Fotógrafo evangélico registra casamento umbandista e faz lindo relato do que viu

Temos razões para acreditar sim! A resposta para quem pratica o ódio “em nome de Deus” veio na forma de um belíssimo registro fotográfico de um casamento umbandista, onde só há espaço para o AMOR!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O fotógrafo Alison Luiz clicou o casamento do casal Jackelline Furuuti e Fabio Fur na religião Umbanda. Alison é evangélico, mas não viu problema em fotografar a cerimônia, realizada na Casa Deus – Casa de Desenvolvimento e Estudos da Umbanda, no Jardim Vila Formosa, em São Paulo, no último dia 8.

“Quando aos poucos, vindo do Conga [local onde é realizada a cerimônia umbandista], começamos a ouvir as primeiras notas de batuque dos atabaques que anunciavam o inicio da cerimonia, nesse momento a emoção tomava conta da Sala da Noiva, pois em instantes um lindo casamento começaria. Todos ali, como forma de coral, harmoniosos, cantavam louvores para Iemanja (orixá da Jacke) e Ogun (orixá do Fabio) de forma muito respeitosa e como se chamassem eles para aquele lugar”, escreveu Alison em seu blog.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Era a primeira vez que Alison fotografava um casamento umbandista. Um momento de muito aprendizado para quem havia clicado apenas casamentos católicos, evangélicos e ecumênicos. Na verdade, não só para ele, mas para todo mundo que está aberto a experiências enriquecedoras, que fazem a gente subir um degrau na evolução humana. Viemos a este mundão, de todas as religiões, para isso!

“Jacke e Fabio, envoltos em um laço de três cores, azul representando Iemanja, Vermelho representando Ogun, e branco representando Oxalá, ouviam de Pena Roxa que dava sequencia ao rito do cerimonial proferindo em baixo tom palavras de orientação e respeito ao casal, ensinando muito sobre casamento, família e fé, quando é anunciado a entrada das alianças, que vinham carregadas, delicadamente em segurança dentro de uma concha, sutilmente colocada no centro desabrochado de uma rosa clara nas palmas abertas, envolta de um rosário, das mãos da Vó Chiquinha (Tia Avó de consideração do casal), que à suaves passos vinha corredor à frente, fitada pelos atentos olhares das pessoas ali na nave em pé, as alianças são entregues à Pena Roxa que as entrega aos noivos.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Novamente, evangélicos montam centro de apoio para ajudar peregrinos que vão à Aparecida

“Profissionalmente acredito que não se deve haver distinção quanto às religiões, afinal, o profissional de casamento (ou outro tipo de profissional que seja) está ali para prestar seu serviço e não para se envolver com a religião que o cliente participa. Já pessoalmente, acho desnecessário a intolerância religiosa, pois cada um tem a sua [religião], acredita cada um no que quiser”, disse Alison ao Razões para Acreditar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Jackelline Fabio esperaram vinte anos para selar a relação. Quis o destino que o fotógrafo desse momento único em suas vidas fosse um evangélico.  No mundo em que vivemos, acredite, ainda há pessoas que não conseguem imaginar um umbandista e um evangélico compartilhando o mesmo espaço. É hora desse pensamento mudar, e o fotógrafo Alison oferece sua contribuição, com empatia e talento de sobra.

Veja mais fotos dessa linda cerimônia:

Fotos gentilmente cedidas pelo fotógrafo Alison Luiz.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,644,941SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Artista transforma crianças da Cidade de Deus em super-heróis (que realmente são!)

Crianças precisam ser fortes para não seguir pelo caminho errado: uma missão difícil numa realidade em que esse parece ser o único caminho possível para suas vidas...

‘Gepeto’ da vida real constrói brinquedos de madeira para crianças carentes

Seu Etelvino passou semanas produzindo carrinhos de madeira para as crianças da comunidade Chico Mendes, em Florianópolis.

Iniciativas de solidariedade diante dos dias frios

Andar pelas ruas do Centro de Campo Bom e se deparar com cabides espalhados por diferentes locais, repletos de roupas quentes e de qualidade...

Pai e gay, homem faz depoimento emocionante

Em um depoimento esclarecedor e emocionante ao portal Universo AA, Fabiano Melo, de Fortaleza, conta sua história de amor e aceitação. Sobre ser pai,...

Twitter adota licença paternidade de 20 semanas no Brasil

Esta é a forma de lutar contra estereótipos de gênero e dos papéis tradicionais dos pais na família.

Instagram