Funcionário do Detran tem jornada de trabalho reduzida sem diminuição de salário para cuidar de filho com deficiência

Cuidar de um filho exige tempo e dedicação e sobretudo quando a criança necessita de cuidados especiais, como o filho de Márcio Melli, que possui paralisia cerebral. O caso de Marcio ganhou repercussão na mídia recentemente, por ser o primeiro assim no estado de São Paulo. Ele é funcionário do Detran-SP e o Tribunal Regional do Trabalho da 15º Região, em Campinas, decretou que ele terá a jornada de trabalho reduzida em 50% sem prejuízo salarial, já que ele possui a guarda integral de seu filho, Felipe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma decisão como esta não é comum, já que não são em todas cidades do Brasil que já existem leis que regulamentem uma situação como esta. O processo teve início em 2016 e Márcio comemora esta vitória, pois afirma que a expectativa de vida de seu filho é incerta.

Márcio trabalha como agente estadual de trânsito no Detran da cidade de Caçapava, interior de São Paulo e possui a guarda de seu filho desde que ele tinha 4 anos. Hoje, o jovem tem 21 anos, mas é totalmente dependente de seu pai. Felipe tem má formação cerebral, uma doença congênita sem diagnóstico e apesar de ser fisicamente normal, ele tem o cérebro de um bebê de 6 meses, precisa ser alimentado, usar fralda e todos os cuidados que temos com um bebê, que naturalmente exigem tempo e dedicação.

Leia também: Juíza perdoa dívida de pai que largou tudo para cuidar da saúde do filho

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Márcio diz que já começou a reduzir sua jornada de trabalho há cerca de um mês e que essa redução é de extrema importância, pois não é só cuidar de seu filho que ele precisa, mas também levá-lo ao médico, ir ao supermercado e etc…

Felipe tem constantes crises de epilepsia e sérias convulsões e Márcio afirma que a decisão é importante pois assim ele se sente mais amparado: “É uma maneira do Estado se responsabilizar com relação às nossas tributações. Acho que todo mundo deveria ter a redução dos tributos de maneira prática. A gente sempre sente o abandono do Estado. Nesse caso me sinto menos abandonado”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações de G1

Fotos: Márcio Melli

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,246,606SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professor promove inclusão de aluno cadeirante

A mãe caiu em lágrimas ao presenciar “essa linda cena de inclusão”.

Com ajuda de doações, mulher com câncer cerebral faz cirurgia para drenar inchaço na cabeça

Nos últimos dois meses, o humor e o estado de espírito de Arlene do Socorro Correia, 30 anos, mudaram completamente - e para melhor. Na...

Pegadinha do bem: Homens pedem pizza e mandam entregar para moradores de rua

Muito legal essa ação do bem criada pelos caras do Roman Atwoods, que são especializados em criar pegadinhas e conteúdo de humor na internet. Dessa vez,...

Executivo negro sofre racismo em aeroporto e tem a melhor reação possível

Esse é o tipo de notícia da qual a gente fica triste em dar. Não consigo entender como em 2017 ainda existam pessoas racistas,...

“Quando contei que meu filho é autista, ele disse: ‘tudo bem, vou deitar com ele'”

Este homem desconhecido ajudou meu filho autista a vencer um colapso nervoso que, normalmente, dura mais de uma hora e, às vezes, só se...

Instagram