Fonoaudióloga reproduz condição de crianças em bonecos

A fonoaudióloga Daniela de Freitas Feijó, 45 anos, cuida de crianças com dificuldade de fala, deglutição e problemas alimentares. Ela acredita que a brincadeira ajuda no tratamento dos pequenos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Daniela trabalha no Hospital da Criança Santo Antônio, em Porto Alegre. Em entrevista ao Razões para Acreditar,  ela defendeu que a criança tem mais facilidade para expressar seus sentimentos através do lúdico: “Ela consegue simbolizar sua angústia e aliviar o sofrimento”.

Ela convive com crianças que tiveram seu corpo “invadido” por procedimentos temporários ou permanentes, como sondas de alimentação, que entram pelo nariz e vão até o estômago do paciente, e a traqueostomia, quando é feito um buraquinho no pescoço do paciente para ele poder respirar.

fonoaudióloga bonecos crianças
Daniela e a pequena Heloise

“Em 24 horas, uma criança passa por 3 equipes de enfermagem, mais uma ou várias equipes médicas, dependendo de quantos especialistas estão envolvidos no caso, além de ser submetida a inúmeros exames necessários, mas muito traumatizantes. O hospital trata a doença, mas aos olhos de uma criança, é extremamente estressante e assustador”, explica Daniela.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi pensando nisso que a fonoaudióloga teve a ideia de reproduzir a condição das crianças em bonecos, para que os pequenos não se sintam diferentes de todos ao seu redor e continuem seu tratamento com mais leveza e menos estresse.

fonoaudióloga bonecos crianças

“O primeiro boneco foi para um paciente que morou no hospital até os dois anos e meio. A criança foi para casa depois de ter feito traqueostomia. Disse à mãe para fazer um buraquinho no pescoço de algum boneco dele, para que pudéssemos brincar de dar comidinha ao amigo seu amigo. Funcionou e esse amigo sempre acompanhava a criança nos atendimentos”, relembra Daniela.

A fonoaudióloga batizou o projeto de “Um Amigo Como Eu”. Daniela afirma que o projeto tem um alcance modesto. Por enquanto, ela só consegue atingir crianças de quem ela é bastante próxima. “Estou trabalhando com o setor de controle de infecções do hospital, para encontramos uma forma segura de coletar o material reutilizado nas cirurgias das crianças nos bonecos. Vamos poder fazer mais bonecos e bonecas para a brinquedoteca do hospital ou para as crianças levarem para casa.”

fonoaudióloga bonecos crianças

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desde que iniciou o projeto, Daniela fez dez bonecos. Ela orienta os pais das crianças a solicitar o material do filho, que não será mais utilizado, para colocar em um boneco ou boneca da criança. Daniela também consegue arrumar bonecos usados, em bom estado, com amigos e parentes, para serem “operados” e entregues para “um amigo como ele”.

“Na maior parte dos casos, a ideia é bem recebida pelos pais. O fato deles serem ativos e participarem da confecção de um brinquedo especial para a condição do filho, ajuda a superar o trauma gerado pela doença da criança. Os bonecos normalmente são batizados com um nome escolhido pela criança ou pelos pais. É comum em uma reinternação hospitalar o boneco ficar internado com a criança, recebendo ‘os mesmos cuidados’.

Com criatividade, empatia e responsabilidade, Daniela oferece uma alternativa para amenizar o tratamento das crianças.  A companhia de um amigo com as mesmas condições faz o tratamento ser menos estressante para os pequenos.

Apoie causas com Visa, sem pagar a mais por isso. Inscreva-se e ajude já! Aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja mais fotos dos bonecos “operados”:

fonoaudióloga bonecos crianças

fonoaudióloga bonecos crianças

fonoaudióloga bonecos crianças

Fotos © Daniela de Freitas Feijó/Arquivo Pessoal/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,513,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Vovô encanta ao entrar em escola de cabeleireiro para aprender a pentear e maquiar sua esposa

A história de um vovô de 79 anos, cujo nome não foi identificado, viralizou nas últimas semanas e encantou pessoas do mundo todo. Eternamente...

Com vaquinha, ex-sem teto que alimenta moradores em situação de rua evitará falência do seu restaurante

Gabriel tem 33 anos e tudo o que ele viveu, o fez querer alimentar moradores de rua em São Paulo. O chef é do Rio...

Você pagaria um sorvete para um desconhecido?

“Dizem que nós, seres humanos, somos egoístas…” e que não ligamos para nada que ultrapasse o nosso próprio umbigo. Pois bem, esta criativa e...

Gusttavo Lima arrecada R$ 500 mil em doações em live histórica de 5 horas no YouTube

No último sábado (28), o cantor sertanejo Gusttavo Lima, 30 anos, organizou uma mega live na área de lazer de sua casa, em Bela...

Instagram