Há 14 anos, funcionário do McDonald’s conquista clientes com seu jeito único de ser: “Eles são demais comigo”

0
1249
funcionário do mcdonald's sorri e faz sinal de positivo com as mãos

Ele se destaca pelo bom atendimento e se você é do time que não dispensa uma boa sobremesa ou um cafezinho bem quentinho, é provável até que dobre um ou outro pedido, para repetir a experiência de ser atendido por quem ama o que faz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

José Fernando de Souza Puglish, ou simplesmente Fernando, como gosta de ser chamado, tem 50 anos de idade e está há 14 no McDonald’s, divididos em duas passagens – ele conseguiu uma outra oportunidade de emprego, mas, ao reencontrar seu antigo gestor, não pensou duas vezes e voltou a trabalhar no restaurante.

Me sinto bem e livre pra ser quem eu sou e gosto bastante de estar com os clientes. Eles são demais comigo. Pra mim, é a minha vida”, afirma Fernando.

funcionário do mcdonald's segurando menu com braços abertos
Dizem que bonito é ser você mesmo e Fernando é! Foto: @studio_pollen

Essa é a Cooltura de Serviço, programa criado há 5 anos pela Arcos Dorados, franquia responsável pela operação do McDonald’s em 20 países da América Latina e Caribe, com o objetivo de incentivar seus funcionários a serem quem são. É a maneira espontânea que cada pessoa tem de gerar sorrisos e bons momentos para todos e garantir uma experiência única para colegas e clientes, independente de suas características. A iniciativa está diretamente ligada à atuação da companhia em Diversidade & Inclusão, pilar que faz parte da estratégia ESG da Arcos, a Receita do Futuro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Há 14 anos, funcionário do McDonald’s conquista clientes com seu jeito único de ser: “Eles são demais comigo” 1
E sendo a pessoa que é, não tem quem não se encante. Foto: @studio_pollen

Aprendeu a ser um bom anfitrião em casa

Fernando tem Síndrome de Down e é um bom exemplo do quanto a inclusão no mercado de trabalho pode transformar vidas. Como Embaixador da Experiência do Cliente, parece ter encontrado o trabalho ideal para ele.

Quem reforça essa impressão é a dona Gisela, mãe de Fernando: “Gostávamos muito de receber pessoas em casa. Era festa pra quase toda semana e o Fernando sempre me ajudou.”

“Morávamos numa casa com uma piscina de nove metros quadrados. Fernando não entrava se não tivesse gente. Ele queria gente. Se acostumou tanto que, às vezes, falava, ‘Nossa, ninguém vai na piscina? Precisa ter gente, né, mãe?’”, completa.

Há 14 anos, funcionário do McDonald’s conquista clientes com seu jeito único de ser: “Eles são demais comigo” 2
O melhor anfitrião para a melhor experiência. Foto: @studio_pollen

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E assim, bom anfitrião que é, Fernando ama receber os clientes na porta do restaurante. Tanto quanto vender sobremesa e café – num único dia, Fernando se orgulha de ter vendido 22 cafezinhos!

Ele também tem um papel fundamental no pós-venda e faz questão de passar de mesa em mesa para avaliar a satisfação dos clientes, que, claro, distribuem elogios ao excelente funcionário que Fernando demonstra ser.

“Adoro abrir a porta para os clientes, falar, ‘Oi, tudo bem? Como vai? Boa tarde! Obrigado’. Eu quero me relacionar com todos os clientes na mesa. Eu vou de mesa em mesa fazer pesquisa e vender cafezinho”, destaca Fernando.

Fernandinho é um dos cerca de 1.500 funcionários com deficiência da Arcos Dorados e, no Dia Internacional da Síndrome de Down, ele representa todas as pessoas que alcançam seu máximo potencial e geram bons momentos sendo quem realmente são.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Todo mundo fala, ‘por que você não arruma outro emprego para o Fernando?’ Eu respondo, ‘gente, o que importa é como o meu filho é tratado’. Eles são humanos, dão toda a assistência, carinho e respeito. Já os clientes são fantásticos. Ficam encantados com o Fernando. Fernando bate papo e faz eles rirem”, comentou dona Gisela sobre o quão positivo é o ambiente de trabalho do McDonald’s para o filho.

Veja o vídeo:

Há 14 anos, funcionário do McDonald’s conquista clientes com seu jeito único de ser: “Eles são demais comigo” 3

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.