Fotografias raras mostram todo o charme de Paris de 100 anos atrás

O ano era 1914 quando o banqueiro francês Albert Kahn convocou os fotógrafos Leon Gimpel, Stephane Passet, Georges Chevallier e Auguste Leon para criar belas recordações da “Cidade Luz”, no ano em que estourou a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os quatro fotógrafos usaram um método inovador para a época chamado Autocromos Lumière. A partir de grãos microscópicos de fécula de batata tingidos, eles conseguiram captar as cores de uma Paris que é puro charme.

Existem hoje 72 mil autocromos desse período graças a esses quatro fotógrafos. Abaixo, você confere algumas dessas fotografias disponíveis no site Paris 1914.

paris-zupi2

paris-zupi3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

paris-zupi4

paris-zupi5

paris-zupi6

paris-zupi7

paris-zupi8

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

paris-zupi9

paris-zupi10

paris-zupi11

w704

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

via [Zupi]

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,860,568SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Idosos casados há 70 anos se reencontram em hospital após 5 dias separados: ‘Uma eternidade pra eles’

Ah, o amor... O que pode ser maior que ele, quando verdadeiro?! ❤️ No último sábado (17), a jornalista Danny Montenegro, neta do Sr. Aurélio...

Crianças formam trenzinho com valores positivos no RS e conquistam a internet

O trenzinho mais fofo que você vai ver hoje e durante muito tempo!

Jovem recebe apoio de desconhecidos para construir um abrigo definitivo para animais de rua em Anápolis (GO)

O Eduardo Caiado é um jovem de 18 anos que foi ajudado lá atrás por uma vaquinha da VOAA para a ampliação e reforma...

Pesquisadora cria linguagem tátil que facilita identificação das cores para pessoas cegas

Você já parou pra pensar como uma pessoa cega consegue diferenciar as cores dos objetos, como roupas e calçados? A pesquisadora Sandra Marchi, da Universidade...

Instagram