas de flores há 46 anos

Essa possibilidade de tocar nas flores e nas plantas, sentir que realmente estão em um jardim, é o que encanta os clientes e deixa o seu dia mais feliz. “Não é uma loja de prateleira, é uma sequência de um jardim de casa. Essa é a ideia”, afirma.

Ah, gente! Poderia morar na Blumenfee, e não é que a Leda parece uma fada? haha

Vem compartilhar esse sentimento dando play no vídeo abaixo, com certeza você vai entender o que eu estou dizendo:

Esse conteúdo é uma colaboração entre Lancôme e Razões para Acreditar. Para ler outras histórias de floriculturas que compartilham a felicidade, clique aqui.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,444,158SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professor de 60 anos viaja de moto pra levar atividades aos seus alunos sem internet, no PE

Quando falamos de educação à distância em tempos de coronavírus, muitas vezes nos esquecemos que, um em cada quatro brasileiros simplesmente não têm acesso...

Homens turcos saem de minissaias em apoio aos direitos das mulheres

Homens turcos saíram de minissaias pelas ruas de Istambul para defender os direitos das mulheres. Eles também protestaram contra o assassinato de uma jovem de...

VÍDEO: Filho procura por 15 anos Mustang igual ao que seus pais tiveram o 1º encontro e surpreende

Vocês já quiseram dar aquele presente super especial para alguém e capricharam nas buscas? Então, veja essa surpresa que o filho preparou para os...

Voluntários usam projeto disponibilizado de graça para produzir EPIs e distribuir para hospitais

Há algumas semanas falamos aqui no Razões de designers que criaram um projeto para fabricar protetores faciais em máquinas de corte laser e que...

Bióloga que salvou Arara Azul da extinção vira personagem da Turma da Mônica

Na última terça-feira (11), foi celebrado o Dia Internacional das Meninas e Mulheres na Ciência. Para comemorar a data, a Mauricio de Sousa Produções...

Instagram