Fotógrafo clica catadora de recicláveis e melhora sua autoestima

Clique e ouça:

Uma fotografia pode tanto contar uma história quanto criar uma nova história. De uma pessoa anônima, a catadora de recicláveis Patrícia virou uma pessoa conhecida, graças ao olhar sensível do fotógrafo Cesar Bond.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cesar tem um projeto denominado “Dançarinos Urbanos”, que clica dançarinos nas ruas, levando a dança a quem não frequenta teatros e outros espaços onde esses artistas costumam se apresentar.

Foi em 2015 que o fotógrafo conheceu Patrícia, em Curitiba, onde ambos vivem. Ele estava fotografando duas bailarinas quando viu a catadora passar com o carrinho dela e chamar sua atenção.

Leia também: Dentista devolve autoestima a jovem que perdeu dentes

“Várias pessoas paravam e ficavam olhando o ensaio. Mas, Patrícia chamou mais minha atenção. Estava toda molhada trabalhando debaixo da chuva. Ela tinha parado com seu carrinho para ver as bailarinas. Não pensei duas vezes, me aproximei e a convidei para participar da foto”, diz Cesar em conversa com o Razões para Acreditar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A princípio, Patrícia não achou a ideia muito boa. Ela disse que se achava feia, que estava suja e molhada. Cesar tratou de elogiá-la para que se sentisse confiante e, após algumas risadas, topou fazer a foto.

fotógrafo clica catadora melhora autoestima

Na primeira tentativa, o fotógrafo posicionou Patrícia entre as duas bailarinas. Faltava um elemento importante na composição: o carrinho de Patrícia. A segunda tentativa, com Patrícia ao lado do carrinho – na ponta dos pés, como uma autêntica bailarina – rendeu uma belíssima foto.

fotógrafo clica catadora melhora autoestima
😍

Patrícia adorou o resultado e perguntou para Cesar como faria pra conseguir a foto impressa. Cesar tratou de imprimir uma cópia e foi até a casa de Patrícia entregar para ela pessoalmente. Àquela altura, o fotógrafo já tinha postado a foto no Facebook.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Quando fui entregar a foto, ela me contou que todos os vizinhos já tinham visto, que estavam comentando e a elogiando”, lembra Cesar.

Patrícia disse também que gostaria de colocar a foto no seu carrinho, pois achava ele muito feio. Cesar então imprimiu a foto em uma lona e ainda pintou o carrinho de Patrícia com uma tinta rosa pink. Patrícia não poderia estar mais feliz com o presente de Cesar.

“Ela trabalhava em um dos lugares mais movimentados de Curitiba, o calçadão da rua XV de Novembro, e ninguém notava sua presença. Depois da foto, isso mudou. As pessoas passaram a reconhecê-la como ‘Bailarina’ e a cumprimentá-la”, destaca Cesar.

Patrícia até participou de programas de TV e outros fotógrafos também fizeram fotos e vídeos dela. Não há dúvidas de que a foto de Cesar transformou a autoestima de Patrícia. A vergonha de ser catadora de recicláveis é coisa do passado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito das fotos: Cesar Bond

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,051,455FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,379SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem com deficiência humilhado por atraso de salgados se surpreende com apoio: “o telefone não para”

Coisa mais linda essa corrente de solidariedade, o Rafael tá sem acreditar! Rafael foi humilhado por um cliente que não aceitou o atraso da sua...

Cãozinho é reprovado em treinamentos da polícia por ser ‘dócil demais’

E essa carinha de: "Alguém brinca comigo, por favor!"?

Homem cria “restaurante” 24 horas para alimentar cachorros de rua

João Araújo mora em Palmas, no Tocantins e é gerente de uma loja de peças para motos. Ele sempre se preocupou com os cachorros de rua da...

“Eu quito!”, diz Tatá Werneck para seguidora que desabafou sobre dívidas na pandemia

A Tatá Weneck se ofereceu para pagar as dívidas de uma seguidora depois que ela postou um meme no seu Instagram. O meme é uma...

Jovem ‘zombada’ por vender sacos de lixo para ajudar a mãe não abaixa a cabeça

A estudante de enfermagem Clara Soares, 18 anos, vende sacos de lixo e panos de chão em Ceilândia (DF) para ajudar a mãe. Enquanto batia...

Instagram

Fotógrafo clica catadora de recicláveis e melhora sua autoestima 13