Após comentário homofóbico no LinkedIn, funcionário do Grupo Votorantim é demitido

Após publicar um comentário homofóbico na rede social LinkedIn, um funcionário do Grupo Votorantim foi demitido da empresa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O profissional trabalhava na Votorantim Cimentos, uma das sete empresas do grupo. Ele havia feito um comentário em um post do Nubank expondo sua desaprovação às lideranças LGBT+ da companhia.

A publicação do banco virtual abordava a importância do espaço para lideranças LGBT+ nas empresas, e traz uma foto do Líder de Comunicação Interna do Nubank.

Pra contextualizar: junho é o Mês do Orgulho LGBT+ e muitas marcas abordaram o tema no mês passado.

A Ana Paula é uma mulher trans e foi acolhida pela dona de um salão de beleza, após ter sido vista comendo comida do lixo. Tatiana criou uma vaquinha online para ajudar a moradora de rua a recomeçar sua vida do zero, saiba como ajudar aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após comentário homofóbico no LinkedIn, funcionário do Grupo Votorantim é demitido

O comentário reprova exatamente a possibilidade de espaço para integrantes da comunidade LGBT+ em cargos de liderança. “Líder é líder, independente da escolha sexual. Agora ter um líder LGBT… É de uma idiotice sem tamanho”, escreveu o funcionário que trabalhava na Votorantim Cimentos há apenas seis meses.

Após comentário homofóbico no LinkedIn, funcionário do Grupo Votorantim é demitido

Marcada centenas de vezes na seção de comentários do post do LinkedIn por usuários indignados com a afirmação do profissional, a Votorantim se posicionou afirmando que “não admite discriminação ou preconceito de nenhuma natureza”, e que o funcionário em questão foi desligado da empresa.

Após comentário homofóbico no LinkedIn, funcionário do Grupo Votorantim é demitido

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apesar de todo o episódio ter acontecido virtualmente, em nota, a empresa esclareceu que a demissão não aconteceu via internet:

“A Votorantim Cimentos reforça que não admite discriminação ou preconceito de nenhuma natureza, sejam eles de raça, religião, faixa etária, sexo, convicção política, nacionalidade, estado civil, orientação sexual, condição física ou quaisquer outros. A empresa também reitera que possui respeito às pessoas como valor incondicional e condena qualquer postura que não esteja condizente com o seu Código de Conduta. Com isso, após análise desse comportamento repudiado pela empresa, esclarecemos que o autor do post não faz mais parte do quadro de empregados da Votorantim Cimentos.”

O episódio reflete, mais uma vez, não apenas um maior posicionamento efetivo das empresas diante do tema, mas também a forma como o uso das redes sociais em caráter pessoal, muitas vezes para exprimir discursos preconceituosos, pode afetar a vida profissional de forma direta.

Em tempo, homofobia agora é crime no Brasil!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: B9/Fotos: Reprodução/LinkedIn

Quer ver a sua pauta aqui? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,067,715SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Por conta do excesso de energia eólica, Texas distribui eletricidade de graça

É até difícil chamar isso de problema, mas o Texas está com energia eólica em excesso e para resolver passou a distribuir de graça. A...

Os bebês dessa mãe não vivem mais de 1 mês e o motivo é emocionante

Se você não acredita que anjos existem, isso vai mudar até o final dessa matéria! Cori Salchert é uma enfermeira aposentada, mãe de 8 filhos biológicos, e...

National Geographic oferece acervo para reconstrução do Museu Nacional

A National Geographic Society ofereceu recursos financeiros e itens de seu acervo para reconstrução do Museu Nacional.

Mãe e filha se reencontram após 82 anos separadas, nos EUA

Aos 96 anos, a norte-americana Lena Pierce se reencontrou com sua filha Betty Morrell, de 82 anos, após 82 anos separadas. Lena deu à luz Betty em Utica,...

Menino filmado estudando em tablet de loja compra casa com ajuda de vaquinha

Minha genteee, lembra do Guilherme, menino filmado estudando no tablet de uma loja? Contamos sua história no ano passado e temos novidades! A boa notícia...

Instagram

Após comentário homofóbico no LinkedIn, funcionário do Grupo Votorantim é demitido 2